BLOG DO QUÍRON

Mitologia, Ciências, Literatura, Artes, História, Filosofia, Teatro, Livros, Romances, Dramas, Filmes , Contos , Virgínia Woolf e Caio Fernando Abreu, Nelson Rodrigues, Tchekov

31.10.08

À MODA DA CHICA DA SILVA - PARTE - 11 -

Olá, amigos !!

( A cena ocorre na porta da Sala de Reuniões onde o Marquês de Pombal chama o Vergílio e o Luigi para …)

- Vergílio ! Antes que vós ides para o Brasil quero dizer-vos que precisais co consolo e que sejais confortado … Lá … Nos Jardins de Sual Alteza Real, no Brasil Colônia, procureis ‘ uma flor ‘ : uma  escrava negra ou um escravo negro ( caso prefirais ) ou o consolo e o conforto no ‘ seio de uma mulher ‘ . Precisais de carinho e de amparo , Meu Amigo ! Pensais nisto ! Prometeis isto para mim ? - pergunta o Marquês.

( Vergílio , mostrando todo o seu orgulho, apenas olha para o Velho Marquês que despedaçou-o anteriormente . )

- Luigi ! Quero que designeis um novo Núncio Apostólico para o Reino de Portugal . - diz o Marquês.

- Com certeza, Excelência ! Designarei o Barão Wolfgang Alexander Hans Eduard Maximilian Reichsgraf Berghe von Trips , Duque da Baviera , Marquês de Neuchâtel ( Suiça ), Bispo de Berlim e Arcebispo de Köln ( Colônia ( Alemanha ). Acredito, que com o Barão von Trips , não tereis qualquer problema filosófico, teológico ou político. O Barão é um estadista que percorre o mundo sob as ordens de Sua Santidade , Marquês de Pombal ).

( Agora despedem-se . Mas , entre a porta da Sala de Reuniões até a saída do Palácio Real de Queluz , a conversa …)

- Vergílio ! Eu não acredito no que e no ouvi, aliás , no que não ouvi de vós ! Francamente ! - diz o Cardeal.

- Era apenas um Ministro querendo mostrar o seu  poder . Quem sabe ele não sabe lidar com o poder e a velhice ? - responde infantilmente Vergílio.

- Que explicação idiota , Vergílio ! Vós estáveis diante do Ministro Plenipotenciário de Portugal ! É ele quem decide o que o Rei decidirá!  Ainda não entendestes ? E vós faláveis em ‘ idéias iluministas e libertárias ‘ ? De onde tirastes isso , Vergílio ? Não vos defendestes , de forma alguma , usando as Sagrads Escrituras ! Não sabeis o que é a FÉ ? Sinceramente ! - e sai batendo as botas nas lajotas do Palácio .

( A carruagem espera o Cardeal, mais 2 Bispos e o Duque . Vergílio muda está ; mudo fica. )

- Vergílio ! Francamente ! Caso vós fôsseis meu escravo eu mandaria cortar teus cabelos loiros, raspara a tua barba loira, raspar os teus braços loiros, raspar o teu peito loiro e raspar as tuas pernas loiras . Eumesmo furaria os teus 2 lindos olhos azuis e mandaria colocá-lo na RODA ! Sabeis o que é a RODA , Vergílio ? -pergunta o Cardeal.

( Segue a figura da RODA ).

 

 

 " Neste mecanismo a vítima era firmemente amarrada à roda pelas mãos e pés. O carrasco em seguida utilizava uma barra, normalmente de ferro, ou um enorme martelo para lenta e metodicamente esmagar os ossos dos braços e pernas do condenado. Ele tinha o especial cuidado de não desferir golpes mortais. Quando os ossos da vítima estivessem todos quebrados, os seus membros seriam literalmente enrolados nas extremidades da roda, um pouco como um pretzel. A roda seria então elevada horizontalmente e colocada numa estaca onde a vítima agonizante, esperaria uma morte lenta. Às vezes , a vítima cada vez que descia ( ou girava) ; ela girava sobre brasas incandescentes ou sobre lâminas : a morte sempre sobrevinha . "

( Vergílio apenas arregala os olhos .  O Cardeal , ao subir na carruagem diz … )

- Eu, Cardeal Luigi Monterrosso, Prefeito da Congregação dos Bispos e, cumprindo o Código Canônico, proibo-o de todas vossas funções eclesiásticas : realizar batismo, casamentos, velórioss, missas, Missas de Réquiem e da fundação de locais santos e; nem de dar da hóstia e nem de ouvir a confissão dos fiéis ! O Decreto Papal virá em breve ! Ah ! Vergílio ! Quem sabe devêsseis seguir o caminho contrário que o Santo Agostinho fez? ( Abaixo a figura de Santo Agostinho ).

http://pt.wikipedia.org/wiki/Santo_agostinho ( para saber mais )

 Agora sois padre e quem sabe não aproveiteis  os prazeres da carne ! Talvez encontreis DEUS em uma de outra de suas múltiplas facetas ! E mais ! Que a Terra Brasilis seja o vosso exílio e só voltei para Roma quando for chamado ! Não conteis os anos que se seguirão, Vergílio ! Perderás a noção do tempo ! " Adieu , mon amis " . Vamos cocheiro! Estou enjoado e enojado com tudo que vi, ouvi e disse.

( Vergílio olha para o Céu. Sempre diziam que seus olhos azuis mudavam com o passar das horas do dia . " Acho - pensou Vergílio - que agora meus olhos estão cinzas ".  Dois padres capelães do Rei beijaram o seu anel de Bispo . Após um Ministro fez uma mesura , para ele, como  Núncio Apostólico.)

( Vergílio olha para o Céu . " Bem ! - pensou ele - Sempre disseram que os meus azuis mudavam de cor com o passar das horas ; acho que os meus olhos estão cinza, agora …  E quanto ao meu futuro ? Pertenceis a mim ou a DEUS ? Que me espera na Colônia Brasileira ? E Vergílio canta , mentalmente, a Música  ‘ Coração Alado ‘  de Raimundo Fagner . ( Segue a letra da música e segue atalho para o YOU TUBE . )

 http://www.youtube.com/watch?v=6wxHSXpUndM

               " Noturno "  de Raimundo Fagner

O aço dos meus olhos
E o fel das minhas palavras
Acalmaram meu silêncio
Mas deixaram suas marcas…

Se hoje sou deserto
É que eu não sabia
Que as flores com o tempo
Perdem a força
E a ventania
Vem mais forte…

Hoje só acredito
No pulsar das minhas veias
E aquela luz que havia
Em cada ponto de partida
Há muito me deixou
Há muito me deixou…

Ai, Coração alado
Desfolharei meus olhos
Nesse escuro véu
Não acredito mais
No fogo ingênuo, da paixão
São tantas ilusões
Perdidas na lembrança…

Nessa estrada
Só quem pode me seguir
Sou eu!
Sou eu! Sou eu!…

Hoje só acredito
No pulsar das minhas veias
E aquela luz que havia
Em cada ponto de partida
Há muito me deixou
Há muito me deixou…

Ai, Coração alado
Desfolharei meus olhos
Nesse escuro véu
Não acredito mais
No fogo ingênuo, da paixão
São tantas ilusões
Perdidas na lembrança…

Nessa estrada
Só quem pode me seguir
Sou eu!
Sou eu! Sou eu! Sou eu!…

Ai, Coração alado
Desfolharei meus olhos
Nesse escuro véu
Não acredito mais
No fôgo ingênuo, da paixão
São tantas ilusões
Perdidas na lembrança…

Nessa estrada
Só quem pode me seguir
Sou eu!
Sou eu! Sou eu! Sou eu!…

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

       Vergílio caminha pelas ruas de Lisboa até o Palácio da Nunciatura Apostólica .Olha para os seus dedos cheios de anéis e para a sua roupa ducal e pensa no que é e em quem transformou-se ; e por não acreditar na Mão Divina , prostra-se no chão e chora convulsivamente chamando pela sua MÃE !

                                                               FIM DA PARTE - 11 -

criado por baraojoelmartins@gmail.com    21:11:50 — Arquivado em: Sem categoria

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 10 -

Olá , amigos !!!    ( … segue a PARTE 9 …)

- Bem ! Isso faz parte desta reunião . - diz o Marquês . Mas por sinal! Hoje não é o aniversário do Bispo de Pádua ? - pergunta o Marquês - trazendo desconforto com a sua ‘ lembrança ‘ .
- Sim , Excelência ! Hoje completo 27 anos . - diz o Vergílio.
- Hum ! E vosso pai não o cumprimentará, Vergílio ? 
( E pai e filhos  cumprimentam-se friamente. )
- Vejo que não se vêem há algum tempo e nem têm muita intimidade ! -conclui o Marquês de Pombal após observar pai e filho .

- Não nos vemos desde quando eu tinha 15 anos , Excelência ! - diz Vergílio com um tom de tristeza.

- Que frieza o vosso relacionamento, Vergílio ? Bem !  Poderá  Vergílio  administrar as riquezas oriundas do Brasil  e aquelas da Igreja lá no Brasil. - diz o Marquês .

- Excelência ! Permita-se dizer-vos ! Poderá ser construído escolas , orfanatos e hospitais no Brasil Colônia . -conclui  Vergílio.

- Vejo que vós pensais em prol da comunidade e não a favor da SANTA MADRE IGREJA,  Vergílio ! - conclui o Ministro.

- A população merece e precisa da ajuda do Estado ao que se refere às  garantias da sua saúde e educação. - diz Vergílio.

- Hum ! Vejo que tenho um homem , diante de mim , que tem idéias Iluministas ? Estou errado, Vergílio ? - pergunta o Marquês.

( O Cardeal Luigi morde o lábio inferior e passa a mão na barba. )

- Acredito que o Estado deve prover o bem para a sua sociedade e para seus cidadãos ! - diz Vergílio.

- Com estas idéias Iluministas só trarão inssurreição do povo, uma vez que ; os Iluministas não aceitam o Absolutismo, tanto aqui, em Portugal, bem como na França , Inglaterra e na Espanha. - diz o Marquês.

- Mas a República é a melhor forma de governo, Excelência . - diz Vergílio.

- Vergílio ! Dizeis isto para  esta Monarquia Absolutista ! Aqui não há lugar para tais idéias , Vergílio . - conclui o Marquês.

( O Cardeal mexe-se na poltrona e aperta os dedos das mãos … )

- continua o Marquês - Vergílio ! Deveríeis defender os interesses da Igreja e não preconizar idéias libertárias !

- Excelência ! Desculpa-me interromper o assunto , em questão ! Vergílio então irá para a Colônia ? - pergunta o Cardeal.

- Sim ! - e dirige-se ao Conde da Barca - Conde da Barca ? Trazei-me o Tombo de Títulos Nobiliárquicos disponíveis ( Livro ) ? - pede o Marquês.

- Sim, Excelência ! - diz o Conde da Barca.

( O Marquês de Pombal faz ainda algumas perguntas para o Vergílio na intenção de conhecê-lo melhor …)

- Vergílio ! Por que usais as vestes de um Duque e não as vestes de um Bispo ou eclesiásticas, como sois ? - pergunta o  Ministro.

- Eu gosto destas vestimentas . - responde o Vergilío.

- Gostar não é a melhor forma de responder a pergunta, Vergílio ! - repreende o Marquês.

( O Cardeal Luigi esfrega a manga no nariz e olha para o Vergílio . )

- Parece-me que não gostais das vestes de um Bispo ou quereis mostrar-vos diferente da Delegação Papal e do Cardeal Luigi ? - reflete o Marquês.

- Sinto-me bem assim . -responde Vergílio.

- Que achais da Marinha Mercante de vosso pai usar a Bandeira da Santa Sé durante a travessia do Atlântico até Portugal ? - pergunta o Ministro.

-  ! !!   ( Vergílio não responde e fica vermelho. )

- Ou , na verdade, não sabíeis desta parte do Plano , Vergílio ? - conclui o Marquês ?

- Eu represento os interesses da Igreja . - diz Vergílio.

- Mas não sabíeis desta parte ? Correto ? Acho que vós estais mais para príncipe de um conto de fada dos Irmãos Grimm : todo louro, olhos azuis , boa estatura ,  portando roupas ducais e com uma espada na cintura . - diz o Marquês de Pombal rindo e mostrando os dentes.

(Todos olham para o Vergílio e notam que ele destoava da Delegação.)

- o Maquês continua - Caso vós defendais os interesses da Santa Sé ! Qual o real motivo para evangelizar o Brasil Colônia? - pergunta o  Marquês.

- Para dar valores morais à população. - responde Vergílio.

- Mas Vergílio ! Os valores morais são passados à população através das missas ! Correto ? Maa se as missas são rezadas em latim ? Como os valores morais chegarão ao coração das pessoas ? - pergunta o Marquês.

- !!!! ( Vergílio fica sem saída e o Cardeal Luigi intervem .)

- Permita-me responder por Vergílio , Excelência. - diz o Cardeal.

- Pois não, Luigi ! - espera o Ministro.

- A SANTA MADRE IGREJA sustenta-se na Caridade e na Fé dos fiéis. Cabe à Divina Providência  tocar o coração dos homens . A presença de clérigos  irá contribuir para a sua evangelização e humanizará as mentes e as almas dos cidadão  , com o intuito, de merecerem o Reino dos Céus.

- Luigi ! Meu querido Luigi ! Falai para o Reitor da Universidade de São João de Latrão que devereis ensinar mais política e teologia aos futuros embaixadores e, menos filosofia . - repreende o Marquês.

- Vergílio ! Uma última pergunta : leste o livro  ‘ O Príncipe ‘ de Maquiavel ? Este livro foi escrito em italiano ( risus por parte do Marquês.) Podereis lê-lo sem a ajuda de uma gramática !!! - ris calorosamente o Marquês.

- Eu li Excelência ! - diz o Vergílio.

- É !? Mas não parece ! Falta-vos política , não ? - retruca o Marquês.

- ( silêncio por parte de Vergílio ) - Eu gosto dos filósofos gregos e dos pré-socráticos. - diz Vergílio.

- Hum… ! E o Marquês faz uma lista de filósofos  que conhece. E a Fé cristã , que o Cardeal Luigi falou a pouco …Que tendes a dizer-nos ?

- !!! ( Vergílio fica em silêncio , ruborizado e não responde). A Fé é cega ! A razão é quem guia o homem pelos caminhos da vida. 

- Vergílio , precisais de mais teologia e política! Mas sereis designado como Governador-Mor das MINAS GERAIS no Brasil ,  ‘ ad perpetuam ‘ . Lembro-vos , que os Vice-reis, eu  os nomeio para o período de 5 em 5 anos . Ajoelhai-vos , Vergílio !

( Vergílio ajoelha-se diante do Marquês de Pombal .)

- Eu , Marquês de Pombal declaro-vos : Visconde de Ouro Preto e Marquês de Barbacena ! E recebereis uma fortuna para cada Título doado por Portugal ; com igual  salário igual do Vice-rei do Brasil , mensalmente,  ‘ ad perpetuam ‘  e ;  a partir desta data , sereis súdito leal DEL REI , DOM JOÃO DE PORTUGAL. Partireis , já , para o Brasil.

( E Vergílio levanta-se . A reuinão está encerrada e os Ministros beijam os anéis de Vergílio e de Luigi e fazem uma reverência para o Duque.)

                                                                       FIM DA PARTE - 10 -

  

                                   

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:48:51 — Arquivado em: Sem categoria

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 9 -

Olá , amigos !!

 À MESA DE REUNIÕES NO PALÁCIO REAL DE QUELUZ - LISBOA -    PORTUGAL - EM 07 DE STEMBRO DE 1758 - ( figura abaixo )

( Na Sala de Reuniões estão presentes o Marquês de Pombal, O Conde da Torre e o Conde da Barca ; além do Bispo Vergílio, o Duque de Spezia e o Cardeal Luigi .)    ( abaixo o Marquês de Pombal. )

( Os Ministros do Rei de Portugal beijam os anéis de Luigi e de Vergílio a´pós ajoelharem-se diante deles. )

- Cardeal Luigi e Bispo Vergílio ! Gostaria de informar , antes de mais nada, que eu sou o Ministro Plenipotenciário do Rei Dom João ; isto é, eu sei o que Sua Real Majestade deseja e realizo o que Vossa Majestade quer. Assim , o que eu decidir , decidirei em nome do REI ! -sentencia o Marquês de Pombal e Conde de Oeiras  ( olhando para todos ).

- Sei que Vós, Excelência , tendes o espírito nobre e sereis guiado pelo Noso Senhor em suas ações … - diz o Cardeal Luigi.

- Após a reunião terminada , teremos as decisões consubstanciadas e deverão, desde já , serem executadas ! Concordam , meus amigos ? - pergunta o Marquês de Pombal , prescrutando a todos os presentes , inclusive ao Conde da Torre e ao Conde da Barca. -diz o  Marquês de Pombal.

- Excelência quero falar-vos ! - diz o Duque de Spezia .

- Antes de mais nada quero comunicar à SANTA SÉ que em 03/09/1758 , os Jesuítas foram expulsos do Reino de Portugal e das suas Colônias por terem sido apontados como autores de possível crime contra o Rei Dom João . A vossa Companhia de Jesus é um Estado dentro de Portugal e ela deve curvar-se ao poder absolutista do Reino de Portugal . -diz tranqüilamente o Marquês de Pombal - esperando uma reação contrária ao que acaba de falar ao Bispo Vergílio e ao Cardeal Luigi.

- Excelência ! A SANTA SÉ fica triste com a vossa decisão. Entretanto se vós encontrastes elementos para o vosso despacho, juntamente com a REAL ORDEM DEL REI , aceitamos de coração contrito. - diz o Cardeal.

- Então , comecemos a Rodada de Reuniões ! - diz o Marquês de Pombal.

- Excelência ! - diz o Duque de Spezia - Quero solicitar a vós a Permissão Régia para comercializar os meus produtos, oriundos do Porto da Cidade de Gênova , para o Reino de Portugal e para as suas Colônias, em especial, o Brasil .

- Mas vós já comercializais conosco ! -diz o Marquês.

- Sim . Mas é um Acordo Comercial novo . - diz o Duque.

- Explicai-vos , então , Duque !

- A minha Frota Mercante trará especiairias ,  tecidos e outros produtos provenientes do Oriente ou do Extremo Oriente até os Portos de Portugal. Aqui chegando preciso da vossa Licença para comercializar ( aqui e nas Colônias Portuguesas ). - diz o Duque.

- Tudo tem um preço , Duque ! Pagareis UM QUINTO EM OURO do valor da vossa carga como tributo aos  Cofres do Reino de Portugal ! - diz o Ministro pelo prazo de 30 anos ; podendo ser renovada a licença.

- Concordo, Excelência ! Mas quero ir até os Portos das Colônias Portuguesas Africanas e adquirir escravos ; após vendê-los no Brasil . Que achais, Excelência ?- pergunta o Duque ao Marquês de Pombal. - mostrando uma certa reserva e atônito com a resposta que advirá.

- Podeis ! Não vejo ressalva. - diz o Marquês.

- Ofereço à vossa Excelência a minha Marinha Mercante para transportar as riquezas do Brasil-Colônia : ouro, diamantes , esmeraldas e demais pedras preciosas; além de outros produtos preciosos para o vosso Reino até o (s ) Porto (s ) do Reino de Portugal. - diz o Duque - mostrando um ‘ certo ar de comerciante ‘ .

- E qual o preço que vós quereis para este transporte das riquezas Brasileiras até Portugal,  - pegunta o Marquês.

- Quero UM OITAVO DA CARGA A SER TRANSPOTADA ! - diz o Duque.

- Aceito - diz o Marquês - mas com a seguinte ressalva !

- Qual ? - pergunta o Duque de Spezia .

- Aceito o vosso pedido desde que o valor a ser pago pelo transporte seja feito quando a carga chegar em PORTUGAL. - barganhando com o Duque.

- Não entendi !

- Existem piratas nos mares do Atlântico e acredito que a carga preciosa vinda do BRASIL-COLÔNIA  será muito bem quista pelos piratas ! ( risus  por parte do Ministro).

- Concordo ! Então … - diz o Duque

- Sim, Alteza ! O transporte e a vossa frota serão por vossa conta. Caso percam a carga; perderão o pagamento . - conclui o Marquês de Pombal.

- Concordo ! - diz o Duque.

( Neste momento, o Cardeal Luigi manifesta-se … )

- - Sim ! Represento os interesses de Sua Santidade , o Papa. – diz o Cardeal.
- Entendo . E quais são as suas propostas , Eminência. – perquire o Marquês. 

- Tenho duas propostas para vós, Excelência ! - diz o Cardeal.

- E quais são as vossas propostas , Cardeal Luigi ? Estais na posição de Delegado Papal, pelo que noto ! - olhando para o Bispo Vergílio.

- Sua Santidade está preocupada com o tamanho de Vossa Colônia Brasileira e pelo crescimento populacional. A vossa colônia dever ser evangelizada, ter a criação de novas igrejas, capelas, mosteiros e conventos ; bem como o envio de ‘ novas ‘ Missões Religiosas ‘  para o Brasil.  Primeiro : evangelizar a vossa Colônia Brasileira e ; segundo : oferecer salvo-conduto para a Marinha Mercante do Duque de Spezia . – diz diplomaticamente o Cardeal Luigi.

- Salvo-conduto nos Mares ! Estais louco ou brincando comigo ! – zomba o Marquês de Pombal.

- Os navios do Duque poderão utilizar a Bandeira da Santa Sé na travessia do Oceano Atlântico . – diz o Cardeal.

- Cardeal ! Os piratas ingleses ou espanhóis, com certeza, não professam a vossa fé católica e nem se curvam diante do Altíssimo. – ri o Marquês.

 
- Mas há um detalhe , Excelência ! Os navios que navegarem são de origem e contruídos na Itália . Então, navios italianos com a Bandeira do Vaticano ; terão, com certeza, um salvo-conduto e terão livre acesso pelos mares… – conclui sua Eminência.

- Bravo ! Bravo ! – grita o Marquês de Pombal . – E qual o preço que a Santa Sé quer para que seja usada a Vossa Bandeira de Cidade-Estado Neutra ? – pergunta o Ministro.

( Neste momento, o Bispo Vergílio movimenta-se na poltrona , mostrando um certo descontentamento didante da proposta da Igreja . )

- A Santa Sé deseja UM DEZESSEIS AVOS em ouro da carga a ser transportada – diz o Cardeal Luigi , Delegado Papal .
- Tenho uma ressalva quanto a isso ! – diz o Marquês.
- E qual é , Excelência ? - pergunta o Cardeal.

- Aceito ! Desde que a quantia em ouro seja administrada, contabilizada e gerida no Brasil-Colônia ! - explana o Marquês .

                                                                FIM DA PARTE  - 9 -

abraço meu v.t.

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    10:02:00 — Arquivado em: Sem categoria

29.10.08

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 8 -

Olá , amigos !!

  A estória  " A MODA DE CHICA DA SILVA " - PARTE  - 8 -  seguirá , é claro !

          Entretanto , hoje eu gostaria de fazer algumas considerações que fazem-se necessárias !

         A partir da Parte 8 será feita uma alteração substancial quanto ao formato do texto.

          Sempre pensei e acreditei que a densidade dramática do texto deveria ser somente no que estava escrito; entretanto notei, que com o passar dos dias , que a carga dramática residia também , no modo como eram ditas; bem como, nas cenas como eram apresentadas .

          As entrelinhas, as palavras subentendidas , as frases ocultas ou as intenções ou atos indicados ou feitos  , mostravam que havia uma meta-linguagem : algo além do texto !

    Então, a partir deste capítulo, isto é, PARTE 9 , na verdade ; darei A MINHA VOZ  àquela linda flor-cativa: JASMIM.

          A vida não é cruel ? Quem disse que fazemos escolhas ? Caso houvesse esta chance, com certeza, a nossa Flor cativa lá não mais estaria …

             Assim, usarei alguns recursos estilísticos para o texto : não para rebuscá-lo , mas sim , para dar maior carga dramática .

            Os recursos ou alterações para os capítulos que seguem serão :

1- O texto será expresso na primeira pessoa do singular do Tempo presente :  significando que a cena está ocorrendo em tempo real;

2- As cenas serão indicadas através de mensagens subliminares : significa que as cenas ocorrerão mas não serão descritas e , sim , entendidas ou completadas por vocês ;

3- O texto terá a presença de vocábulos de uso estritamente médico : com o objetivo de tornar o texto (menos pornográfico,  mais denso e real ) e dotando-o de leveza ou de  insinuações , caso for o caso ;

4- O uso de metáforas, expressões em latim ou pensamentos soltos : com o objetivo de uní-los em um final próximo ;

5 - O uso dos contrastes , dos opostos e dos extremos : com o objetivo de dar ao leitor (a) , o poder de questionar o texto e a si-próprios , através das antíteses expostas ;

6- Usarei o Teatro do Absurdo proposto , também pelo escritor Samuel Becket , através da Peça  ‘ Esperando Godot ‘ : com o objetivo de mostrar o impossível ou o óbvio ( quando não o é ) ;

7- Usarei o tema romanceado pelo escritor Lima Barreto através dos seus livros :  ’ Cortiço ‘  e   ‘ Quarto de Pensão ‘ . Estes livros fazem parte do Realismo da Literatura Brasileira; isto é, a realidade é expressa na sua forma nua e crua ( cruel !? ) ;

8- Usarei o último capítulo da Peça de Teatro de Shakespeare ‘ Cleópatra e Marco Antônio ‘ : com o objetivo de aumentar a densidade dramática;

9 - JASMIM fará seus três pedidos ‘ ao gênio da lâmpada ‘  ! Quais serão ? O objetivo é mostrar o realmente importa  na vidas das pessoas …

10 - Usarei a Carta do Tarot denominada a RODA DA FORTUNA e a  sua simbologia … Há diferença entre o início e o fim ? E o ‘ entre’ ,   como pode ser descrito , revisitado em sua memória ou vivido ? …

11- Trabalharei com a culpa, com os pecados ocultos, com os pecados aceitos e com as penitências…

12 -E , finalmente , trabalharei com as meias-verdades , com as meias-mentiras, com os silogismos e, sobretudo, com tudo aquilo que aceitamos como verdades …

          Preparem os lenços brancos de renda ou , apenas um guardanapo para poderem secar as lágrimas …

          Acham que a vida apenas dá ? A vida também tira ? Mas leva para onde ? Que lugar vão as alegrias e as nossas conquistas ?

          Talvez estas alegrias, a paz e a felicidade não pertençam a este mundo ! Lembram-se  ! Eu já escrevi sobre isto no blog ‘ DANIEL E OS 72 DEGRAUS ‘ !!

          Hoje não irei escrever a parte 8 ! Preciso da paz ! Preciso de colo , de carinho e de um abraço …

         " JASMIM ! Deixai que teu lamento saia da minha laringe ! Que as minhas cordais vocais distendam-se , em um único acorde ! E que este acorde seja em  DÓ ! "

           Queridos amigos , logo sairá, realmente , a parte 8 . Nesta parte haverá uma mesa de negociações entre a Santa Sé, a cidade de Gênova ( marinha mercante ) e o Reino de Portugal .

            Farei a reunião de modo breve , mas farei menção ao Monsenhor Vergílio , agora bispo, arcebispo e duque  ) .

            E adiantarei para vocÊs ….Ele irá para o Brasil…Ele irá  para as MINAS GERAIS …ele irá para a cidade de Vila Rica e …

           Quem viver , até as partes 9 e 10 ; verá o TEATRO QUASE COMPLETO DE NELSON RODRIGUES parecer um conto de fadas …

   

Abaixo uma música que mostra como estou …

         Até breve …

 

           xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

  " Canto de um Povo de um Lugar "  de Chico Buarque de Holanda ( Atalho para o  YOU TUBE) http://www.youtube.com/watch?v=tMkDFocI8xg&feature=related

‘ Canto de um Povo de um lugar  ’ 

  "  Todo dia o sol levanta
E a gente canta
Ao sol de todo dia

Fim da tarde a terra cora
E a gente chora
Porque finda a tarde

Quando a noite a lua mansa
E a gente dança
Venerando a noite  "

                                                                 FIM DA PARTE 8 -

todo dedicado a ti , meu v.t. ,

sempre teu ( ou até quando me quiseres em tua vida ) ,

J.

                            

criado por baraojoelmartins@gmail.com    11:21:37 — Arquivado em: Sem categoria

28.10.08

À MODA DA CHICA DA SILVA - PARTE - 7 -

Olá , amigos !!! E a estória prossegue …

( A cena passa-se na Câmara Papal : Luigi, o Papa e o Bispo Tomás de Torquemada conversam sobre … )

- Bispo ! Contai-nos , resumidamente , o que Vós ouvistes ,em confissão , do Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato. - pergunta o Papa.

- Sua Santidade ! Eu ouvi o Monsenhor Vergili  durante o período que Vós tinhais estipulado. Cheguei a seguinte conclusão : tens o meu  ‘ Nihil Obstat ‘ . É claro que há uma ressalva : ele é movido , exclusivamente pela razão; seu coração é vazio ! Sua Santidade ! Acho que houve falta do pai e/ou da mãe … Acredito que tenha havido, sobretudo, falta de carinho , e que deveria ele ser tratado por Vossos médicos. -disse o Bispo Tomás Torquemada nervosamente.

- Quereis dizer que o ‘ coração do Monsenhor ‘ não foi tocado por DEUS ? - perguntou o Cardeal.

- Seu coração é ‘ frio ‘ ! Diria mais ! Que foi um órfão criado pela Santa Madre Igreja e; dotado das ferramentas apreendidas, tornou-se padre. Apenas isso ! Um homem com batina mas que não crê , nem em DEUS e, nem nas SAGRADAS ESCRITURAS ! - conclui o Bispo Torquemada.

- Luigi ! Erramos aos escolhermos o Monsenhor Vergílio ? - pergunta o Papa.

- Não ! Em absoluto ! Acredito que ele tem o ‘ coração bom ‘ . Ele é bom . Apenas falta-lhe o carinho. O que não é proibido acontecer. Entre os alemães é comum esta falta de qualidade mas ele não é proveniente do norte da Itália ? Talvez não resida aí o motivo e; ele , não é , o décimo filho de uma família …Quem sabe faltou amor para ele … - diz o Cardeal.

- Tendes razão , Luigi ! Prossigamos o Plano. - e dirige-se ao Bispo - O Vosso trabalho continuará em segredo de confissão , Bispo ! Ide em paz e que o Senhor Vos acompanhe ! - disse o Papa.

-  Com a sua licença, Sua Santidade ! - e o Bispo retira-se .

- Luigi! Façai os convites para a CÚRIA ROMANA , para as Nunciaturas Apostólicas na Europa e para os Chefes de Estado . Teremos daqui uma Lua a Missa da Sagração e Coroação do Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato. - anuncia o Papa.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( A cena passa-se na Basílica de São Pedro com o Papa presidindo a Missa de Sagração e Coroação do Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato, na presença de todos os Cardeais, Arcebispos, Bispos e da Realeza reinante na Europa. )

- Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato ! Deitai-vos e ouçais o Canto Coral da Basílica de São Pedro entoar  ‘ TU ES PETRUS  ’  . ( ouve-se o som do órgão …)

( Abaixo link do YOU TUBE para ouvir ‘ TU ES PETRUS ‘ et super hanc petram aedificabo Eccclesiam mean ‘ ). ( Esta frase significa :  "Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarás a minha Igreja ". - disse Jesus em Mateus 16, 16-18 ).

http://www.youtube.com/watch?v=lIhwYVw6P4E

- Ajoelhai-vos monsenhor Vergílio di Páolo Rosato ! Eu, Sua Santidade , o Papa, Representante de Cristo , Bispo de Roma, Herdeiro do Trono de Pedro e Detentor do poder sobre os Estados Pontifícios, os quais estão sob os cuidados e de direito, dou-vos , a partir de agora, o Ducado de Trento e; que, doravante , chamar-se-á, Sua Alteza Real Duque de Trento ! E , doravante , sereis vassalo da CÚRIA ROMANA !!

( Ajoelhado , o Monsenhor Vergílio recebe  Cetro, a Capa e a Coroa Ducais de Sua Santidade na presença da multidão ). ( Abaixo atalho para o YOU TUBE para ouvir ‘ A Missa da Coroação ‘ de Mozart .  )

http://www.youtube.com/watch?v=rep3HzD4Kk0&feature=related

- Duque de Trento ! Ajoelhai-vos ! Agora , diante da Cúria Romana , concedo-vos a Dignidade de Bispo de Pádua (  Região do Vêneto ) e Arcebispo de Bréscia ( Região da Lombardia )  e  Jesus disse "  Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus" (Mt 16, 18b-19)” . - disse Sua Santidade.

( Agora de pé, o Monsenhor Vergílio recebe as insígnias diocesanas e arquidiocesanas : a Mitra , o Solidéu  , o cajado, uma capa negra com púrpura e uma faixa púrpura é colocada em sua cintura. )

- Ajoelhai-vos , Duque de Trento, bispo de Pádua e arcebispo de Bréscia e  ; agora orai o ‘ CREDO ‘  ! - diz o Papa.

( Abaixo o link para ouvir o ‘ CREDO ‘  - YOU TUBE ).

http://www.youtube.com/watch?v=EsTPbnq5Hdk&feature=related

                ‘ CREDO ‘ - em latim significa Creio …em Deus Pai …

 " Credo in unum Deo,
Patrem onipotentem factorem coeli et terrae, visibilium omnium
et invisibilium.
Et in unum Dominum Jesum Christum, Filium Dei unigenitum,
et ex Patre natum ante omnia saecula.
Deum de Deo, lumen de lumine,

Deum verum de Deo vero, genitum, non factum, consubstantialem Patri,

per quem omnia facta sunt.

Qui propter nos homines et propter nostram salutem, descendit de coelis et incarnatus est de Spiritu Sancto ex Maria Virgine et homo factus est.

Crucifixus etiam pro nobis, sub Pontio Pilato, passus et sepultus est.

Et ressurrexit tertia die secundum scripturas et ascendit in coelum,

sedet ad dexteram Patris.

Et iterum venturus est cum gloria judicare vivos et mortuos cujus regni non erit finis.

Et Spiritum Sanctum Dominum et vivificantem qui ex Patre Filioque procedit. Qui cum Patre et Filio simul adoratur et conglorificatur, qui locutus est per prophetas.

Et unam, sanctam, catholicam et apostolicam Ecclesiam.

Confiteor unum baptismum in remissionem peccatorum.

Et expecto ressurrectionem mortuorum et vitam venturi saeculi.

Amen.  "

- Eu , Bispo de Roma , vos nomeio com o cargo perpétuo de Núncio Apostólico da Santa Sé , bispo …arcebispo …e duque … - diz o Papa.

( Todos rezam um ‘ Pater Nostris ‘   e  a Missa finis est . )

                                                                           FIM DA PARTE - 7 -


 

               

criado por baraojoelmartins@gmail.com    20:57:05 — Arquivado em: Sem categoria

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 6 -

Olá , amigos !!

            Deixamos o Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato estudando na Universidade São João de Latrão para a sua formação , como Embaixador da Santa Sé.

             Também , Vergílio recebeu a incumbência de confessar-se , durante 2 vezes por semana, após o Ângelus , por 2 anos , com o Bispo Tomás de Torquemada  ( figura abaixo ).

        (Abaixo a Oração do Ângelus )

                    -        Â N G E L U S  -

V. O Anjo do Senhor anunciou a Maria.
R. E ela concebeu do Espírito Santo.

Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

V. Eis aqui a serva do Senhor.
R. Faça-se em mim segundo a Vossa vontade.
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

V. E o Verbo se fez carne.
R. E habitou entre nós.
Ave Maria cheia de graça, o Senhor é convosco, bendita sois vós entre as mulheres, e bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores, agora e na hora da nossa morte. Amém.

V. Rogai por nós, Santa Mãe de Deus.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Oremos. Infundi, Senhor, em nossos corações a vossa graça, nós vos suplicamos. A fim de que, conhecendo pela embaixada do Anjo, a encarnação de Jesus Cristo vosso Filho, pelos merecimentos de sua paixão e morte, cheguemos à glória da ressurreição. Pelo mesmo Cristo Senhor Nosso.
R. Amem

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

            O tempo passou !  ‘ Tudo passa , só DEUS não passa ‘  . ( Escrito por Santa Teresinha de Jesus, Doutora da Igreja ).

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( A seguir a Cena passa-se na Câmara Papal . O Cardeal Luigi e o Papa resolvem algumas pendências … )

- Sua Santidade ! O Monsenhor graduou-se no Universidade de São João de Latrão ( figura abaixo ) e , acredito, que já está na hora de Vós abrirdes mão de Vossos preciosos anéis ! - diz o Cardeal .

            

- Luigi, Meu Querido, Luigi ! Eu sei e já pensei no assunto , mas…

- Sua Santidade tem dúvidas a respeito di que fazer ? É isso ?-  diz Luigi.

- Sim . Deveremos ‘ dotar o nosso Cavalo Branco do Rei ‘ com quais insígnias ou dignidades ? - pergunta o Papa .

- Bem . Vós quereis seguir o Plano , já comentado anteriormente , na íntegra , não , Vossa Santidade ? - diz o Cardeal.

- Com certeza, Eminência !

- Então ! Ele deverá sentar-se na mesa de negociações com o Rei de Portugal e Sua Corte . Certo ? - questiona ao Papa.

- Sim ! Prossiga, Luigi !

- Deverá , então ser ‘ poderoso ‘ ou , tanto quanto , ‘ os poderosos ‘ que lá estarão ! Concordais, Sua Santidade? - diz o Cardeal

- Lógico ! Muito poderoso ! - diz o Papa.

- Então , Sua Santidade ! Dá-lhe um de Vossos anéis , então ! O Ducado de Trento ! -diz o Cardeal.

- Ótimo ! O Ducado de Trento fica ao Norte da Itália e faz parte dos Domínios Papais; entretanto é uma área em litígio … - diz o Papa . ( abaixo o mapa da área. )

Sua Santidade ! É a decisão mais acertada ! O Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato iria com o Título de Duque e, por conseqüência, seu vassalo . - conclui o Cardeal - sorrindo diante da brilhante idéia.

- Mas ele precisará de um Título dado pela CÚRIA ROMANA a ele. - diz o Papa.

- Dá-lhe , Sua Santidade , a Dignidade Eclesiástica de Bispo de Pádua ( Vêneto ) e de Arcebispo de Bréscia ( Lombardia ). Acredito que bastam ; além do mais, será o Núncio Apostólico em Lisboa ( Embaixador da SANTA SÉ ). - diz o Cardeal.

- Mais do que isso , é impossível fazer por ele ! Agora , com todos estes Títulos, só falta alguém enamorar-se dos seus lindos olhos azuis, dos seus cabelos loiros e da sua portentosa estatura ! - diz o Papa .

( Ambos riem . )

                                                                 FIM DA PARTE - 6 -  

 

                         

criado por baraojoelmartins@gmail.com    14:17:52 — Arquivado em: Sem categoria

AS LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS POR ELE MESMO !!

Olá , amigos !!!

              AS LAMENTAÇÕES DE JEREMIAS ( vide figura abaixo , encontra-se na Capela Sistina - Vaticano ). 

"  Ajuda-me sempre a viver na Verdade,
Na Verdade e na Liberdade do teu Amor,
Na Verdade de viver como única preocupação
A Palavra e o Reino do Pai. " ( Lamentações de Jeremias . bíblia)

             Acredito que tudo conflua para um único caminho , que, certamente, não sabemos aonde irá dar …

             Mas sei que somos , muitas vezes , expectadores e não atores  !! Parece-me que há algo ou alguém que governa TUDO ISSO !! Ainda tenho dúvidas … pois quando acho que tenho um domínio dá situação , acontece algo de ineesperado e coloca tudo abaixo !!

           Não sei se isso acontece com vocês também ? Principalmente quando se faz uma escolha …e é só escolher algo… e pronto…parece que vai tudo por água abaixo…

         Mas pesno o seguinte :  o que é da gente , vem para nós ! E isto dá-me um grande consolo , pois , quem sabe, o que eu realmente escolhi não volte para mim , de uma outra maneira; não agora , mas depois ou, em algum instante seguinte, consecutivo ou logo adiante …?

          Sofro pelas minhas escolhas !!! Sim, sofro !!!

        Mas as minhas escolhas são feitas com o coração e não com a razão .

        Talvez eu tenha sido traído pelo meu coração , pela minha paixão ou pepelo meu desejo !

         Ainda não sei aonde foi que eu errei ! Mostrei-me o mais natural possível … o mais simples … o mais humano dos mortais … o mais humilde … !!!

         Talvez eu tenha tentado representar este papel e fora desmascarado ! Pode até ser ! Mas acreditem … fiz tudo por amor ! Caso tenha errado , errado por tentar amar !

        Entrego , então , meu único desejo a DEUS : que cumpra-se a vontade DELE !!

        Então , eu rezo :

                  CREIO  NICENO CONSTANTINOPOLITANO

  " Cremos em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra, e de todas as coisas visíveis e invisíveis.
Cremos em um só Senhor: Jesus Cristo, Filho unigênito de Deus, gerado do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, Luz de Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; gerado, não feito; consubstancial com o Pai, por quem todas as coisas foram feitas; que, por nós e por nossa salvação, desceu dos céus, e se encarnou, por obra do Espírito Santo, da virgem Maria, e se fez homem. Foi tambem crucificado, sob o poder de Pôncio Pilatos, padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras, e subiu aos céus, e está sentado à direita do Pai. Virá outra vez com glória para julgar os vivos e os mortos, e o seu Reino não terá fim.
Cremos no Espírito Santo, o Senhor que dá vida, e procede do Pai e do Filho; que, com o Pai e o Filho, é juntamente adorado e glorificado; Ele, que falou pelos profetas.
E cremos na Igreja una, santa, universal e apostólica. Reconhecemos um só Batismo para remissão dos pecados. E esperamos a ressureição dos mortos e a vida do mundo que há de vir.  "

                            AMÉM !

                                                                    FIM

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    10:57:32 — Arquivado em: Sem categoria

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 5 -

Olá , amigos ! Segue a estória …

            Deixemos por mais 2 anos o Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato estudar na Universidade São João de Latrão ( Universidade formadora de embaixadores para a Santa Sé ) , bem como , que confesse-se 2 vezes ao dia, com o Bispo Torquemada …

           Vamos ver como está a estória na Colônia Brasileira …

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

     O APRENDIZADO DE JASMIN - 1756 - CIDADE  VILA RICA - PARTE - 5 - 

 - Padre Luis ! - pergunta Jasmim - Eu gostaria de aprender mais. Poderíeis ensinar-me?

- Posso , Jasmim ! - diz o Padre Luis - Fico contente que demonstrais interesse pelo conhecimento.  ‘ A verdade é que vos libertará ‘ ! - diz a Bíblia.

( Assim Jasmim aprendeu mais: alfabetizou-se e aprendeu a ler, aprendeu História,  Literatura ,Geografia e Ciência, bem como  a Língua Italiana, Francesa, Espanhola e a Inglesa. Aprendeu , também os Clássicos, o Latim e as Tragédias Gregas. Mas, sobretudo, aprendeu a falar em público, aumentou seu vocabulário e muita GRAMÁTICA PORTUGUESA . )

            O Padre afeiçoou-se muito à condição escrava de Jasmim e não poupou esforços em oferecer sua dedicação como professor.

            O tempo passou ! Dois anos passaram-se , rapidamente, que Jasmim não notou; apenas aprendeu. Fazia as suas atividades diárias e ficava com o Padre Luis e outros professores na condição de aprendiz.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Jasmim ! Tendess um requinte muito especial e não merece estar nesta condição escrava ! Deveríeis ter sido docente em alguma Universidade Européia ou em Lisboa. Tendes um refinado gosto e aptidões. - disse o Padre Luis.

- Felicitam-me vossos elogios, Padre Luis. - diz Jasmim.

- Assim que eu encontrar um fidalgo; eu mesmo farei a vossa doação. - diz o Padre Luis.

- " O que adianta trocar de dono se a condição escrava continuará a mesma ? " - pensa Jasmim. " Ao menos, não trabalho em serviços pesados e nutro meu intelecto ! Bem ! Bem ! Bom ! .. "

                       

                                                   FIM DA PARTE - 5 -

sempre teu , meu v.t.

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    09:41:56 — Arquivado em: Sem categoria

26.10.08

À MODA DA CHICA DA SILVA - PARTE - 4 -

Olá amigos !

    A INQUISIÇÃO BRANCA CONTINUA - 1754 A.D.

- Padre - pergunta o Papa - que achais da Virgem de Nuremberg ?

- A imposição da Cristandade através do Absolutismo da Santa Sé é demonstrado e comprovado pelos Métodos de Tortura; este é um dos exemplos que tipificam o meu modo de pensar .

( Caso queiram conhecer os métodos de tortura usados pela Igreja , acessem este atalho.)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Inquisi%C3%A7%C3%A3o#Procedimentos

(  A Virgem de Nuremberg possuia lâminas de ferro que estrategicamente cortavam a pessoa em locais não mortais. A morte advinha em 3 dias .)

- O Tribunal do Santo Ofício foi criado pela Santa Fé . Desconheceis os motivos da sua criação, padre ?  - pergunta o Cardeal.

- Sem direitos de defesa , a pessoa sabia que não sairia viva dali. Sob tortura , qualquer ser humano diz até que é ‘ uma rosa ‘ , Cardeal !

- Que achais de São Tomás de Aquino , Padre ? - pergunta o Cardeal Luigi.

- Usou o Método Aristotélico , para demontrar a existência de DEUS e lançou as Bases do Cristianismo . - responde o Vergílio.

- Irei corrigir-vos, Padre . A Santa Sé não vê sob esta óptica e sim que o São Tomás de Aquino, Doutor da Igreja e que a  partir dele, a Igreja tem uma teologia (fundada na revelação) e uma filosofia (baseada no exercício da razão humana) que se fundem numa síntese definitiva: fé e razão, unidas em sua orientação comum rumo a Deus. Sustentou que a filosofia não pode ser substituída pela teologia e que ambas não se opõem. Afirmou que não pode haver contradição entre fé e razão. - diz Sua Santidade.

- Contradizei-vos , Padre. A FÉ E A RAZÃO devem andar juntas. Mas para vós, a RAZÃO vem primeiro e depois a FÉ. - conclui o Cardeal.

- Sigo a verdade !Digo a verdade ! Até agora não mostrei-me contra à SANTA IGREJA CATÓLICA E APOSTÓLICA ROMANA , Sua Santidade . -diz Vergílio.

- Não mencionastes ,  em nenhum momento , trecho algum das SAGRADAS ESCRITURAS .  - diz o Papa.

( Vergílio termina de tomar a sua segunda chícara de chá de menta . Parece que terminou para ele . )

- Padre ! - diz Sua Santidade . Não vos mostrastes um homem mau ou de má fé . Digamos que não estais ‘  devidamente alinhado’ com o pensamento da SANTA MADRE IGREJA ( Mater Ecclesiae ) e nem com os Pilares da SANTA SÉ . Acredito que tens a RAZÃO , em vosso coração , mas não a FÉ CRISTÃ . Tenho dúvidas , Padre ! Tenho dúvidas !

( Sua Santidade dirige seu olhar para o Cardeal Luigi .)

- Eminência ! Quero que vós anunciais à nossa NUNCIATURA AOSTÓLICA no REINO DE LEÃO E CASTELA ( ESPANHA ) que Sua Santidade faz um convite …

- Mas Sua Santidade ! - fica apavorado o Cardeal.

- Sim ! É necessário , Luigi ! - continuando - Convido o Frei Tomás, Bispo Torquemada, Inquisitor-Geral do TRIBUNAL DO SANTO OFÍCIO , para ser meu convidado durante 2 anos a partir do recebimento desta Carta que será selada com meu ANEL PONTIFÍCIO…

- E qual motivo devo dizer ao Bispo , Sua Santidade?- pergunta o Cardeal.

- O Bispo Torquemada, na condição de visitante , colherá a confissão do Padre Vergílio duas vezes por semana , após o ÂNGELUS, durante dois anos . Ele entregará um relatório à CÂMARA PAPAL , colocando o seu ‘ Nihil obstat ‘    ( que significa ‘ nada contra " ).

- Que achais , Padre Vergílio ? - pergunta o Papa.

- Eu fico à Vossa Vontade . - diz o Padre.

- Ótimo ! Assim estudarás mais dois anos na Universdiade São João de Latrão - Escola formadora de nosso embaixadores - Quero que sejais um de nossos Núncios Apostólicos ( Embaixador da Santa Sé ) . Que Achais , padre ? - pergunta Sua Santidade .

- Fico contente , Sua Santidade . Não achais que mostrei demérito diante de Vossas Dignidades Eclesiásticas ? - pergunta  , mostrando-se humilde.

- Vosso pai, o Duque de Spezia ficaria muito contente. - diz o Cardeal.

- Padre ! Rezastes muito para nós aqui na Capela Papal. Ajoelhai-vos , Padre Vergílio di Páolo Rosato , diante de mim , o BISPO DE ROMA !

( O Padre Vergílio ajoelha-se .)

- Entoai , Padre Vergílio , o ‘ CREDO ‘  , em latim . ( Atalho para  vocês ouvirem  o  ’ CREDO ‘  , entoado por Vergílio . )

http://www.youtube.com/watch?v=EsTPbnq5Hdk

( Após o Padre Vergílio ter entoado o ‘CREDO’. O Papa pega, sobre a mesa , dois objetos e fala, pausadamente …  Vergílio continua ajoelhado )

- Padre ! - diz Sua Santidade. Queirais receber este Anel   e coloca-o  no dedo anular da mão esquerda de Vergílio ; queirais aceitar este crucifixo de ouro - 18 quilates , como presente da CÚRIA ROMANA , à qual , a partir de hoje trabalhareis . Tereis , de hoje em diante , a DIGNIDADE ECLESIÁSTICA DE MONSENHOR e; com vosso Anel tereis SALVO-CONDUTO em REINO ONDE SE MANIFESTA O AMOR DE CRISTO .

- Cardeal ! O Monsenhor Vergílio estudará na Universidade de São João de Latrão e;  também  , trabalhará aqui na Câmara Papal , como vosso Secretário. Ele saberá de tudo o que acontece e que vier acontecer , aqui, na CÚRIA ROMANA . - diz o Papa.

- Monsenhor ! Tens muito o que agradecer , não ? Deveis retirar-vos. - diz Sua Santidade.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Sua Santidade ! Ireis chamar o Bispo Torquemada ? Tendes certeza ? -pergunta Luigi.

- Tenho dois provérbios para Vós, Luigi e uma conclusão interrogativa, após.

- Que dizeis, Sua Santidade ?  - pergunta o Cardeal.

- Para executarmos o nosso Plano: como colocaremos ‘ uma raposa para cuidar do galinheiro ‘ ? E mais …

- E mais o quê ? - pergunta o Cardeal. Torquemada irá destruí-lo !

- Desconheceis o probérbio " Furem fur cognoscit, et lupum lupus  " , Eminência ? - diz o Papa. ( O provérbio diz ‘ Lobo não come Lobo ‘ ).

- Conheço, Sua Santidade.  - diz o Cardeal  ( Ambos riem . ) - Mas , Sua Santidade e qual é a conclusão interrogativa ?

- Não acreditais na MÃO DIVINA ? A DIVINA PROVIDÊNCIA cuidará para que ocorra como deve ocorrer ! Não rezastes o ‘ CREDO ‘, Eminência ! Confiai , no ALTÍSSIMO e entreguemos o Monsenhor Vergílio di Páolo Rosato em SUAS MÃOS !  ( E fazem o Sinal da Cruz )  X

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Eminência ? - inquire Sua Santidade.

- Sim , Sua Santidade ! - ouve o Cardeal.

- Mas que nome deram para este homem ! Já prestastes atenção no significado do nome do Monsenhor ? - diz o Papa.

- Pois é, começando com o significado de Vergílio .

( Ambos riem , às custas , agora , do Bispo Branco do Rei .)

                                                                                   FIM DA PARTE - 4 -

beijo meu v.t. , sempre, teu , J.

 


 

 

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:47:00 — Arquivado em: Sem categoria

‘ LE DONNE CURIOSE ‘ - TEATRO ITALIANO 25/10/08

Olá amigos !

          Ontem fui assistir  peça de teatro ‘ Le Donne Curiose ‘ em minha cidade, Caxias do Sul ,  no   RS . A peça foi escrita por Carlos  Goldoni ( Itália .)
 ’ LE DONNE CURIOSE  ‘ - apresentada pelo Grupo  Miseri Coloni

No passado, sem data e local definidos, mulheres estão desesperadas de curiosidade. Seus maridos se reúnem em uma casa onde elas são proibidas de entrar. O que farão eles lá dentro: São muitas as hipóteses, várias as tentativas de descobrir a resposta e muita confusão. É a curiosidade que comanda a trama desse espetáculo leve e divertido.

25/10 20:30 R$ 12,00 (  assisti  na poltrona - i-13 )
Há a  tradução do italiano para o português no   www.google.it .
 Muito boa a peça !  Ri muito !  A peça mostrava a curiosidade das mulheres !! 

As mulheres não são curiosas , né ?? ( eheh)   Não ! Não são , né !

Pois asistam à peça e verão !!! É ótima ! Vale à pena !! DEZ !!

Eu aproveitei e vi quem eu queria …

Mas já notaram que a estrada que nós escolhemos tem apenas  ‘ uma mão  ‘ ? A estrada , ou vai , ou vem …risus. Pois é ! Fui ! Vi ! Mas não fui visto !

Acredito que isto faça parte das nossas vidas ! Somos anônimos vivendo anonimamente nossas vidas …

Alguém se preocupa com o que fazemos com os nossos destinos ?

Quem se preocupa conosco ? ELE ? Mas , ELE não está preocupado com coisas mais grandiosas do que ‘ UM EU ‘  ? Tenho dúvidas quanto a isso !

Lembrei-me de uma música, antiga , talvez, abaixo o link. Escutem ! E saberão como estou agora .

 http://www.youtube.com/watch?v=7I7xJTAgSgs

 ( ’ Dentro do Coração ‘ do grupo Rádio Táxi - anos ‘ 80 !! )

 " Acho bem melhor do que ficar marcando touca 
Ir direto ao assunto, antes que eu vire presunto 
Preciso de um remédio que me cure rapidinho 
Que seja indicado "pra" falta de carinho 
Porque a ferida que eu tenho é grande 
Eu pergunto e ninguém responde 
Quem se importa ? 
Um feiticeiro disse que amar não é tolice 
Não, não é pecado ter você sempre ao meu lado
Disse que havia uma droga encantada
Que curava tudo e não doía nada
Então, me descola a porção do amor
É você quem vai ter que pôr
Quem se importa ? 
Por isso põe devagar
Põe devagarinho, que é "pra" não machucar
Põe bem de mansinho 
Põe devagar 
Põe devagarinho dentro do coração
Então eu percebi
Como é difícil ser Romeu
Fiquei apaixonado
Que bicho que foi que me mordeu  "

 ////////////////////////////     bju meu v.t. ; semper tuus , J.    ///////////////////////////////////

                             

criado por baraojoelmartins@gmail.com    09:11:43 — Arquivado em: Sem categoria

25.10.08

À MODA DA CHICA DA SILVA - PARTE - 3 -

Olá , amigos !

        Deixamos Jasmim desfrutando as coisas da vida, porém a condição escrava impedia-lhe a liberdade: de fazer e de falar !

        Mas vamos ver como está o nosso Dileto Filho que agora ordenou-se Padre na Cidade Santa, 8 anos após …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

  A INQUISIÇÃO BRANCA  - 1754 ANO DA GRAÇA DE NOSSO JESUS CRISTO

 ( A cena acontece na Câmara Papal.)

- Luigi ! Como está o nosso Dileto Filho ? - pergunta Sua Santidade.

- Ordenou-se padre e trabalha em uma Paróquia bem próximo daqui. - responde o Cardeal Luigi.

- Convide o Padre , então, para celebrar uma Missa na minha Capela particular , amanhã , às 7:00 h . Após, ele tomará o desjejum conosco. Reafirme que é um convite do Santo Padre , Eminência.

- Farei agora o convite , Sua Santidade . - e retira-se da Sala Papal.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 ( O Padre reza a Missa na Capela Papal e após dirigem-se a um nicho da Sala Papal : três sofás confortáveis , bem como o café está sendo servido para três pessoas. )

- Sejais bem-vindo à Câmara Papal , Padre . - diz Sua Santidade.

- Obrigado . - e faz uma reverência singela para o Santo Padre.

- Poderíeis apresentar-vos , Padre ? - pergunta Sua Santidade - querendo saber mais e mostrando um certo interesse…

- Sou o décimo filho de Pedro,  Duque de Spezia  ( Gênova ). Meu nome é Vergílio di Páolo Rosato. Agora 22 anos, Sua Santidade. 

- Tenho plano para vós , deste modo, eu gostaria de conhecê-lo melhor . Importa-se , Padre ? - falando diretamente para o Vergílio.

- Em absoluto , Santo Padre . - e abaixa os olhos em direção à xícara.

- Nasceste em qual dia e mês ? - pergunta o Santo Padre - mostrando interesse .

- Nasci em  7  de Setembro . - responde calmamente  Vergílio - tomando mais um gole de café.

- Hum ! Alguns acreditam nos Mitos e crenças pagãos ! Sois do  signo de Virgem , então. - diz Sua Santidade. Os homens do signo de Virgem são muito organizados, extremamente metódicos, têm ideais e as suas metas são conquistadas graças à execução, à risca, de seus planejamentos . Só há um porém nisso tudo … - diz Sua Santidade.

- O quê ? - pergunta o Cardeal Luigi - querendo saber o pensamento do Papa.

-O Homem de  Virgem consegue tudo o que quer : bens materiais , bem como , a aquisição de conhecimentos; mas não conseguem preencher o vazio de seus corações , pois este vazio é existencial ! - diz o Papa.

( Todos tomam seus cafés e alimentam-se com pães, queijos e salames.)

- Padre ? - pergunta o Cardeal. Soube que dizia em uma de suas missas , em púlpito, que os fiéis deveriam conhecer mellhor o que, realmente, as Sagradas Escrituras querem dizer . O que tens a falar a respeito ?

- O conhecimento da Bíblia é para libertar a população e não torná-la escrava . - responde  Vergílio.

- Sabeis que sempre houve um governo . Onde mais pessoas pensam ; podem tomar o poder e voltar-se contra o ‘ status ‘ dominante . - diz o Papa.

- Mas as pessoas não podem aceitar meias verdades , Sua Santidade.  - responde Vergílio.

- Eu soube - diz o Cardeal Luigi - que defendestes o pensamento de Galileu Galilei , Vergílio. O Reitor do Mosteiro contou-me . E mais , defendeste, bem como, mostraste conhecer as idéias de Copérnico e de Kepler.

- Mas são verdades , Eminência. - diz Vergílio.

( Sua Santidade olha atentamente o modo como Vergílio responde as perguntas do Cardeal  esperando o momento ideal de entrar na batalha.)

- Vamos por partes , neste momento , Padre Vergílio . Em primeiro lugar: como vós conhecestes o trabalho de Copérnico ? - pergunta o Papa.

- Li na Biblioteca do Vaticano. - responde Vergílio.

- Em Latim, presumo . - diz o Santo Padre ( pouquíssimos sabiam latim , isto é, somente pessoas letradas .)

- Sim, Sua Santidade.  - diz Vergílio.

- Respondais , resumidamente , o Sistema Planetário de Copérnico , Padre ! Lestes, então o livro De Revolutionibus Orbium Coelestium ? - pergunta Sua Santidade .

 - A Terra  os demais planetam giram ao redor do Sol através de órbitas circulares, segundo Copérnico.  - respondeu Copérnico.

- Sabíeis que este livro foi incluído no Index Librorum Prohibitorum pela Santa Sé , Padre Vergílio ? - diz o Papa.

 - E que depois fora retirado do mesmo Index  , Sua Santidade . -diz om prpriedade o Vergílio.

- Sabeis que este modelo vai contra o Teogonismo , não , Padre ? - pergunta o Cardeal.

- Apenas é uma verdade o que foi escrita , aliás , revista por Copérnico através de seus conhecimentos de grego, aperfeiçoou o Sistema Planetário proposto por Aristarco de Samos ( Grécia - 300 A.C.)

- A Terra sendo o centro do Sistema Planetário dá sustentação à Fé dos Cristãos . - diz o Cardeal Luigi.

- Sabeis que Copérnico questionou o pensamento de Aristóteles que estava presente há 2000 anos, o qual sustentava o TRONO DE PEDRO ! - diz o Papa.

- Sim.  O Modelo Aristotélico não satisfazia a realidade científica. Notais, Sua Santidade, que o Trono de Pedro continua de pé. - diz Vergílio.

- Kepler lançou e Leis sobre Física. O que nos interessa - diz o Cardeal Luigi - é a 1ª Lei de Kepler .

- Sim . Primeira Lei (ou Lei das Órbitas) . Segundo Kepler “Os planetas descrevem órbitas elípticas ao redor do Sol, sendo que este ocupa um dos focos da elipce.”


 - Não achais, Padre Vergílio , que a Terra distando do Sol , sem nunca encontrá-lo ; não faz com que os fiéis desacreditem do que escutam nas missas ? Tipo : " Para que fazer o bem se nunca encontrarei Deus ". O Sol ficando em um dos fócos da elipse ( e não círculo ) deixam os cristãos desamparados por Deus. Os católicos vêem o SOL como a represntação viva de DEUS, aquele que dá a vida e que ressurge todas as manhãs, dando alento às suas vidas . - fala modestamente o Papa.

- Saber da realidade, ter certeza do que acontece ; não muda o conceito de DEUS , Sua Santidade. - diz Vergílio.

( Sua Santidade e o Cardeal Luigi trocam olhares . O Papa pede para que sirvam um CHÁ DE MENTA para todos . )

                                                                       FIM DA PARTE - 3 -

um beijo meu v,t,

sempre teu,

J.

 

 

                 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:23:55 — Arquivado em: Sem categoria

SÁBADO - 25 DE OUT. 2008 - DEVANEIOS DUM HOMEM …

Olá , amigos !

     A estória ‘ À Moda da Chica da Silva ‘ estará logo chegando na parte 3.   Acredito que terão 6 ou 7 partes … Será longa … Mas necessária …

      Enquanto isso …e enquanto a estória não vem …eu continuo vivendo …

     Às vezes , penso …qual a lógica disto tudo se não se é feliz ?! Acho que é para se  procurar a felicidade , paulatinamente …

   É o que faço ! E tenho a paciência de Jó !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

      Hoje irei ao Teatro aqui na minha cidade do RS ( Gaúcho, tchê !! ) Com orgulho ! Sempre !!

    Após irei arrumar-me , fazer a barba e muito perfume …quem sabe eu conquisto meu v.t. com KAIAKE da  ‘ NATURA ‘   ???

   RISUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

   Acordei triste hoje …e lembrei-me da música ‘ Tanto Amar ‘ de Chico Buarque . ( abaixo a letra e link do YOU TUBE par ouvir ) .

http://www.youtube.com/watch?v=60bkb3IEpl8&feature=related

                Tanto Amar   de  Chico Buarque
                                   Composição: Chico Buarque

Amo tanto e de tanto amar
Acho que ela é bonita
Tem um olho sempre a boiar
E outro que agita

Tem um olho que não está
Meus olhares evita
E outro olho a me arregalar
Sua pepita

A metade do seu olhar
Está chamando pra luta, aflita
E metade quer madrugar
Na bodeguita

Se os seus olhos eu for cantar
Um seu olho me atura
E outro olho vai desmanchar
Toda a pintura

Ela pode rodopiar
E mudar de figura
A paloma do seu mirar
Virar miúra

É na soma do seu olhar
Que eu vou me conhecer inteiro
Se nasci pra enfrentar o mar
Ou faroleiro

Amo tanto e de tanto amar
Acho que ela acredita
Tem um olho a pestanejar
E outro me fita

Suas pernas vão me enroscar
Num balé esquisito
Seus dois olhos vão se encontrar
No infinito

Amo tanto e de tanto amar
Em Manágua temos um chico
Já pensamos em nos casar
Em Porto Rico

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

        Esta música mostra como me sinto e como me sentirei hoje a noite , no Teatro .

     Imaginem ? Eu ! Vendo meu v.t. representando no Teatro a peça que ensaiou alguns meses ?

    Fico feliz ! E ao mesmo tempo dá-me um nó  no coração !! O texto todo será apresentado em italiano …

   Vai saber o que acontecerá …

   Mas deixemos que a própria música fale dos meus sentimentos quando eu estiver cara-à-cara diante dos seus lindos olhos azuis a mirar-me …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Queridos …logo sairá a Parte 3 do texto ( já está formatada em meu cérebro )…

      Um beijo meu v.t. ,

sempre teu ,

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:09:46 — Arquivado em: Sem categoria

21.10.08

À MODA DA CHICA DA SILVA - PARTE - 2 -

Olá , amigos !

            Vamos deixar o dileto filho do Duque de Spezia estudando durante 8 anos em Roma . O objetivo é a sua ordenação sacerdotal, conforme as ordens de Sua Santidade , muito bem dirimidas e controladas pelo Cardeal Luigi .

            Iremos para o Brasil , Colônia Portuguesa , mais precisamente para uma Cidade , muito rica e próspera, chamada Vila Rica. É , lá, aonde desenrolar-se-ão alguns fatos …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

                          CIDADE DE VILA RICA - ANO DE  1746

( A cena acontece na Fazenda  de João Luis de Azevedo, Conde de Sabará . )

- Feitor ! - diz o Conde.

- Às suas ordens , Senhor ! -diz o Feitor.

- Reuna os escravos e escravas mais jovens ! Irei vender um lote deles. Tenho muitos negros e posso aumentar a minha riqueza. -diz o Conde.

- Senhor Conde ? Temos escravos e escravas, tanto na fazenda , bem como na Casa Grande . Quereis todos os seus escravos e escravas , assim mesmo ? - pergunta o Feitor.

- Sim. Logo terei a mesma quantidade, pois procriam-se feito  ‘ coelhos ‘ . Venha comigo amanhã na Feira da Praça da Igreja Matriz e traga o lote de escravos.

( O lote de escravos, em número de 12 , foram vendidos para o Mosteiro Dominicano . O Padre Antônio, Priór do Mosteiro, precisava de trabalhadores , pois a área que ocupava era enorme . )

- Padre Antônio ? - diz um dos padres.

- Sim, Padre  Luis. - este era responsável pelo trabalho doméstico do Mosteiro Franciscano.

- Devemos escolher quais escravos e escravas trabalharão na parte doméstica e quais irão trabalhar em outras atividades.

- Chame todos os escravos e escravas  . Tenho a impressão que são jovens ou muito jovens … - diz o Padre Antônio , Priór do Mosteiro.

( Ambos olham a sua recente aquisição : negros e negras , mas muito jovens , mesmo. )

- Padre Luis ! Escolha , quatro escravos domésticos. Os demais irão para o trabalho externo.

( O Padre Luis escolheu , conforme as ordens do Priór , mas chamou-lhe a atenção , que uma pessoa tinha a pele morena muito clara, olhos brilhantes, boa estatura, forte, dentes brancos, cabelos  e olhos negros .)

- Qual teu nome ?- perguntou o Padre Luis.

- Chamam-me Jasmim !

- Que estranho nome ! -diz Pe. Luis.

- É um apelido . Todos que moravam na Casa Grande e na Senzala tinham apelidos . - diz Jasmim.

- Trabalharás no serviço interno do Mosteiro . O chicote será a tua consciência. Preciso falar mais, Jasmim ? - repreende o Pe. Luis.

- Minhas mãos são fortes e trabalharei como quiseres , Padre. - diz Jasmim.

- Quantos têm ?

- 14. Mas não fico doente , não . Sou forte. - diz Jasmim - repetindo as palavras.

( Jasmim ficou no Mosteiro por 8 anos. Trabalhando nas lides domésticas.  Ouvia os padres rezarem e entoarem cantos  em latim. Claro que não entendia . Às famílias ricas, cabiam o aprendizado; para os demais , a ignorância .)

            Certo dia , o Priór do Mosteiro chamou Jasmim para que lhe trouxesse chá da Índia , a noite .

- Jasmim ! Traga-me o chá antes que esfrie ! - diz o Priór.

( Jasmim chega perto e deixa o chá no bidê . )

- Como a tua pele é bonita , Jasmim ? Chegues mais perto ! - diz o Priór.

( Jasmim aproxima-se . Sente o toque do Padre e ; adonando-se do que lhe pertence, puxa o lençol da cama. E olhando , fixamente , para Jasmim ; dirige seu olhar para o leito . )

- "  A luxúria e o perdão andam juntos ." - pensa Jasmim.

( Na verdade, Jasmim não sabia o significado destas palavras e ; muito menos, as palavras em latim que o Priór disse , após dar um gemido. Lembrava , apenas que dizia : " - Pater noster, qui es in caelis :
sanctificétur nomen tuum , … " . Jasmim sabia , apenas que podia apenas ‘ servir ‘  e, nada mais era permitido à sua condição escrava ; pois nascera assim ! )

            Assim, passaram-se 8 anos no Mosteiro. Jasmim fazia os trabalhos domésticos . Queria assistir as missas , mas eram proibidas a todos que eram escravos ; não só no Mosteiro , bem como em todo o Brasil Colônia.

            A Capela era limpa e organizada pelos frades . Nenhum escravo ou escrava poderia entrar . Assim, Jasmim nunca sou como era o Rosto de Nosso Senhor Jesus Cristo ou como seria a expressão facial da Virgem Nossa Senhora e; nem saberia a cor do seu manto . Contaram-lhe que o manto da Virgem era AZUL e que os olhos do Cristo possuiam o mais lindo AZUL que pudesse existir na Terra.

            Jasmim sonhava com isto . " - Quem sabe, um dia , hei de ver com meus próprios olhos a cor do Manto da Rainha dos Céus e a cor dos olhos de Nosso Senhor Jesus Cristo " !

            Enquanto o tempo passava, mais o olhar de Jasmim perdia o seu brilho e o seu coração ficava duro. A sucessão dos dias e à chegada das noites , davam-lhe uma sensação de solidão e de abandono .

            Lembrava que na antiga Casa Grande do antigo Senhor, ia uma vez por mês , um padre padre rezar para os escravos e ; aproveitava para batizar as crianças, que por ventura nascessem.

          O Padre, não lembrava o nome, falava de um Deus que julgava as pessoas e colocava-as no inferno . Ele falava em pecado. E eram muitos os pecados … Falava na hóstia, que era o Corpo de Cristo e; que só quem comungava iria para o Céu.    Mas tinha muitas dúvidas e; uma delas era : " - Aos escravos , as portas do Céu também estavam abertas ? Pois, não comiam aquela hóstia …!

          As dúvidas vinham junto com o passar dos anos . Até que o Priór viera a falecer. No seu lugar , ficou o Padre Luis. Muito querido, viu que Jasmim tinha interesse em aprender . Assim…Padre Luis começou a ensinar as primeiras letras para Jasmim , bem como, o ensino da Aritmética e à sua alfabetização.

           Jasmim começou a ler uma Cartilha e logo foi ler a Bíblia.

           O Padre Luis começou a ensinar-lhe o conteúdo das Sagradas Escrituras , Aritmética, Gramática , História e Ciências.

            Jasmim , agora ,  já sabia ‘ algo do todo’ e ; através dos mapas que o Padre Luis mostrou-lhe, soube que existiam outros países : a Itália , tinha a forma de uma bota, era de onde tinha vindo ; de além-mar. E que seu nome era Luigi, em italiano , mas usava no Brasil o nome de Luis.

             Parece que a paz e a alegria reconheceram Jasmim como uma pessoa merecedora das Graças Divinas …

                                                                        F.I.M. DA PARTE - 2 -

 

 

                  

criado por baraojoelmartins@gmail.com    23:16:09 — Arquivado em: Sem categoria

20.10.08

À MODA DE CHICA DA SILVA - PARTE - 1 -

Olá amigos !    Irei escrever este BLOG usando a História da   Chica da Silva  como  ‘ pano de fundo ‘ para escrever esta ficção.  DEDICO ESTA ESTÓRIA , INTEGRALMENTE AO MEU  V.T. !!

                               O JOGO DE XADREZ DOS PODEROSOS !

            A estória começa em 1746  A.D. ( Annum Domini ) na  Sala Ducal da Cidade portuária de Gênova  -  Ducado de Spezia - Itália . 

- Sua Alteza Real , Duque de Toulouse e  de Parma ,  Arcebispo de Nápoles , Governador dos Estados Pontifícios  e Núncio Apostólico na França  , Vossa Eminência  Luigi Ferri Monterrosso .

( Todos curvam-se  e beijam o anel cardinalício . A grossa  corrente de ouro  de 24 quilates sustenta um  crucifixo ( cravejado de rubis ),  bem como  a púrpura da sua roupa  chamam a atenção. E dizem  : "  Ele é o Braço que Executa a Voz de Sua Santidade " . )

- Sejais bem vindo , Eminência ! - diz  Pedro di Paolo Rosatto , o Duque de Spezia.

- Duque, quanto tempo não nos vimos ? - diz o Cardeal.

- Que ventos o trazem ao norte da Itália , Eminência ? - pergunta querendo saber o motivo da visita.

- Podemos falar em particular , Pedro . - solicita a Eminência.

- Com certeza ! Ainda é cedo e hoje meu filho mais novo completa 14 anos. Teremos um jantar , no qual , ele participará. Afinal , já é adulto e ( quase um homem ) . - diz o Pai.

- Pedro minha visita envolve vosso filho . - Diz o Cardeal Luigil  olhando para o crucifixo cravejado de rubis - como se estivesse adorando-o, ora , em estado contemplativo , tenta conversa com o SANTO FILHO .

- Luigi !  Fico ansioso em saber … mas estais bem ? E o Santo Padre , encontra-se bem ? - tenta desconversar …

- Estou bem ! - diz Luigi. - Sabeis que vosso filho é o décimo da vossa querida família , não , Pedro ? - fulmina o Duque  com seu olhar lupino .

- Sei . - e o Duque olha para o chão com o ‘ ar de tristeza ‘.

- Então ! Já podeis imaginar a minha visita , Alteza !

- Entendo . O meu último filho  deve ser entregue a Mater Ecclesiae   ( MÃE IGREJA )  - diz o Pai descontente. ( É lógico que o Duque sabia da obrigatoriedade, uma vez que era vassalo do Reino da Itália .)

- Ainda não conheço vosso filho , mas desde já, sei que aceitará a Religião Católica de coração e de braços abertos . Tenho certeza , Duque . Ou estou enganado quanto à minha certeza ? - diz inquirindo ao seu anfitrião.

- Entregarei meu filho , Eminência . Mas ele ficará em algum mosteiro recluso, frio e inóspito ? Meu filho é acostumado com o luxo e a riqueza ! Não lhe falta nada em sua casa ! - diz o pai tentando barganhar algo.

- Vosso filho estudará na Cidade Santa e após, estudará na Pontifícia Universidade Lateranense .  Será ordenado sacerdote e ficará sob os meus cuidados . Meu secretário , ele será . - diz o Cardeal.

- Sabeis que não posso dar a ele nenhum título , riqueza e nem propriedades . Assim é a Lei  ! Eminência ! Poderíeis conseguir status para meu jovem filho. - diz o Duque.

- Acredito que Sua Santidade abrirá mão de Vossos Anéis a favor de vosso filho.  Acredito que vosso filho será ‘ um devotado servo da Igreja ‘. - diz o Cardeal olhando friamente para o Duque.

- Mas Eminência ! Parece que meu filho vale ouro para vós ! - diz o Duque tentando entender tantas promessas .

- Digamos que Sua Santidade tem interesses … Estes interesses têm que serem gerenciados pro alguém de extrema confiança . - diz o Cardeal com um brilho nos olhos.

- Meu filho trabalharia em uma atividade da Santa Sé ? É isso ? - diz o pai.

- Sim. Irei explicar. Vosso filho irá para Lisboa  , como Delegado Papal ; sendo  previamente ‘ doutrinado ‘ a amar , incondicionalmente , a Santa Madre Igreja . - diz o Cardeal  , deixando que apareça um riso sardônico.

- O que eu ganho com isso ? - diz o Duque querendo rapidamente .

- Ouro ! Muito ouro ! - diz o Cardeal.

- Explicai-me, Eminência !

- Vós tendes a vossos pés a Cidade de Gênova , bem como uma grande frota de navios mercantes. Então ! Através de vosso filho na cidade de Lisboa, será concedido uma Permissão Régia do próprio Rei de Portugal para que comercies em suas Colônias … -diz o Cardeal Luigi.

- E … - ansioso se torna o Duque. Mas a África é um lugar aonde há comércio de escravos negros !

- Isto mesmo ! Sairás de Gênova transportando especiarias e tecidos . Sabes que Portugal e demais Potências irão adquiri-los de vós . Após vendê-los ; irás para a ÁFRICA e trarás em seus porões, escravos negros que serão vendidos na TERRA BRASILIS . - explica com calma e elegância o Cardeal. E poderás navegar usando a Bandeira do V…

- E na volta da TERRA DE SANTA CRUZ . Ireis à uma região chamada de MINAS GERAIS . - continua o Cardeal.

- O que tem nesta região Eminência ? Podeis serdes mais claro ? - pergunta o Duque Pedro.

- Em absoluto ! Lá a riqueza brota do chão: diamantes, esmeraldas e ouro; muito ouro. - diz o Cardeal.

- Sim, mas as riquezas são do Reino de Portugal  ! - fala em voz alta para o Cardeal.

- Que tal 1/16 avos do que tranportais sejais vosso , Alteza ? Com vosso filho como Delegado Papal poderíeis consegui-lo ! - e mostra a saliva a escorrer-lhe pela boca - secando-a com a manga .

- E o que ganhareis , Eminência ? - pergunta o Duque.

- Esta Colônia Portuguesa deve adotar a Cristandade por opção, Alteza ! Quanto mais devotos , maiores serão as doações à MITRA PAPAL e mais fiéis terão suas almas abençoadas por J.C. - diz o Cardeal.

- Então ….  - diz o Duque.

- Sim ! - diz o Cardeal. - Seu filho será  o BISPO DO REI , Alteza ! 

- Mas , Eminência? Ele é muito jovem , não tem barba. Como poderá defender-se dentro do convento ? -diz o pai.

- Digamos , quando ele estiver em ‘ genuflexório ‘  poderá ficar  ou em estado contemplativo , ou poderá entregar-se à luxúria  com seus confrades , Alteza ! - diz com ar malicioso o Cardeal.

- Mas aqui ele estaria a salvo ! -diz o pai.

- Sabeis o que ele está fazendo agora neste exato momento, Duque ? Deixemos que a DIVINA PROVIDÊNCIA se encarregue do DESTINO de vosso filho. - diz o Cardeal.

( O pai e o Cardeal riem . Após , o Cardeal estende o anel para ser beijado pelo Duque : em sinal de respeito e selado o acordo ).

                                                                        FIM DA PARTE - 1 -

 

 

 

            

                                     

criado por baraojoelmartins@gmail.com    11:00:11 — Arquivado em: Sem categoria

19.10.08

DOROTÉIA E AS PERGUNTAS QUE NÃO QUEREM CALAR !!

Olá amigos !

            O texto  ’ DOROTÉIA ‘  consumiu-me  muito  sinto-me esgotado ! Tenho várias idéias e vários textos para passar para vocês…

            Ficaram muitas pergunta deixaram no ar ! Um texto denso e rico de Mitologia Grega !

           Gostaria que vocês não se preocupassem com o modo que a Dorotéia desaparece e sim os porquês ! Quando vocês entenderem o que aconteceu com ela e no seu passado; irão entender este recurso ou artifíco usado pelos gregos  ‘ Deux ex machina ‘  .

Para ajudar o entendimento do texto ‘ DOROTÉIA ‘ darei algumas dicas e orientações :

1- Baseei-me na peça de teatro homônima ‘ DOROTÉIA ‘ de Nélson Rodrigues ( década de ‘50  - Colecao teatro completo de nelson rodrigues - vol. 2- Editora Nova Fronteira .    ) ;

2-Baseei-me na peça de teatro grega  homônima ‘ DOROTÉIA ‘ de Eurípedes ( segue figura de Medéia para vocês  ) ,

2- Usei os seguintes Mitos da Mitologia Grega:

a) Mito de Dáfne ( representado na porta de loureiro). Aqui , Dáfne está tranformando-se em loureiro (árvore ).

b)Mito das Parcas ( 3 velhas deusas que fiam o ‘ fio da vida ‘ e que viviam em uma gruta com muito " pó " ),

c)Mito de Órion e seu cão Sírio ( no caso, Sírio era o cão de Gabriel ),

3-Baseei-me no livro Sybil escrito por Isabel Dorsett . Sybill teve 13 personalidades diferentes, às quais são relatadas neste livro que conta este fato real. ( anexo link para o wikipedia ).

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sybil_(livro)

4-Baseei-me no filme ‘ MEDÉIA ‘ protagonizado por Maria Callas.

      A seguir um estudo psicanalítico de ‘ Dorotéia ‘  . ( Um link para vocês).

http://www.iupe.org.br/ass/psicanalise/psi-030908-Doroteia_de_Nelson_Rodrigues.htm

5- A planta e os produtos químicos usados por ‘ MEDÉIA ‘ não serão divulgados por motivos ético-morais . O objetivo deste BLOG não é este  e; sim, mostrar as relações SOCIAIS E EMOCIONAIS envolvidas; bem como , ressaltar as relações maritais.

6- A doença ‘ sífilis ‘ , aqui relatada , tem o único propósito que tem cura e , também de mostrar as formas de contágio. ( ver a foto das mãos de ‘ DOROTÉIA ‘  já mostradas no texto ).

7- A transformação de ‘ DOROTÉIA ‘ tem o intuito de mostrar uma doença psiquiátrica . ( vide link para pesquisa )

 http://www.msd-brazil.com/msd43/m_manual/mm_sec7_90.htm

 Acredito que cada texto seja um parto !! ( risus )

 A densidade emocional é tanta que depois fico com os personagens em minha cabeça … Quero continuar alguns pontos que ficaram em aberto …

 Deixo-os para poderem ler e refletirem sobre o texto .

Abraços a todos ,

em especial ao meu v.t.

sempre ,

J.         

criado por baraojoelmartins@gmail.com    17:00:00 — Arquivado em: Sem categoria

17.10.08

DOROTÉIA : QUANDO O PASSADO NÃO PASSA - FINAL

Olá, amigos ! Agora terminarei a estória !!

- Foste uma menina  geniosa ! - disse Carmem . E  , aprendeste ‘ tudo ‘ sobre ervas, minerais e encantos. … e também praticavas a …

- A luxúria ! - completa Luiza . És nossa Irmã, sabes ! Teu ‘ ofício ‘ é o nosso : vide as marcas ! - e levanta o véu …

- És parente ! - diz Ana - Apaixonaste-te por ele ! Teu fim! Um dia…

- O que aconteceu ? Digam-me ?- pergunta Dorotéia.

- Um dia o italiano - disse Carmem.  - veio até aqui . Bêbado e só queria você.   Tentamos impedi-lo, Irmã ! Eras virgem ! Nós dissemos !

- Eu disse que aquele italiano seria a tua ruína, Irmã .  Mas não fomos nós quem ‘ fiamos o teu destino ‘ ? Perdoe-nos , Irmã ! - disse Ana.

- ‘ Ele tinha ‘!  Tem! Era ‘cor-de-rosa’.Tipo  ‘italiano ‘  , Irmã !  E o ‘ tamanho da … - exclama a mais velha . Abusou-te e desfaleceste ! Foi  à  força !  ’ Aquilo rosa’  dentro de ti ! Óh ! 

- Sabes o que aconteceu depois , Irmã ? - disse Luiza. Dissestes que eras Dorotéia e irias casar o Gabriel  e seria feliz !  E as irmãs dizem em coro : " Mas não é este  teu nome " !

- Qual é meu nome ? - pergunta aflita Dorotéia.

- Teu nome é MEDÉIA . És uma feiticeira! Filha do Sol - diz Carmem.

( A mulher  compra um  "" COMPOSTO ""  e  recolhe no caminho uma erva muito especial para seu intento.  )

 - Crianças ! Mamãe chegou ! -  e as crianças acorrem à mãe .

- Lavem as mãos enquanto a mamãe prepara ‘ um chá com biscoitos ‘  para vocês três, meninos .

( A mamãe prepara ‘ o chá ‘  . Corta as plantas , em uma quantidade maior do que o necessário e faz uma forte infusão. )

- " Que belíssimas flores são " ! - diz a mulher . " Até uma ratazana correria ‘ léguas ‘ deste chá se soubesse  que é ‘  Pal… ‘. A arte, quem aprendeu-a fui eu , Medéia "! - e ri fazendo eco na cozinha .

( A mulher mistura o  "" composto ""  ,que comprou naquele mercado , no chá e sobre os biscoitos . Uma colher de sopa para cada chicara de chá preparado  com a eerva colhida  … )

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

- Dorotéia ! - diz Gabriel - chegando no final da tarde de domingo.

- Que quereis ?

- Meu beijo !

- Meu ? Arrancaste- o no passado e o quereis agora ?

- Bebeste ?

- Mudei !

- Louca ! Sempre soube !

- Calai-vos ! - Perdi ‘ sem amor ‘ o que era mais sagrado e puro para mim numa noite da tua orgia para satisfazer o teu prazer !.

- Onde moravas ? Sabias o que era aquilo ?

- Era minha casa ! Meu lar ! O ‘ rosa italiano que carregas ‘ colocas-te-o " à força em mim . Deixei de ser o que era . Mas hoje sei o que sou !

- Eu vou é te enfiar a mão na cara e te bater até tu virares um trapo !

- Antes que vós me bateis ! Ide até  à cozinha  !

- O que aconteceu com Sírio ? O meu lindo cão ?

- Sírio fora transformado em estrela conjuntamente com seu senhor e protetor, o Caçador e Gigante Órion !

- Que falas ? Enlouqueceste ?

- Vosso cão Sírio não habita mais entre os mortais !

( Gabriel dirige-se à cozinha ).

- Meninos ! - estão caídos  e mortos.

- Que fizeste ?

- Amas a mim ou a eles ? - zomba do italiano .

- Matas-te-os !

- É o troco por tudo que me fizestes e pelo modo que tratais !

- Chamarei a polícia.

- Chamais ! Adianta ,  Spirochetta ?  O que mais vós amais não mais tendes ! ( E a mulher  entra em um círculo com alguns ‘ produtos pulverizados ‘ . Pega uma jarra de água e segura bem fime.)

- Eu a matarei ! - diz Gabriel.

- Achais que sois senhor da minha vida ? Eu sou Filha do SOL , deus Hélio e ; não mais permanecerei aqui . Minha vingança foi comprida ! Minha alegria é ver teu sofrimento ! E dizer que te amei, italiano, Gabriel Spirochetta ! Amei e me apaixonei pelos MAIS LINDOS OLHOS AZUIS QUE JÁ VI E JÁ EXISTIU SOBRE O ORBE !  Mas vós fazei-me infeliz ! Teus olhos azuis não mais fazem meu coração brilhar e nem  ‘ o pulso de vida ‘ ele dá ! Cansei de vós !

( Gabriel faz menção de segurá-la e esbofeteá-la. Irado está . )

- Não vos aproximeis se vós não quereis irdes comigo para junto de MEU PAI , HÉLIO , O DEUS SOL ! - diz a mulher.

- Falas como se fosse outra pessoa , Dorotéia !

- Sou MEDÉIA  !  Feiticeira e deusa e imortal e filha do SOL .

- Enlouqueceste ! Só pode ! Chamarei uma ambulância ! Será que tu não sabes que é a Dorotéia ! A minha esposa ?

- Gabriel ! Eu sei que  "" espiroqueta "" é uma bactéria que causou as feridas em meu corpo: mãos e rosto . E sabeis que doença eu tenho e que vós me passastes ?

( Risos por parte de Gabriel Spirochetta . )

- Quê ? - diz Gabriel .

- Passastes-me SÍFILIS ! E achais que contente estou em saber que estou na fase terciária da doença ? Era por isso que não mantinhas  comigo ‘ amor ‘ como todos os homens tÊm com a mulher, com o propósito de procriação ? Não queríeis todas as noites  ‘ um sexo não-convencional ? Aquele tipo que é pago para te satisfazer e a todos os homens , Gabriel Spirochetta ?? - diz MEDÉIA .

( Gabriel chora .)

- Lágrimas ! Que são tuas lágrimas? Chorais por ti que também tendes  o ‘ teu sobrenome ‘ ? Ou chorais pelos teus filhos ( homens)  amados seriam ? Chorai ! Chorai ! Mas não me comoveis, Mortal !

- Dorotéia ! Perdão !

- O HADES o receberá em vossas chamas e lá tereis tempo de pedir perdão e pensar em vossos erros ! Outra coisa antes que eu me vá !

( E dentro do círculo repleto de pós : um sal orgânico de Cálcio e outro de Prata ; ao derramar a jarra de água no chão , diz : MEU AMOR POR TI TEM FIM  , NÃO EU ! E DIZER QUE AMEI TEUS AZUIS OLHOS ! ADEUS !  - e uma grande explosão faz-se  ; restando no chão , apenas  um precioso e valioso  anel com a insínia "" M ""  ..

                                                                  F. I. M   ( para ti meu v.t. )

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    23:55:02 — Arquivado em: Sem categoria

DOROTÉIA REVISITA SEU PASSADO- PARTE 3 -

Olá , amigos !

( A cena passa-se durane o domingo . Gabriel havia saído pela manhã e Dorotéia segue seus afazeres domésticos . Entretanto, à tarde, após deixar o lanche servido sobre a mesa, caso os meninos tenham fome ; ela sai . Lembra-se de visitar suas três tias no interior da cidade …)

- " Interessante " - pensa Dorotéia  - " Faz tempo que não veio aqui mas sei o caminho como tivesse morado muitos anos da minha vida … "

            Dorotéia, olha a casa . Fica no fundo de um beco, a qual, parece encrava na rocha basáltica. Várias colunas gregas , tipo jônico , chamam-lhe a atenção, tanto no formato , quanto no número : doze !

            No postigo ( logo na entrada), ainda na calçada, há uma estátua feminina que convida-a a entrar, com uma das mãos e, com a outra, segura uma espada voltada para seus pés . Nota, também , que tem os os seus vendado . " Seria Têmis, a deusa da Justiça, representada nesta linda escultura ? " - ficou sem saber . Mas adentrou .

            Quando foi bater na porta, sentiu um arrepio a atingir-lhe a espinha! A porta fora esculpida integralmente em um loureiro, da qual parecia sair uma mulher que segurava um ramo de flores ! " Estaria batendo na porta ou na mulher, caso quisesse entrar na casa ? " - ficou sem saber . Mas lembrou-se que suas tias haviam contado que esta mulher, fora Dafne, saderdotisa de Apolo, à qual sendo rejeitando-o, pede à sua Mãe, a Deusa Géia ( Terra ) , que a transforme em uma árvore ( loureiro , que em grego significa Dáfne . ) Como ela sabia dessas coisas ? Como  ela sabia tanto da ‘ mitologia  grega ‘ ?  Mas ouviu algum ruído…como que se alguém se arrastasse, carregando o peso dos ´seculos sobre suas costas ‘ e viesse abrir a porta .

- Quem é ?

- Sou , Dorotéia ! Abram a porta !

- Quem é? - pergunta a outra irmã .

- Só pode ser parente! - responde a terceira irmã.

- Abram ! - diz Dorotéia.

( As três irmãs chegam até à porta e fazendo a intenção de que ela entre e sinta-se à vontade. Afinal … )

- Tias ! - diz com alegria Dorotéia.

- Só pode ser parente ! - diz Carmen - a mais velha .

- Deixe-me vê-la , Carmem ! Dá-me o óculos ! - diz Luiza. ( E toma o óculos da irmã ).

- Hum …É parente , sim ! Com certeza . - diz Luiza mechendo em seu coque de vovó, preso por dois espetos.

- Quero vê-la , também ! - diz Ana . O óculos ! O óculos ! Dá-me o óculos ! Hum …Só pode ser parente , ainda mais , chamou-nos de ‘ tias ‘ !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( As tias sentam-se e continuam tricotando enquanto Dorotéia olha para a sala, os móveis e para as paredes, repletas de quadros . Muita poeira há no lugar ; o que lhe chama a atenção . )

- Algo me disse para visitá-las ! - diz Dorotéia. Senti saudade !

- Saudade ? Quem sentiria saudades daqui ? - diz Carmem.

- Eu ! - diz Dorotéia. Agora lembro-me . Eu brincava aqui nesta casa. Corria por aqui. Mas haviam muitas pessoas … pessoas estranhas … diferentes…e mulheres jovens , também vinham …algumas brincavam comigo .

- Lembranças ! Quais queres te lembrares , Dorotéia ? - diz Ana ( a menor de toda, que agora corta um io de lã .

- Quero saber quem sou ? - diz Dorotéia. Parece que vivo um grande sonho ! E não sei quem sou !  Parece que este não é meu verdadeiro nome !

- Saber quem és pode não ser o melhor para o teu futuro ! - diz Luiza -  medindo um fio de lã.

- Digam-me ! VocÊs sabem de mim ! Eu sei ! - forçando as mulheres a falar .

- O passado pesa sobre meus ombros , Dorotéia ! -diz Carmem ( a mais velha) . Quereis saber do meu passado ?

- Para que eu quereria saber ? Adiantaria saber do seu ? - diz Dorotéia.

- O meu passado fará com que te lembres do teu !

- Conta , então ! - diz Dorotéia .

- Amei-o ! Como amei-o , Dorotéia ! Sabes , ganhei o dom da profecia do meu deus e amado Apolo . Como ele era lindo. Mas ele queria me possuir e nada mais ! Fugi ! Fugi, sim , Dorotéia ! Mas , o deus, o meu Apolo amado, levou-me para uma praia , além das Ilhas gregas do Mar Mediterrâneo ; e quando me vi, lá estávamos nós . Achei que ele me amaria e me encheria de beijos …

- História longa … - diz Dorotéia.

- As histórias têm o  ‘ comprimento ‘  que nós tecemos , Dorotéia. Tu também tendes este poder …Mas continuarei a te contar - diz Carmem , a mais velha . Apolo disse-me : " Abaixa-te e juntai um punhado de areia. "  - e eu , Dorotéia , juntei . - e o deus disse-me : "  De agora em diante , mostrarás a idade que realmente tendes  segundo  a quantidade de grão de areia que tivérdes juntado " .  - e desapareceu da minha visão. Querida Dorotéia , sabes contar o número de grão que cabe em um punhado de areia, querida Irmã ? - olhando-a com certa afeição e tristeza.

- Não sei ! Mas o que tem haver comigo ? - pergunta Dorotéia.

- Moraste aqui conosco ! - diz Luiza. E aprendeste o que nós sabemos. Nós te ensinamos tudo sobre o ‘ Fio da Vida dos Mortais ‘ . Mas …

- Mas o quê? - Vocês contam por metáforas ! Contem toda a verdade ! - diz Dorotéia .

( Ana , a menor , olha ternamente para Dorotéia e corta outro fio ; enquanto Carmem fia sem parar na roca e; Luiza mede os fios …)

- Era para tu morares sempre conosco. Mas tu não quiseste . - disse Carmem. Lembro-me muito bem quando estavas na adolescência e te rebelaste. Sim ! Lembro-me ! Questionavas tudo ! Mas quando fizeste dezoito anos te apaixonaste por um rapaz . Não lembro seu nome …

- Gabriel ! - diz Dorotéia .

- Ele era um italiano ! - disse Luiza . Eu te falei, Dorotéia . " Afasta-te deste estrangeiro pois te trarás a ruína " ! . Mas não quiseste me ouvir. Amaste-o , tenho certeza ! Mas ele vinha aqui em busca de prazer. Satisfizeste-o , bem sabemos ! Mas ele queria mais ! Queria  ‘ tê-la ‘ !

- Chega de falarem, Irmãs ! - diz Ana. O ‘ fio de Dorotéia ‘ não tecido por nós, Irmãs ? Mas não o cortei !

- Por que não o cortas , Irmã ? - pergunta Dorotéia à Ana ( a que era menor ).

- Teu fio não pode ser cortado ! - diz Ana . Daí a tua rebeldia, irmã !

- Não compreendo ! - diz Dorotéia . Falam em fio  em corte  e tecem e tricotam e tem muito pó por aqui e falam de modo estranho são muito velhas … já sei ! Estou sonhando acordada ! - e se belisca .

- Tão sonho fosse ! - disse Carmem , a mais velha . És uma de nós, Irmã!

( Dorotéia chega mais perto das ‘ suas tias ‘ .)

- Não te aproximes de mim ! - diz Ana - afastando-se de Dorotéia.

- O que vocês escondem ? Óh ! - e Dorotéia chega mais perto delas.

- Nós dissemos para não chegar perto de nós ! - disse Luiza ( a que media os fios ).

- Por que vocês têm as mãos enfaixadas ? As faces de vocês também têm as mesmas ‘ espinhas ‘ que eu tenho ! - chegando mais perto para observar melhor.

( As três velhas encolhem-se e cobrem seus rostos com um negro e espesso véu ).

                                                          FIM DA PARTE - 3 -

criado por baraojoelmartins@gmail.com    22:25:44 — Arquivado em: Sem categoria

16.10.08

O AMANHECER DOMINICAL DE DOROTÉIA - PARTE 2

Olá , amigos !!

( Às 7:00h da manhã dominical . Gabriel olha para a luminosidade da janela e põe-se de pé . Dirige-se ao banheiro com os olhos bem abertos.)     

- Gabriel ? - diz Dorotéia acordando-se.

- O que é ? - dirigindo-se nu até o banheiro e coçando a barba.

- Gabriel ! - imprimindo um tom mais áspero para o marido.

- O que é ? Posso urinar ?

 - Gabriel !

( Gabriel urina , lava o rosto e abre a água do chuveiro .)

- Gabriel ! É tão bom ficar contigo na cama . - diz espreguiçando-se.

(Gabriel não escuta pois já está tomando banho e bem demorado. Abre a porta do banheiro e sai enrolado na toalha. Olha no relógio e são 7:45h )

- Que cheiroso estás , Gabriel ! - diz a Dorotéia.

- Passei um pouco de perfume. Eu gosto desta fragrância. -  diz Gabriel sem olhar para a esposa.

- Quando nós saimos tu não passas perfume e nem tomas este banho demorado , Gabriel. Fico com ciúmes.

- Impressão tua apenas ! ( Gabriel, de costas , abre o armário e procura uma cueca e já vai procurando seu terno ‘ italiano ‘ . Abaixa-se e olha aonde estão os seus sapatos . )

- Gabriel, estás bonito ! Vem ! Quero te dar um beijo de bom dia. - diz a Dorotéia.

( O marido vira as costas e faz menção de sair do quarto . )

- Querido ? Aonde vais ?

- Já estou indo ! E tu sabes ! - diz Gabriel irritado.

- Gabrieeeeeeeeeeeeeel   !!!!!! - grita a Dorotéia.

(Mas Gabriel já está na cozinha . A esposa corre atrás dele , entretanto o marido toma seu café de costa para ela. )

- Já vais tomar café ?

- Já ! Não vês !

- Vejo .

- Então ! ( E continua tomando leite morno e  comendo  ’ bolacha maria ‘ ).

- Gabriel ! Faz uns três anos que tu mudaste os teus hábitos alimentares . - diz a esposa.

- Como assim ?

- Nunca gostaste de leite morno e nem de bolacha maria. E de uns tempos para cá , gostas ! Eu não entendo ! - diz sem entender o italiano.

- Gosto de mudar ! - diz ele.

- É  ! Notei ! - diz ela. À noite , queres ‘ feijão ‘  e pela manhã ‘  tens um café diferente do que habitualmente tomavas ! - exclama a Dorotéia.

- Não posso !

- Podes ! Notei apenas ! - responde a esposa.

- Não fazes nada mais que a tua obrigação de esposa : saciar teu marido.

- Gabriel, Mas nestes últimos três anos tu não me perguntaste se eu gostava de ‘ fazer isso ‘ . - reclama a esposa, mas consentindo com o que fazia para agradar o marido.

- Está feito! Pronto ! - diz ele, de modo arrogante.

- Gabriel ! poderias excitar-me , ao menos … - diz ela -  Sinto dor.

- De onde te tirei , tu não reclamavas de dor ; apenas contabilizavas uma quantia em teu bolso. - diz o italiano: Gabriel Spirochetta.

- Não me lembres o passado , Gabriel ! - e esconde as mãos sobre o rosto, apoiando-se na porta da cozinha .

- ‘ Pecado e Prazer ‘ andam juntos , Dorotéia ! Esqueces-te-tes ? Ou queres que te contes como ‘ fazias ‘ ? - atirando na cara de Dorotéia.

- Eu sei ! - e solta uma lágrima .

- Posso agora tomar o meu leite ?

- Sempre me lembras ! Ficas feliz em fazer-me sofrer , sádico ?

- É teu o passado !

- Mas o meu passado não passa !

- Assim  ‘ andarás na linha ‘ , minha querida !! - diz o homem.

- Por que não me deixou lá ? Ao menos era bem tratada ! - diz tentando consolar-se com a própria voz.

- Esqueceste que sempre me querias ? Dizias que eu tinha os olhos azuis mais lindos e sempre, eu era o teu escolhido e fazia para me agradar ? Quem pedia para tirar-te de lá ? - disse o italiano.

- Saí porque te amava, Gabriel !

- Tens certeza ? - questiona o italiano.

- Tenho ! - e olha para o marido.

-  ‘ Me deves ‘ ! Sabes ?

- Cobras-me ?

- Claro ! Deves-me o que paguei para a ‘ Dona da Casa ‘ … - diz o italiano.

- Mas faço tudo para te agradar , Gabriel .

- Então continua ! - diz o marido.

- Gabriel ! - diz a mulher.

- O que é agora ?

- A tua gravata está torta . Posso arrumá-la ?

- Não ! Eu mesmo arrumo ! ( E ele pega o celular, seu laptop e as chaves: da casa e do carro importado. )

- Gabriel ! Quero te dizer uma coisa !

- O quê ? ( Ele já está abrindo a porta  e saindo … )

- Sabe que dia da semana é hoje ? - pergunta a esposa .

(Desconcertado, Gabriel olha no calendário da cozinha : domingo ! )

- !! ( Não sabe o que dizer ).

- Agora são 8:00h da manhã de domingo, Gabriel ! - diz a esposa.

- Meu chefe marcou uma reunião para traçar ao Plano de Metas para este ano. - diz tranqüilamente o Gabbriel Spirochetta.

- E queres que eu acredite , Gabriel ?

- Deves aceitar !  É meu trabalho ! Quando casaste comigo, sabias, com antecedência , que eu era assim e que eu viajava muito. - disse o italiano.

( Dorotéia perde o combate e se encolhe ainda mais. )

- Queres carne assada, vinho e mousse de maracujá , Gabriel ?

- Eu quero é a  ‘ sobremesa ‘  depois do almoço !

- Tens alguém , Gabriel ?

- Que te importa !

- Pela mudança de teus hábitos , só pode ser um … - diz a experiente esposa que viveu em um …

- Que te importa, Dorotéia ! - mas agora olha para a esposa e  assusta-se com o que vê . Que são estas espinhas que estão em teu rosto , Dorotéia ?

- Falei-te ontem ! Mas não deves ter prestado atenção no que te falei .

- Escondas estas espinhas ! O que irão pensar as tuas vizinhas quando te virem assim … ? - e Gabriel vai até a garagem esai de carro.

( Dorotéia pensa em voz alta : " Eu lembro que a Joana também tinha umas ‘ espinhas ‘  e que a Dona da Casa disse para ela usar uma base perolada mais escura que a sua pele. Pobre da Joana ! Não sei que fim levou . Eu sei que a Dona Carmem havia dito que ela estava doente e havia ido morar em outra cidade. Nunca mais soube de Joana. Ah ! - diz a Dorotéia, com seus botões -  Lembrei-me ! A minha querida amiga Joana antes de   ‘ sumir ‘ ; ela enfaixava o rosto….Pobrezinha … ! Bem … Tenho que começar o trabalho de casa; logo o Gabriel estará de volta e não quero desapontá-lo ! - e sorri infantilmente como se fora tocada por um anjo ! . ) "

                                                                      FIM . PARTE - 2 -

para ti meu v.t.

 bju , J. 

 

 

 

 

            

                              

criado por baraojoelmartins@gmail.com    12:09:05 — Arquivado em: Sem categoria

15.10.08

DOROTHEIA - PARTE 1 -

Olá amigos !!

             Eis o texto ! Espero que gostem entretanto irei direto ao assunto , sem rodeios ! Afinal : a vida abre seus braços e nos acolhe como filhos ou nos coloca no Mundo, deixando-nos , muitas vezes , à deriva , qual Ulisses aportando à Ilha da Ninfa-Deusa Calipso !

            Quem viver, verá !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(A cena toda passa-se , à noite , no quarto de um casal )

- Gabriel ? - pergunta Dorotéia ao esposo. ( Gabriel Spirochetta era um italiano alto, corpulento , peludo e com olhos azul-violáceos. Não aceitava nenhum ponto de vista que fosse diferente do seu. Perfeccionista , como qualquer virginiano , via seu mundo de modo imutável : o eterno recomeçar de cada dia, sem que nada de novo viesse acrescentar algo em sua vida; aiás, era movido pelo seu trabalho. Era um representante comercial muito bem sucedido que vivia viajando .)

- O que é Dorotéia ! Já são 22:00h ! - já querendo apagar a luz.

- Quero te contar algo que me aconteceu. - diz a Dorotéia.

- Já sei ! Cuidou das crianças, lavou roupas, recolheu-as e  secou-as ! Agora o ‘ ferro ‘ é comigo ! Boa noite ! - e tende a estender a mão até o interruptor próximo da cabeceira da cama .

- Gabriel ! Quero falar contigo ! Queres me ouvir ? - reclama Dorotéia.

- O que é ! - ficando de lado. ( Despe-se e puxa os lençóis: macios , cheirosos e suaves ).

- Tu já reparaste em  mim hoje , Gabriel ? - diz atônita .

- És bonita . Aliás , está bonita . Solta o cabelo , vai ! - diz o italiano.

- Gabriel ! Olha-me !

- Queres elogio ? É isso ! - diz o homem ainda de costa.

- Olhaste as minhas mãos, Gabriel ? - diz nervosamente.

- Tuas são pequenas e lindas ! Boa noite ! ( Abraçando-a , de costas , procurando carinho e  ‘ conforto ‘ . )

- Veja as minhas mãos , Gabriel ?  

 - Mecheste com alvejante ? Tu estás sempre esfregando e tentando ‘ branquear e clarear ‘ tudo que te cerca. - diz Gabriel.

- Faz uma semana que estou assim , Gabriel ! - diz a Dorotéia.

- Tu queres que eu faça o quÊ ? Tens que ir ao médico !

- Eu fui ! - diz Dorotéia.

- Então é só passar os cremes da receita e pronto ! Estarás curada, Dorotéia ! - diz mechendo nos seios dela .

- Mas esta não é a questão , GAbriel ! A médica disse-me que não é alergia. Isso me preocupou muito. - diz a esposa.

- O que é então se não é alergia !     

- A médica disse que é uma doença chamada ‘ LUES ‘ e o título, ela disse, é maior que 1 : 64 !  Ela disse que é causado por uma espiroqueta  - disse a Dorotéia , sem saber muito  bem que dizia e como diria o restante da conversa.

- Nunca ouvi falar disso ! - falou Gabriel. Tem cura ?

- Tem !

- Já comprou os remédios ? Caso não tenhas comprado podes pegar o cartão de crédito !

- Gabriel ! A médica que eu peguei esta doença de ti. - diz a esposa.

- De mim ? A tua médica bebe ou se faz de louca ! - diz o italiano irritado .

- Ela que tu também tem que ir ao médico e tratar essa doença que tu me passaste ! - diz Dorotéia.

- O que mais ela disse ? - pergunta o marido.

- Ela disse que tu deves ter lesões na glande e/ou no prepúcio. - diz sem saber o que ‘ são essas coisas ‘.

- Eu não tenho nada ‘ nele ‘ . - diz de modo ríspido.

- Ela disse para eu olhar …

- O quê ? Repete !

- Ela disse para olhar …

- Essa médica coloca ‘ minhocas na tua cabeça ‘ . Já te disse que não tenho nada ‘ nele ‘. ( e apaga a luz )

- Ela disse que o que tenho nas mãos tenho ‘ por dentro ‘.

- E tu acreditas , Dorotéia ! - diz Gabriel .

- Acredito. Sabe a minha vizinha do 24 disse que uma amiga dela pegou uma doença assim, também…( fazendo menção de dizer que era a mesma ).

- É ! E tu ouves comadres , Dorotéia ! E não cuida das crianças e nem da casa ! - reprime Gabriel.

( Gabriel abraça fortemente a Dorotéia e , rapidamente , consegue seu intento . Em cinco minutos , vira-se para o lado e já está roncando .)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( Dorotéia dirige-se ao banheiro para fazer sua higiene íntima  . Olha-se no espelho e pensa em voz alta :

                "  Devo passar uma base mais escura no rosto pois estão aparecendo  ‘ estas espinhas  ‘ que não regridem quando passo um  pó secante . Eu deveria ter falado para a dermatologista ter prescrito um creme não-iônico para a pele; acho que que é a gordura dos cremes que passo ou o óleo com o qual faço o almoço. Já é tarde, passarei um poquinho de pankake e devo apagar a luz para não acordar o Gabriel . Ainda bem que  ‘ estas espinhas ‘  no rosto não coçam, mas são feias . Mas acho que não é nada , senão a médica teria me assustado . Ela me disse para comprar antibióticos mas o Gabriel não gosta que eu os tome; ele não quer ter mais filhos e tem medo que ‘ corte ‘  o efeito do anticoncepcional que tomo . Querido do Gabriel Spirochetta ! Parece um anjo dormindo. Já é tarde. Olharei as crianças … e amanhã tenho muito serviço. Não perguntei , mas acho que o Gabriel só voltará a noite e cansado.  "

            E Dorotéia coça as espinhas e as feridas das mãos e diz em voz alta : " deixa para lá " . E dorme o O SONO DAS JUSTAS !!

                                                                           F.I.M. DA PARTE  - 1 -

  beijinhus meu v.t.

 sempre teu,

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    22:08:24 — Arquivado em: Sem categoria

13.10.08

DR. DANIEL CRAIG ANALISANDO ONEIDE

Olá , amigos !

( A cena passa-se no Consultório do Dr. Daniel Craig . )

- Oneide ?- chama o Dr. Craig.

- Dr. ! - e entra no consultório.

- Oneide, conte-me como estás ? - pergunta o Dr. Daniel.

- Eu estou bem . Mas tenho algo que está dando-me ‘ dor-de-cabeça’ . - diz Oneide.

- Posso saber ?

- Sim. Jacques disse-me ontem que ficará  6 meses sem poder ver-me. Isso me entristeceu muito. - disse Oneide com  os olos pertubados .

- Ele irá viajar ? Há algum motivo em especial ? - pergunta o psiquiatra.

- Ele é conferencista, professor e  pesquisador-médico aqui e na Alemanha ( Berlim ). - diz  com um certo orgulho  .

- Entendo . - diz Dr. Daniel - querendo saber mais sobre o Dr. Jacques .

- Esou triste desde ontem . Não sei como me portar diante desta notícia.

- Como é o teu relacionamento com Jacques?  - pergunta demonstrando um certo interesse  ; já que Jacquees é inacessível.

- Jacques é muito ocupado. Ele pode ficar comigo 3 horas em uma semana , como pode ficar afastado 45 dias ( sem dar notícias ) …É imprevisível… - conta Oneide.

- Tu sabes que  tens um papel secundário nesta história ? Sabes ?

- Sei . Mas também sei que ele é importante para mim.

- Aceitas , então a situação ?

- Não e sim ?

- Como assim …?

- Sei que é assim ! Mas sofro por ser assim ! - diz Oneide.

- Acreditas que depositas ou dá muita importância para este relacionamento  sendo que o mesmo não  corresponda aquilo que queres ou quando queres ? - pergunta o Dr. Craig.

- Pode até ser !

- Ele sabe que tu estás ali quando ele chamar …assim … podes tê-lo quando quiser …- diz o psiquiatra. - Já pensaste em procurar outra pessoa ? Ou ter outras atividades que substituissem este relacionamento ?

- Não . Penso muito nele. Talvez o dia todo . E sofro . - diz Oneide.

- Não achas que estás carregando uma cruz que não é tua , Oneide ?

- Pensas que eu poderia ser feliz de outro modo ? É isso ? - pergunta Oneide.

- Acho. Podes  ‘ sublimar ‘ , é a palavra certa ! Usar o teu tempo livre e fazer outras coisas que sejam , também ,  prazerosas para ti . Pode ser encontrando outra pessoa, estudando, lendo, passeando, fazendo academia , correndo ou simplesmente passeando… viajando nas férias… Faças algo e verás que este sofrimento irá passar ! - diz o psiquiatra.

- Isso significa uma troca ? - diz Oneide.

- Sim . Pode-se enganar o teu cérebro com uma ‘ substituição’ .- diz Craig.

- E de agora ( out/08 ) até ( 03/09 ) achas que esta substituição irá me ajudar ? - questiona Oneide.

- Bem ! Na verdade estás dando muito valor à algo que não tem valor. Ele tem a sua vida própria. Sabes disto  , Oneide ?

- Sei !

- Sabes que é difícil ele mudar de vida! Não sabes , Oneide ?  Então estás fantasiando em querer que ele esteja 24h do dia dele ao teu lado !

- Concordo !

- Nem tu está 24h ao lado dele ! Por que ele iria dispor do tempo dele para ti ? Ele tem família ! Lembra-te ?

- Eu sei.

- Quem sabe tu não deves repensar a tua vida , Oneide ? - diz Craig.

- Como assim !

- Um novo começo ? Um recomeço ? Uma nova postura de vida ! -diz o psiquiatra.

- Um filósofo alemão , chamado Schoppenhauer , disse que ‘ se cessar o desejo; também cessará o sofrimento ‘ !!! - disse Dr. Craig.

- Quer dizer que …

- Sim …

- Que se este desejo deixar de existir ; deixará de existir o sofrimento ?

- Funciona assim . O Budismo também fala da mesma maneira : ‘ a fonte do sofrimento da humanidade é o desejo ‘ . - diz Draig.

- Hum …Mas é difícil " esquecer " de uma hora para outra …

- Caso queiras deixar de sofrer …

- Então o sofrimento é a minha opção , Dr. ?

- É . És livre para escolher , Oneide ? Queres sofrer ? Constinues …

- Caso não queira  …?

- Optes por uma mudança…

- Agora , Dr. ? - pergunta Oneide.

- Tens que estar forte e preparado para a mudança . A medicação e psicoterapia serão úteis para ti. - diz o psiquiatra.

- Devo ligar para ele, Dr. ?

- Não . Deixe que ele ligue . Tu és importante para ele também. Deixe que ele o faça ao tempo dele. Deixe-o ! Entregue-o ao Destino dele. Devo dizer , também , para ti  que …

- O que , Daniel  ? - pergunta Oneide ansioso.

-Que ninguém foge ao seu Destino , Oneide !

- Acreditas em Destino , Dr. ?

- Acredito que cada um deve passar por determinadas coisas …

- Não entendo , Dr. ? - diz sem entender nada .

- Há um mito que explica tudo isso . Posso te contar , Oneide ?

- Sim, Dr. ! Por favor ! Estou curioso ! - aquiesce o Oneide.

- É o Mito de Édipo . - O Rei Laio teve um filho chamado Édipo . Mas o oráculo da cidade de Tebas disse que seria morto pelo seu filho. O Rei Laio manda um escravo matar o filho. Só que o escrevo se apieda daquele  tão bonito e indefeso e envia-o para outra cidade para ser criado. Quando o rapaz cresce, na cidade de Tebas há um campeonato ( jogos ) e, um dos jogos é o arremesso de dardos. O Rei , a corte e toda a cidade estão no estádio. quando chega a vez de Édipo, ele arremessa o dardo de maneira incorreta e atinge, acidentalmente , advinha quem Oneide ? - pergunta o psiquiatra.

- Quem , Dr. ?

- O Rei Laio, seu pai. - diz o psiquiatra.

- Então …?

- É !

- Então …?

- É , Oneide !

- Ent/ao , Dr. ? - pergunta Oneide.

- Oneide ! ninguém foge ao seu Destino. - diz o psiquiatra.

- Quer dizer , então …

- Sim !

- Caso Jacques seja para viver comigo; viverá , Dr. ?

- Isto ! Caso aceitares isto ; não sofrerás , Oneide !

- É difícil , Dr. - diz Oneide .

- Ninguém escapa ao seu Destino , Oneide. Mas te medicarei neste período com três remédios . Acredito que poderás viver tranqüilamente , Oneide . - diz o psiquiatra.

- Ok .

- Posso revê-lo na semana que vem ?

- Sim. No mesmo horário , Dr.  - diz Oneide.

- Só uma pergunta?Quem paga as consultas , Oneide?  - com curiosidade.

- Jacques ! - diz Oneide     

                                                                                       F.I.M.

 

 

 

 

                                 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    23:00:00 — Arquivado em: Sem categoria

DEPOIS DO SOL NO PARQUE - LIVE AND LET DIE !

Olá , amigos !  ( A cena passa-se no carro importado do Dr. Jacques Benedetti com o Oneide . )

- Usaste condicionador , nestes 50 minutos , nos quais eu estava com o Dr. Daniel Craig ? - pergunta Oneide.

- Por quê ? - responde automaticamente o italiano.

- Teu peito loiro e os  teus cabelos loiros estão sedosos … - diz o Oneide.

- ( risos ) Tá ! O que que tu queres ? - diz Jacques.

- Vamos tomar banho de Sol no parque ?

- Sim. Tu não viste que estou com traje a rigor : só de calção branco e chinelo ? - diz Jacques Benedetti.

-  ( risos ) Tu me fazes rir, Jacques .

( E ficaram no gramado , deitados , apanhando o Sol de Outubro enquanto conversavam amenidades … E assim o tempo passava …Aliás ? Quem faz o tempo ? O tempo ou nós ? Tranqüilos , quentes e suados ; pensaram em fazer   ’  algo  ‘   depois  da   ‘ lagarteada ’   … )

( A CENA PASSA-SE DOIS DIAS APÓS O BANHO DE SOL NO PARQUE . )

- Estou indo ! Pode ser ? - diz Jacques telefonando às 7:34h da manhã.

- Já estou te esperando …

- Eu te avisei ontem ! Estás lembrado ? - falando ao celular de modo direto e extremamente incisivo . - diz Dr. Jacques Benedetti.

- Sim . Lembro de ontem o telefonema. Estou barbeado e ‘ xeroso ‘. - diz o Oneide.

- Estarei chegando entre 7:50h e 8:10h . Ok , para ti ? - diz Jacques .

- Ansioso , aguardo a tua visita , meu italiano . - diz o Oneide.

- Até . -diz Benedetti.

( 8:02h de uma manhã ensolarada do mês de Outubro .)

- Quem ? - perguntou o Oneide , atendendo o interfone.

- Eu ! Esperavas outra pessoa ? - diz o italiano .- Está só ! - pergunta Jacques olhando para os lados , já dentro do quarto.

- Estou ! - disse passando a chave na porta do quarto.

- Jacques …

- Oneide …

( Jacques estava ‘ todo engravatado ‘  , pois estava indo para o trabalho . Usava uma linda gravata  longa combinando com o terno ,  com os sapatos e com o cinto . )

- Look at me ! - ( Olha para mim ). Diz o italiano.

- I do. ( Eu to olhando ). - disse Oneide.

- E não sabes o que eu quero ? Tenho que dizer ?

( O Dr. Jacques Benedetti está com os olhos fechados e com a boca aberta , como que fosse ser alimentado pela mamãe-quero-quero …)

- Sei . -  enquanto o Dr. Jacques fecha os olhos e abre a boca - para ser beijado .

( Um beijo doce e molhado foi dado . A respiração , de ambos , pára ! O tempo parou para eles.  Como que se não possuissem relógios : enrodilharam as suas línguas e , cada um , sentindo o gosto do outro . O dia que restou   para eles , passou com um ‘ certo gosto ‘ , com ‘ um certo tempero ‘ , com um agradável sabor … Esta manhã não foi a mesma para eles…Para os demais , eles não saberiam dizer … )

- Posso te abraçar , Jacques ? - prometo não amassar a tua roupa.

- Sim. Vim para isso ! - diz o italiano com cara de menino safado.

( Abraçam-se ; o corpo de um entrelaça-se ao do outro . Como se fossem duas cobras sucuris , nota-se apenas um movimento harmônico dos dois.. Após ,  o suéter de Oneide é tirado pelo Jacques .

- Posso tocá-lo ? - pergunta o Oneide.

- Podes ! - diz o italiano levantando os braços .

( Jacques deixa cair a calça, mas não tira nem os sapatos e nem a camisa importada . )

- Sou teu ! - diz o italiano.

( E o Oneide  ‘ desbrava o território muito bem conhecido ‘ . Cada milímetro é de seu conhecimento , mas é novamente esquadrinhado . Jacques apenas entrega-se ao  deleite e ao prazer… )

- Posso tirar a tua c… , Jacques ? - pergunta Oneide , sempre de modo extremamente carinhoso .

- Sim. - e Jacques a tira .

( Jacques fecha os olhos , sem tirar a camisa e nem a calça , enquanto o Oneide ‘ toca-o ‘ e  ‘ sente-o’ , provando-o ,delicadamente . Jacques, agora sim, entrega-se ao prazer e ao deleite. Olha para as amplas janelas  abertas do quarto, 2º andar , e vê o CÉU.  Lentamente , fecha os olhos e lança-se em direção às nuvens , aos céus e  à estratosfera… O contorno do rosto e da sua face, mostram-se como se fora, ainda um menino, lá do interior de uma região de colonização italiana da Serra do  RS  ; vê-se subindo em uma macieira , saboreando o doce e o frescor da ‘ fruta ‘ . )

- e Oneide pensa - " aonde estará agora este italiano " ?

( O Benedetti contorce-se e em  um  ’ grande e único espasmo ‘  ; apenas passa a sua mão em seu ventre e, opistótonamente ( contrai-se apoiando-se apenas no seu  pescoço e calcanhares ) resiste mas  ele    ’ solta as amarras que a sociedade o agriolha ‘ . Jacques, por ser católico, ouve o próprio CORO DOS ANJOS entoarem, em uníssono um lindo  " AMÉN  "  !!  Oneide experimenta  ’ o italiano ‘  : sabor agradável ao paladar , à temperatura corpórea e com uma coloração opalina. )

- Jacques ?

- Oneide !  Por que tu fazes  isso comigo  e me deixas assim ? LOUCO ! ? -diz o italiano.

- Já viu o Filme ‘ SOMENTE PARA OS SEUS OLHOS - 007 ‘ ?

- Já ! - diz Jacques Benedetti .

( E da mesma forma como estão dispostos na cama ;  abraçam-se  e beijam-se e  tocam-se … Após , o Dr. Jacques Benedetti avisa que tem seus compromissos e que é  tarde. Despedem-se com um beijo doce e molhado : como sempre fazem e se dizem . )

           CASO HOUVESSE UM NARRADOR OU UM CONTADOR DE HISTÓRIAS , DIRIA  , EM INGLÊS É CLARO :  " L I V E   AND   L E T   DIE . "   ( Esta frase em inglês é o nome da Música-Tema do Filme do 007 EM LIVE AND LET DIE . Que significa : VIVA E DEIXE MORRER . )    O TEMPO parece que recomeçou a sua contagem , O CARR0 DO DEUS HÉLIO continuou a sua marcha pelo Céu.     Mas digo : " É possível culpar os amantes quando , a sua forma de amar , não é a forma convencional para a Sociedade Reinante ? "   Enquanto não temos a resposta , deixemos que Jacques e Oneide desfrutem das GRAÇAS DO PARAÍSO … !

                                                                                          F. I . M .

                                                                                                                                                                                         

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:08:41 — Arquivado em: Sem categoria

DR. CRAIG VENDO ‘ O REVERSO DA MEDALHA ‘ - PARTE 2

Olá amigos ,

       DR. CRAIG VENDO ‘ O REVERSO DA MEDALHA ‘ - PARTE   2  -

( Dr. Daniel Craig , médico-psiquiatra e Oneide conversam animadamente , enquanto esperam o elevador .  Lá embaixo , na rua , é que iria acontecer a reveleção . Vamos , então …)

- Dr. Daniel Craig !

( Daniel olha tentando reconhecer  quem era a pessoa que estava próximo do carro importado, ainda sem placa . Parecia que conhecia …)

- Olá . Tudo bem contigo ? - diz o psiquiatra.

( A porta do carro importado, sem placas , É aberta para que Oneide entre. E já olha-se no espelho para ver seus cabelos pretos se estão no lugar… )

- Dr. Jacques ! Vejo que está bem ! - diz prescrutando o médico.

( Dr. Craig sabia que já tinha visto ele. Aqueles cabelos loiros , olhos azuis intensos . Dr. Jacques estava apenas com um calção branco curto e só de chinelos : mostrando seu tórax peludo loiro exuberantemente . )

 - Estou ! Ah ! Já leste Schoppenhaeur , Dr. Craig ! Pode ser útil em suas anatomias dos cérebros dos seus pacientes . - diz rindo .

- Ainda , não , Jacques !  Mas lerei . - diz o psiquiatra.

- E a planta carnívora , Jacques ? Como está ? - pergunta o psiquiatra.

- Está bem ! Saudável e Feliz! - diz Jacques  olhando para Oneide .

( Jacques e o Oneide beijam-se terna e fraternalmente . Um beijo de amantes : como se fosse o último dia que se veriam . O Oneide entrega-se aos abraços de Jacques , como se ali, fosse o seu PORTO SEGURO , SEU COLO, SEU CORPO E SÓ SEU ! … )

- Até logo , Oneide ! - diz o psiquiatra meio sem jeito .

- Até a próxima semana , Craig  ! - diz Jacques - abraçando o Oneide e , o Oneide sentindo os pêlos das pernas de Jacques .

( E saem em direção ao parque da cidade aonde iriam tomar Sol : que vivifica e fortalece a todos. )

( E DR. DANIEL CRAIG pensa em voz alta : " O REVERSO DA MEDALHA " . Deveria ter lido este livro do SIDNEY SHELDON . E agora vejo a conclusão do caso clínico ‘ Jacques e Amélia ‘ diante dos meus olhos !!! Não acredito ).

            Nisso o Dr. Craig vê dois pasarinhos acasalando-se sob pleno Sol de outubro .

- " É O AMOR QUE ESTÁ NO AR " ! - pensa em voz alta. E tranqüilamente , dirige-se para a padaria comprar os pães para o jantar da sua família .

                                                       FIM  - PARTE  2 -

para ti meu, VT,

sempre teu,

J.

 

                         

criado por baraojoelmartins@gmail.com    11:59:45 — Arquivado em: Sem categoria

12.10.08

Dr. CRAIG VENDO O ‘ REVERSO DA MEDALHA ‘ - PARTE 1

Olá , amigos     

( A cena passa-se dentro de um carro importado , 4 x 4  ainda  sem placas  … )

- Por que tu precisas vim aqui  ?

- Quero resolver algumas questões e crescer como pessoa …

- Refere-se à mim ?

- Em absoluto ! Tu és muito importante para mim …mas não se refere à ti, em especial …

- Hum ! Achei que eu teu fazia mal  …

- Claro que não ! Não é nada contigo ! São questões , de cunho filosófico, religioso ou referente ao modo de ver a vida …mas não é nada contigo . Acreditas em mim?

- Acredito ! Mas … mentirias para mim , só para me agradar …? - pergunta com desconfiança.

- Digo só a verdade para ti ! Tenho medo de mentir e te perder ! Só em pensar nisso me assusta , me deprime e fico triste…

- Eu sei que não mentes para mim , Oneide !

- Jamais faria isso … - olhando fixamente para aquele brilho dos olhos azuis que sempre causaram encanto …

- Hum. Bom … Vai então …

( E ao tirar o cinto de segurança , Oneide recebe um tapa no bumbum .)

- Não te esqueceste de nada ?

( Oneide volta e dá um beijo doce e molhado, daqueles que não se esquece ; como se fosse  o último da vida … aproveita e afofa-se naquele corpo com pêlos loiros e com aqueles  lindos olhos azuis .)

- Podes esperar-me daqui à uma hora ? - diz Oneide.

- Claro . Estarei aqui.

- Só uma coisa ! - diz Oneide - Podes colocar apenas um calção branco e chinelos ? Eu quero passear no parque e pegar Sol.

- Sim ! Mais alguma coisa, patrão ?

- Sim ! Procura aquele CD do ELETRIC LIGTH ORCHESTRA que tem a música ‘ Confusion ‘ , para mim ?  - pede Oneide .

- E que mais ?

- Ah ! E trás aquele CD do ABBA ( coletânea ) …( risos )

- Tá ! Deixa eu ir ! - e sai cantando pneus e , atira um beijo ‘ solto no ar ‘.

( A cena seguinte , passa-se no Consultório do Dr. Daniel Craig , médico-psiquiatra .)

- Oneide ! - diz Dr. Daniel Craig - sorridente.

- Dr. Como tem passado?

- Bem. E tu  , Oneide ? Como passaste a semana ? Sabes que estou te avaliando quanto à necessidade de antidepressivos … Conta-me ?

- Passei bem . Mas tenho duas perguntas para fazer , avaliar e tomar atitudes para uma possível mudança … - diz Oneide .

- O que te afliges, Oneide ? - pergunta o Dr. Daniel Craig.

- Eu conheci uma pessoa que me disse algo que não gostei …

- Podes contar-me , Oneide  ? - olhando fixamente o psiquiatra.

- Não consigo. Sinto um constrangimento em falar sobre o assunto …

- O que ouviste que não gostaste ? - perquire o psiquiatra.

- Eu estava no CHAT e depois conversei com esta pessoa no MSN .

- E o que ouviste , |Oneide ? - diz Craig.

- Chamou-me de  " vulgar " , Daniel ! - diz com tristeza.

- O que falaste no MSN ? - pergunta o Dr. Craig - colocando a mão no queixo.

- Disse que procurava alguém para ‘ ficar ‘ ….e … - não conseguindo continuar.

- Podes continuar falando ? - aguardando a resposta .

- Ouvi desta pessoa que me expus no CHAT . Disse-me que ao falar daquela maneira tornava-me VULGAR … - disse Oneide - com tristeza.

- És vulgar Oneide ? - pergunta o Dr. Craig , tentando dissecá-lo.

- Não me sinto vulgar , mas , talvez demonstre para terceiros a minha vulgaridade. - diz Oneide.

( Oneide agita-se : meche as pernas e as mãos ; ajeitando-se na poltrona.)

- Oneide! Acredito que sofres por ter ouvido , de terceiros , que és vulgar. Isto foi o que te causou tristeza. Digo-te outra coisa. Na internet , mundo virtual ; não existe o EU e nem o OUTRO . Cada um mostra o que é; podem até mentir o seu sexo, como e a sua identidade . Podem até assumir um papel; sim, agirem como ‘ atores ‘ e encenam vozes, palavras e ações. - disse o psiquiatra.

- Quer dizer que …pode não ser verdade o que li no MSN ? -diz Oneide.

- Exato ! - diz o Dr. Craig. Mas uma coisa ! Disseste teu endereço, número da tua conta corrente , teu telefone , etc…

- Disse algo, mas superficial … - diz Oneide - olhando para o Dr.

- O que disseste, Oneide ?

- Dei meu celular ! - diz Oneide com vergonha.

- Oneide ! O que irei te dizer é para te ajudar , entretanto as escolhas e as opções que irás fazer para resolver o problema dependerá só de ti. Compreendes, Oneide ? - diz o psiquiatra.

- Sim . Ouvirei e questionarei os teus pontos de vista ; mas com muito cuidado e carinho…afinal …quero solucionar …. - diz Oneide.

- Oneide . O MSN tem uma opção que tu podes bloquear o conto ou excluir. Conheces ? - diz o psiquiatra.

- Sei.

- Mas também podes ficar ‘ OFF ‘ ( invisível ) ou colocar na opção de ocupado ou já volto . - Já viste estas situações, não ? - diz Craig.

- Sim. Já as vi mas um detalhe , Dr. ! Estas formas de resolução do problema fariam com que eu não encarasse o problema de frente e me imiscuisse dele. Eu gostaria de exclarecer os detalhes …e não fugir… , Dr.

- Sei . Só podes encarar o problema quando estivers ‘ forte ‘ e pronto ! Compreendes ? Caso contrário , sofrerias mais ! É isto que queres agora, Oneide ?

- Não , Dr. Eu entendi as opções. Mas tem outro detalhe. Eu dei o meu  cel.

- Não atendes . Ou dizes que estás ocupado ou dizes que foi engano . As ligações não mais serão feitas . Acreditas em mim , Oneide ?- diz o médico.

- Acredito , Daniel. Mas por que sofri quando li no MSN que eu era vulgar ? Isso eu não entendi ainda …

- Irei te explicar mas talvez tu entendas… Mas o problema não é contigo e sim com a outra pessoa , Oneide ! - diz o Dr. Craig.

- Como assim ?

- Agora estaremos trabalhando outro assunto : a tua sexualidade. A outra pessoa não aceita ( no ponto de vista dela ) que tu te exponhas ( sexualmente ) à procura de alguém para a tua satisfação sexual . Olha, Oneide , na verdade, o problema não é contigo e sim com a outra pessoa . É ela que não aceita a tua exposição e não aceita a tua sexualidade. É com ela o problema . Na verdade há uma contra-transferência : ela gostaria de ser como tu és , com a tua forma de expressão e com o modo de tu te expressares. Mas , caso ela se identificar contigo, sofrerá a punição , à qual te punes ; assim, apenas te punes ( punindo-se a si próprio, mas isto ocorre à nível incosciente para esta pessoa ). - diz Craig.

 - Dr. Daniel Craig ! Aceitei uma culpa que não é minha ? É isso ? - diz Oneide.

- Sim . - diz o psiquiatra. Queres trabalhar a culpa, Oneide ? Achas necessário ?

- Sinto culpa também …mas é uma culpa diferente …estranha… como se eu estvesse traindo alguém … - diz Oneide .

- Tens alguém, no momento ,  para trair alguém enquanto  tu estás no CHAT  ‘ caçando ‘ ? - pergunta o psiquiatra.

- Sim !  Mas quem tenho ‘ liberou-me para a char alguém nos momentos de , digamos , nos quais não estamos ‘ sempre juntos ‘ . - diz Oneide mechendo as mãos nervosamente.

- Parece-me que não há culpa , neste caso , agora e aqui . - diz Craig.

- Acho que está resolvido , pelo no PLANO DO MUNDO DAS IDÉIAS , como dizia PLATÃO ? Leste PLATÃO , ONEIDE ?  - Pergunta o médico.

- Não, mas lerei. - diz Oneide.  (     FIM DA PARTE  - 1 -  )

criado por baraojoelmartins@gmail.com    13:32:11 — Arquivado em: Sem categoria

11.10.08

A TRAIÇÃO SEGUNDO O DR. DANIEL CRAIG - PARTE 2

   A TRAIÇÃO SEGUNDO A ANATOMIA DO DR. DANIEL CRAIG

                                        - PARTE - 2 - 

- Amélia ! O nome da  planta carnívora  é Dionéia . - diz Jacques . Eu já te falei muitas vezes  mas tu não queres  me escutar . - diz ele em voz alta .

( Abaixo , a foto da Dioneia muscipula . )

                       

- Jacques ! Uma coisa eu não entendo !  - diz ela.

- O quê ?

- Como tu ficas tanto tempo sem  ‘ ficar comigo ‘ na cama ?- diz Amélia , olhando para ele.

- !! - Eu fico. Não notas que estou sempre ao teu lado ? - diz Jacques passando as mãos , de dedos longos , nos braços peludos loiros…

- Jacques ? Eu me sinto como a Lady Chatterley ( de D.H. Lawrence ). Casei-me com um inválido ! Sabes ? Mas te amo , Jacques ! -diz a mulher.

- Jacques ? Tens algo mais a dizer ? - pergunda o Dr. Daniel Craig.

- Prefiro seguir o pensamento de Schoppenhauer .  - diz Jacques.

- Como assim ? Podes explicar mais ? -  procurando entender .

- Schoppenhauer dizia que ao cessar o desejo , termina o sofrimento dos homens . - diz Jacques .

- Cessaste o desejo , neste caso específico , Jacques ? - questiona o Dr. Craig , fazendo a Anatomia do caso clínico.

- Schoppenhauer foi um estudioso do Budismo . Acho que isto  me conforta, Dr. - diz Jacques.

- Já pensaste em encontrar um novo caminho para ti e consolidar estas idéias , doravante , em um um novo ‘ status quo ‘  ?? - perquire o Psiquiatra.

- Tenho esposa, moradia, família, bens e um nome a zelar . Para que desfazer-me-ia  ‘ disto ‘ , agora ? - diz Jacques.

- Poderias conviver com dias melhores , onde o bem estar físico-mental e fisiólogico poderiam ser saciados …Não achas , Jacques ? Afinal , és um homem e … -  diz o  Dr.  Daniel Craig .

- Entendes qual o significado metafórico da Dioneia muscipula , Dr.Craig ?

- Qual significante te referes Dr. Jacques ? - inquire o Dr. Daniel.

- A planta carnívora retira do solo seus nutrientes mas lhe falta  o nitrogênio. Quando  os insetos pousam , em suas folhas transformadas em armadilhas,  são mortos e digeridos; assim o nitrogênio orgânico é absorvido pela planta. A Dionéia fica saudável e feliz ! - diz Jacques .

- Acreditas que a tua Dionéia é feliz , Jacques ? - pergunta o médico.

- Ela tem água, terra e ar ! Que mais quer ela ? - responde Jacques.

- E a fonte de nitrogênio ( insetos ) ; não deve ter muitos em tua casa. O que tu achas , ou como se sente a tua Dionéia  ? Ela é  saudável e … ? - pergunta novamente o Dr.Craig - dissecando-o.

- Mas se eu te dizer que a planta encontra nitrogênio fora do ambiente doméstico acreditarias ? - responde Jacques com os olhos azuis brilhantes mostrando a verdade para o Dr. Craig .

- Dr. Craig e Jacques ! O que  vocês estão falando ? Eu não entendi nada .. - diz Amélia .

- Eu tento entender teu marido , Amélia ! - responde o psiquiatra.

- Dr. ? Faz uns 3 anos que Jacques começou a gostar de comer o chocolate ‘ Diamante Negro ‘ . Sabes, Dr. ? Jacques somente gostava de chocolate branco … - diz ela.

- Uma mudança de hábito , Amélia ! Que estupides a tua em falar isso !

- Jacques  ! Diz para o Dr. ? Qual o tipo de bicoitos que tu gostas? -diz ela.

- Biscoito de água e sal ! - diz Jacques.

- Então ! Como podes me  explicar  o hálito de  ‘ bolacha maria ‘ em tua boca  antes do almoço , Jacques ? - pergunta a mulher .

- !!! - pensa rapidamente - mas não consegue uma resposta satisfatória e responde - Não posso gostar de bolacha maria ? - diz Jacques .

- E me beijaste com gosto de leite na boca , Jacques ? Tu és alérgico ao leite , querido ! - diz a esposa.

- !!!!!!! -  ??? - Apenas a expressão facial o Jacques.

- Terminou a sessão . Posso vê-los quando ? - questiona Dr. Craig.

- Jacques , meu querido ! Podes quando ? - pergunta a esposa.

( Nisso toca o celular de Jacques . )

- Oi. Agora estou  ‘ meio ocupado ‘ . Posso ligar daqui a pouco ? - diz Jacques.

- Querida . Irei olhar na minha agenda . A princípio na quinta no mesmo horário . São 2 consultas por semana , né ? Mas  eu mesmo ligo para o Dr. Craig. - diz Jacques.

- Tudo bem . - diz já se levantando a esposa.

- Obrigado , Dr. - diz Jacques . - Por ter me ouvido.

- Até logo ! - despede-se do casal.

( Este caso é muito interessante . É um casamento cômodo . Em momento algum falaram nos filhos !! Ou têm algum significado  para  eles ? Mas o mais importante é a menção à planta e ; sobretudo, o pensamento filosófico adquirido por Jacques !  Mas qual é o papel  do psiquiatra  ? O certo : eu deveria intervir e clarear o assunto para a esposa. Mas devo alterar a Roda do Destino se a mulher não vê a realidade ; aliás , está tão presa ao seu Mundo que esqueceu-se da sua identidade . Qual é a profissão da mulher ? Esqueci de perguntar …Bom ! Bom ! Bom ! …)

xxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Susana e Gabriel ! Por favor - diz chamando o próximo casal.

( Após algumas horas toca o telefone do Dr. Daniel Craig. )

- Sim ! Dr. Craig , falando .

- Dr. ! Sou o Dr. Jacques. Gostaria de desmarcar a consulta , Dr. Daniel.

- Está desmarcada , Dr. Jacques. Algum motivo , particular ? - pergunta o Dr. Craig.

- Digamos que não preciso de Terapia , Dr .Daniel e; muito menos , passar pela sua ANATOMIA , do SR. , DR. CRAIG . - diz Jacques com a voz alta.

- Sem problemas . Mas conseguirás conciliar o teu casamento ? A planta carnívora precisa de nitrogênio ! Consegues alimentá-la , Jacques ? - diz o Dr. Daniel Craig colocando contra a parede o Jacques.

- Serei sincero contigo , Craig e deves ter colocado teu ‘ olho clínico ‘ . Mais não direi. Entretanto , A QUESTÃO NÃO É ALIMENTÁ-LA E SIM ALIMENTÁ-LO !! - diz o Dr. Jacques Benedetti pacientemente e bem resolvido.

- Sejas feliz , Jacques ! Mas quanto ao casamento ? … - pergunta o Dr. Daniel.

- Conheces a música  bem antiga …acho que era do Mário Lago ?  - pergunta o Dr. Jacques Benedetti sorrindo do outro lado do celular.

- Qual ?

- " AMÉLIA " ! - Conheces esta música ? diz Dr. Jacques Benedetti , o  médico italiano.

- Sim !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Olá ! Sou o Dr. Daniel Craig , Psiquiatra e a nossa sessão custa …

( E após o Dr. Daniel Craig dissecar a anatomia deste caso: Jacques e Amélia , conclui : se as partes vivem bem  ; devo interferir para que vivam da maneira que eu acho que é o ‘ certo ‘ ? E o Livre-Arbítrio não é o condicionante nesta situação ? Devo estudar Schoppenhauer !

                                                             F.I.M.   ( para ti ,  meu v.t.  )

 

 

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    18:24:59 — Arquivado em: Sem categoria

A TRAIÇÃO SEGUNDO O DR. DANIEL CRAIG - PARTE 1

Olá, amigos !!

            ( Sala de espera do Dr. Daniel Craig ++ Médico-Psiquiatra ++ )

- Gostaria de lembrá-los que a sessão tem 50 min. de consulta com o valor de  R$ 290,00 . Irei conhecê-los e  poderemos trabalhar as áreas conflitantes. 

( O casal olha-se um tanto desconfiados pois ficarem cara-à-cara com um desconhecido contando coisas pessoais  ? )

( Não seria fácil  - pensou Jacques Benedetti -  ainda mais com um custo alto : duas vezes por semana e por quanto tempo …? )

- Amélia Benedetti , gostaria de falar algo ? - perguntou calmamente o Psiquiatra , olhando plácidamente para ela.

( Era uma loira , muito bonita, com belos olhos verdes , não muito alta e extremamente magra , jovem , talvez uns 30 anos - pensou o Analista.)

- Eu não gostaria de falar em queixas , mas Dr. quero deixar claro que eu e o meu casamento não estão bem . - conclui a esposa.

- Existe que não gostas ?

- Na verdade,  não vejo nada de novo no casamento : apenas a rotina ‘ diária ‘ . Eu já sei o que vai ser amanhã ,  e assim por diante …Acho que não quero mais isso , Dr. - e olha para os seus sapatos  (  veludo verde-musgo ) e ajeita a sua saia justa .

- Cada um deve fazer a sua parte no casamento  - diz o Psiquiatra. O casamento é como uma sociedade mas do tipo harmônica : 1 + 1 = 2 !!

- A Amélia queixou-se sempre , desde o início do casamento ; talvez , ainda enquanto éramos noivos. Ela sabia que eu sou médico e professor, pesquisador e  conferencista . Viajo muito . às vezes demais, até . Mas faz parte do meu trabalho . - diz Jacques , olhando fixamente com seus olhos azuis , para o Psiquiatra.

- Dr. Estão para achar um meio termo . Acredito que a Amélia não queira tu deixes a Medicina . Concordas , Amélia ? - pergunta o  Dr. Daniel.

- !!!!! -

- Amélia ? O que podes dizer a respeito disso ? - diz Dr. Craig.

- Eu gostaria que ele assumisse as tarefas diárias , às quais estou ocupada diuturnamente. -diz ela. Por exemplo : ele não compra pão para a janta e nem muito menos . O que  sou eu  quem faz isso.  - diz ela

- Mas eu faço as compras todo o final de semana , Amélia ! Tu sabes disso ! Durante a semana , estou envolvido com o trabalho e não tenho tempo de fazer o  que tu queres ! - Jacques fala mas não  a olha diretamente.

- Eu sei que eu tenho marido . Mas aonde ele está , Dr. Craig ? Aonde ? - diz ela agitada.

- Tu tens meu celular  , o telefone da Clínica , do Hospital e na Faculdade de Medicina . É só ligares ! Mas tu não ligas para mim ? Por quê ? - Questiona  , olhando para a mulher.

- Tu és quem tem que ligar para mim . Eu sou mulher , aliá eu sou a tua mulher . - diz ela meio desconcertada , mechendo no cabelo.

( Jacques mostra o celular para o Dr. Craig . )

- Craig ? Não há nenhuma ligação do celular dela para o meu  ! - diz enfático .

- Para que te ligar ? Tu sempre dizias as mesmas coisas ou para ouvir a mesma coisa :  " - Te ligo daqui a pouco , pode ser ? " - Nunca é na hora. - diz ela nervosa.

- Sabes que estou atendendo ? Como tu queres que eu pare a consulta para te ouvir sobre o cardápio do almoço ? Ou sobre o que tu fizeste até às 10h da manhã  , Amélia ? - diz Jacques se desculpando , colocando as mãos nas duas pernas e , após cruzando-as ; como se tivesse vencido a guerra .

- Eu quero falar contigo …saber do teu dia …o que aconteceu contigo …mas noto qu o teu trabalho é muito mais importante que eu ? - diz a mulher.

- Não é ! Tu sabes que não !

( Nisso, Dr. Craig intervém . As queixas haviam começado : ele médico e atarefado e ; ela , o que fazia além de ‘ lidar com a casa ‘ ? )

- Esta conversa não é procedente. Devemos encontrar um meio-termo , no qual possam conviver em paz . - diz o Psiquiatra. Uma pergunta : A noite como é para vocês ?

- Um inferno para mim , Dr. - diz mechendo-se na cadeira. Faço a janta; ele janta. Após ele vai fazer as coisas dele e; eu lavo a louça e arrumo a mesa para o café da mnhã seguinte . Às 23h eu deito e ele deita mais tarde, quase sempre … - diz a Amélia.

- Mas quando eu quero conversar a noite contigo tu estás de costas para mim e de frente para o fogão . E quando falo algum assunto tu não demonstras interesse em saber ou continuar… preferi desisti. Assim janto quieto e vou par o computador … - diz Jacques , mostrando que seus olhos azuis ficaram cinza …

- Sei . Ficas o tempo todo no computador . Diz que faz trabalhos de pesquisa e que responde emails da Faculdade . - ela torce as mãos tentando ganhar algo.

- Dr. Jacques ! O que achas de dar a senha ( ou as senhas ) para que Amélia não tenha desconfias tuas ? - observa o dr. Daniel Craig.

- ?? - Acho que seria uma invasão da minha privacidade . O Art. 5º da Constituinte assegura esse direito . Amélia tem que confiar em mim. - diz Jacques.

- Ótima idéia  , Dr. - diz ela. Jacques, dá-me as senhas que usas , inclusive as senhas de acesso bancário.

- Não darei as senhas que queres , Amélia ! - diz Jacques com olhos azuis brilhando de ódio.

- O que tem no computador? - pergunta ela. Tu não sais de lá ? E quando está fora , parece que desaparece ou some ? Em casa és visitante. Aliás, não sei como tivemos 3 filhos. - diz ela com ar de deboche .

(Jacques engole o que ouviu : sente o gosto amargo na boca e , em seguida , queima-lhe o estômago . )

- Ora - diz Jacques . Tu não querias filhos ? Fí-los !

- ( risos ) Eu sempre achei que  ‘ fazer um filho ‘ fosse um ato divino.. . - e olha para as meias de nylon, arrumando-as .

- Falei mais , amélia ! -diz o Dr. Craig.

- Eu sempre quis ser mãe , ter filhos e me inspirava no modelo da Virgem . Mas vi que ‘ fazer um filho ‘ não foi como eu imaginava. Algo sublime e de pleno êxtase. Aonde , o filho , era feito com amor …

- E não foram as 3 vezes , Amélia ! - diz Dr. Jacques Benedetti. Não os tens ? - diz ele , mostrando o dever cumprido.

- Cumpriste o dever 3 vezes , Jacques e as demais noites ? Não achas que sinto a tua falta como meu marido ‘ na cama ‘ ? Eu sinto a tua falta, Jacques .

- O que tens para dizer , Jacques ?

- Sou presente , gosto dela e a faço feliz. Dinheiro , alimento e roupas nunca faltaram para ela. Ela tem meu nome . Que mais ela quer ? - diz irritado o italiano .

- Quero tu , Jacques ? - diz ela. Isso não tenho.

- Tens !

- Tenho parte ! Agora estás aqui por que te obriguei . Ou acertamos as coisas ou nos separamos. Eu conversei com a minha comadre e ela deu razão para mim . Jacques? Por que que cada vez que eu brigo contigo tu olhas para uma planta carnívora que colocaste na mesa da cozinha ?

- Eu comprei ! - diaz Jacques.

- Por que olhas para a planta carnívora cada vez , Jacques ? E além disso , Dr. é mentira .  Encontrei a embalagem de embrulho da planta carnívora com os seguintes dizeres : " Lembra-te de mim " . - diz ela.

- Jacques ? - pergunta o Dr. Craig .

- Comprei-a  e  a olho por que é bonita ! - diz Jacques.

                                                                      FIM DA PARTE - 1 -

bju meu v.t.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    09:16:51 — Arquivado em: Sem categoria

10.10.08

DR WILLIAM BÖECHARDT , ÀS TUAS ORDENS - PARTE 2

( CONTINUAÇÃO …CORRIJAM-ME A SEQÜÊNCIA DA CENA …)

                                                 - PARTE 2 -

- William ! - eu disse aproximando-me dele. Olhei para o peito dele e aconcheguei-me e chorei.

( O médico acalmou-me e secou as minhas lágrimas. Ficamos frente-a-frente e a GIGI ficou a fitar-nos : estava em posição de Esfinge ! Fiquei sem entender. Não queria pensar em qual Mito ela aparece. Bem …)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( William arrumou seu calção olhando para mim e, eu olhando ele arrumar o calção . Mas foi apenas coincidência .)

- Irei . Até sábado , Lair ! - disse levantando-se e já  fazendo menção de colocar a camiseta. - diz William.

- Quanto irá custar , William ?

- Acertamos depois ! Ok ?

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( A cirurgia teve êxito e a reconsulta foi feita em meu apartamento. )

- Está melhor , Lair ?- disse William, mostrando interesse real.

- Estou ! É que , às vezes , sinto-me só ! E só pensar ficar sem ela …apavora-me …

- Sabes , também sou só . Quando descobrem meu sobrenome, ficam ao meu redor querendo tirar vantagens . É claro que aproveito mas sei que é só por aquela vez ! Não é isso que eu quero ! Não aceito essa SOCIEDADE OU CULTURA DESCARTÁVEL …isso enoja-me ! - diz o rapaz.

- Penso o mesmo , William. Somos tão diferentes e pensamos tão iguais …Eu penso em uma sociedade harmônica onde haja felicidade para todos ! Eu sei que é utopia ! Mas acho que deve ser assim …e sofro…

( Aproximamo-nos e ele olhou nos meus olhos; senti uma atração irresistível . O azul dos seus olhos hipnotizaram-me e entreguei-me. Ele estava com um terno muito bonito e uma camisa azul-claro; uma gravata combinava com o conjunto de modo totalmente  harmônico. )

- Lair ?

- William ?

( Abraçamo-nos energicamente e encontramos, cada qual , aquilo que queríamos : Eu amparo e ele, carinho . E em um longo beijo , doce e molhado ,  entregamo-nos . E aguardamos a  aprovação Divina através dos próprios Seres Angelicais  que dizessem  : Amén ! )

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- William ! - disse eu . - vamos tentar algo ?

- Lair , podemos mas temos que aceitar as nossas diferenças e aprender com os nosso erros. Tu não podes ter possessão sobre mim . Eu não sou tua posse. Tu sabes que sou médico e que trabalharei sempre. Ficaremos juntos , podemos reforçar a amizade e conhecer-mo-nos …Queres ? -disse William.

- Sim . com a tua ajuda poderemos ter além da amizade um ‘ algo mais ‘.

- Deveremos , ambos , ser fiéis e ; sobretudo clareza, do tipo olho-no-olho. - diz William.

- A clareza faz parte da minha personalidade e tenho o coração leve. - eu disse.

- Lair  ! A medicina Veterinária ensinou-me uma coisa : AMAR SEM ESPERAR SER AMADO ! Faça , isso e seremos felizes ! - disse William.

- Aprendo empre contigo , William . Temos a mesma idade, +/ - 30 anos e , temos muito chão pela frente … - eu disse.

( A GIGI melhorou após o tratamento e o relacionamento entre nós inicou, ali mesmo . Cada qual ficou em sua casa mas o amor fortaleceu-se ! )

xxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- William ?

- Sim, Lair !

- Acredita que possamos ser felizes , William ?

- e William responde olhando com seus olhos azuis - Basta tu querer ! Tu me quer ?

- Quero ! - eu disse perdendo-me nos olhos azuis do veterinário .

( E  William  canta uma música do Zé Ramalho  para mim :

 " …Sonho que sonho só …

   é só um sonho que sonha só … ;

   mas sonho que sonha junto é realidade  ! … "

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( Passei a mão no peito do William , mechi nos seus cabelos e quando olhei nos olhos azuis dele , vi  o próprio Céu : os anjos dançavam sobre uma nuvem azulácea e de mãos dadas fizeram um coração lá no  Alto !

Sequei novamente minhas lágrimas e o William me disse: Seu Altair AGORA ÉS MEU ! )

                                                                              FIM  - PARTE 2 -

dedicado para ti, meu v.t.

sempre teu,

J.

 

 

 

               

criado por baraojoelmartins@gmail.com    16:18:30 — Arquivado em: Sem categoria

DR. WILLIAM BÖECHARDT , ÀS TUAS ORDENS ! PARTE 1 -

            Eu sempre quis conhecer um homem que tivesse por profissão a Medicina Veterinária . Talvez, por querer saber , como um médico , vê o Mundo humano sob o ponto de vista canino  ou animal.

            Parece loucura , não ! Pois , peças e receberás ! Não é assim que está escrito no maior livro vendido no Planeta ??

            Na época, eu tinha uma cachorra da raça Maltês :  ‘ virada em muito pêlo branco e era pura ‘ . Ela adoeceu , de uma hora para outra . É claro que preocupei-me e levei-a aonde ?

            Assim começa a estória , ficção , conto ou mito ? Agora é com vocês leitores …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- " GIGI " ? - Diz o médico-veterinário .

( Entrei com a cachorra no colo . Ela abanava o rabo e queria ir logo para os braços do médico .)

- O que ela tem ? - pergunta o Dr.

- Desculpa-me ? Qual teu nome ?

- Dr. William Böechardt , às suas ordens . - disse o médico.

(Era jovem , acho . Alto, bem mais alto do que eu. Usava um jeans, sapatos italianos e apenas um jaleco ULTRA-BRANCO , o que contrastava com a barba por fazer , com os cabelos escuros e braços peludos . Os pêlos eram escuros e longos , talvez sedosos . - risos . O jaleco estava aberto até a altura do peito e, quando examinou a GIGI eu vi : um peito , aliás , um tórax feito em academia e peludo ; a tez branca do peito , dava a impressão que não tomava Sol ou que era do Norte da Europa …)

- Qual teu nome ? - pergunta William.

- Lair. - disse abaixando o olhar.

- Lair. Conforme a tua queixa , a GIGI está com 2 ou 3 nódulos tumorais nas mamas : hemi-lateral , na verdade . - disse em termos médicos.

- Há tratamento, William ? Permites ? - arrependendo-me do modo como reportei-me ao médico.

- Sim. O tratamento é usar um agente quimioterápico por 10 dias : Prednisona 5mg ao dia . - diz , de modo seguro , o William.

- Mas  a Prednisona não é um antinflamatório não-esteroidal ? Um AINE , William ? - questionei o homem.

- Sim . Lembras-te que estamos em uma Clínica Veterinária . Aqui , esta substância terá a ação quimioterápica : como se fosse tratar câncer de gente . - explica , de modo tranqüilo. Estudas Biologia ?

- Sou profissional da Área da Farmácia . -disse , com ar de exclarecimento, apenas.

- Hum . Melhor ! Assim poderás ajudar a GIGI a melhorar . Os cães gostam de carinho e sabem e sentem quando são quistos e amados.  - diz William.

- Cirurgia ? - perguntei .

- Após dez a quinze dias podes retornar com a GIGI e reavaliarei o quadro clínico.

( Seus olhos de cor azul-turquesa iam mudando conforme se dirigia a conversa : ia do azul-celeste, azul-turquesa, azul , azul-acinzentado ao azul-escuro . Eu , particularmente , amante de olhos azuis , nunca havia visto isto em todos os ‘ anos de luta armada ‘ . Bem …)

- E … - pergunto com ar de dúvida .

- Mastectomia hemi-lateral total de todo o plexo mamário com excisão da cadeia de linfonodos . - fala William.

- Recuperação e melhora ? - perguntei , aflitamente .

- Ela tem 12 anos ; é velha , mas vamos tentar . O que for do ‘ alcance do William ‘ será feito . Podes apostar . - diz rindo , com um lindo sorriso.

( Notei apenas que tinha os caninos mais proeminentes o que lhe dava um ar , digamos , ‘ lupino ‘ . Mas, sem dúvida , um lindo sorriso jovial . Ele tornava-se  ‘ grande ‘ , quando sentado , meio de lado na cadeira de sua mesa. " Bom " -pensei . )

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( Mais da metade do tratamento , a cachorra deu sinais de piora. Começou a gemer baixinho e , ofegantemente , respirava. Chamei o Médico , lógico. Combinei  para uma quarta-feira , ele estaria livre pala manhã e poderia examinar a cachorra na minha casa. Ele poderia vir a partir das 7 da manhã , caso ele quisesse. )

- Chegaste cedo , Dr. ? - perguntei .

- É . Eu estva correndo agora. Mas é cedo mesmo:  8:02h . Algum problema ? - disse o médico .

( Eu notei; ele não reparou . Ele estava com um calção ,  justo e curto , de corrida e uma camiseta curta e muito aberta  : tipo dessas de academia. )

- Desculpa-me a roupa. Eu moro aqui perto e corro sempre pela manhã e aproveitei  para ver  ‘ vocês ‘ . - disse respirando intensamente e todo molhado. O suor lhe escorria pelo rosto e inundava-lhe o peito . Os pêlos dos braços e das pernas peludas pareciam  ’ um cão  após o banho ‘ .

- GIGI ! - e a GIGI foi direto no …do médico… - GIGI , o que é isso ? -disse rindo.

- ao que o William falou - Olha ! meu santo é forte porque já era para eu não ter mais as …. e nem o …na altura do campeonato. - disse rindo e mostrando todos os 32 dentes em sua boca médica ! - Posso ir ao banheiro e lavar-me um pouco , Lair ?

- Claro ! - e mostrei um dos banheiros do enorme apartamento no qual morava .

- Nossa ! E moras só Lair ? - pergunta William.

- Não ! Eu e a GIGI, minha companheira .

( Os olhos azuis de William brilhavam agora. Estava sentado no chão e brincando com a GIGI; rolando-se : ele e ela .  Ele estava à vontade fazendo a GIGI rosnar.)

- Adoro cães : são fiéis , sinceros e amam quando são amados ! - disse William.

( Em posição de YOGA, William  pegou a GIGI e examinou-a .)

- Olha, Lair . A inflamação desapareceu mas temos que extirpar os 3 nódulos mamários mais a mastectomia hemi-lateral . - disse enfático.

- Quando podes, William ? - perguntei agitadamente.

- Sábado. Eu levo ela para a Clínica e à tarde eu te telefono ! Pode ser ? - pergunta o médico.

- Sim . Pode, William.

- Dá-me teu cel. , por favor ? - diz rispidamente o homem.

 - ( 51 ) xxxx - 0024

- Beleza ! Combinado .  - diz William.

( E  pegou a GIGI de novo no colo. e na mesma posição vi que William estava completamente ‘ relaxado ‘.  Ele não notou , mas  eu vi : era cor-de-rosa . E , mentalmente , cantei a  linda música " LA VIE EN ROSE "  por  GRACE JONES ( NEGRA , LINDA , ANDRÓGINA , MÁSCULA E COM VOZ DE SOPRANO  ) ao som de uma gaita  que chora quando escuta a voz dela .   E CHOREI QUANDO VI ! )

- Por que choras ? - pergunta William .

- ( … ) Choro porque nunca tive uma amizade que durasse e que fosse boa, digamos assim …Sinto , desde agora , a falta da GIGI . Ela pertence à minha vida e é minha companheira. Sabes, William, eu converso com ela e ela me escuta. - diz Lair. 

- Lair - diz William . Não podemos ser possessivos . Não temos a posse e nem a propriedade de nada e de ninguém . GIGI tem o caminho dela . Eu farei o que for possível para salvá-la mas …

( Por falta de espaço no blog do TERRA , segue neste ponto da conversa , na PARTE 2 ….OK ? )

                                                  FIM DA PARTE - 1 -

para ti, meu VT,

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    13:17:59 — Arquivado em: Sem categoria

9.10.08

” DIA LIVRE “

Olá amigos !!

Vamos fazer o Dia de Hoje um Dia Livre ??

Nem sempre temos idéias ou estamos inspirados ! Aliás, a última Estória do Van Helsing x Meu alterego ( 3 partes ) consumiu-me muito …

Principalmente para tornar a estória lógica, consistente, de boa aceitação e acima de tudo com um FINAL SURPREENDENTE !!!

Espero poder criar outras estórias assim … ao menos boas e que tragam algo de útil para nossas vidas …

Questionar e levantar respostas é o que eu quero ! Então , amigos , postem no BLOG ou em meu email os pontos de vista de vocÊs !!

Aguardo , então …

Os amigos de sempre , postam e depois eu respondo …

Recebi um Selo de indicativo de bom BLOG  …!

Quanta pretensão …Caso soubessem o real motivo por eu estar escrevendo … Deixemos assim …O escritor escreve por amor e é por amor que escrevo este BLOG …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Eu tive um Dia Livre muito bom hoje  : fiquei com a pessoa que mais admiro e amo ! lindo é o amor , né ???!

Assim os dias lindos, com o Céu mais azul , o Sol mais amarelo e a vida mais leve para prosseguir nesta jornada …

Por sinal : lembram-se do que o Barão disse ao Jó ? " Confia em mim ? "

Eu acho, que falta em mim isso : CONFIAR !

Por isso usei o nome do Arcebispo de Jó ! Na Bíblia , DEUS testa a paciÊncia dele , lembram-se da história contada na Bíblia ??

Pois é ! CONFIAR - FÉ - ESPERANÇA - todas levando para a gente AMAR E SER AMADO !!! Mas não é filosofia ! Acho que é verdade …Às vezes me confundo …

Hoje só papo furado ( acho que vai baixar a estatística de acessos hoje ).

Mas estou pronto para isso : DIA LIVRE !!!!

BEIJOS A TODOS  - Postem as suas críticas e o que nao entenderem das estórias ( perguntem ) e; eu explico os porquÊs !! Lembrem-se : o escritor sempre tem uma intenção ao escrever , às vezes oculta , para o leitor… então perguntem !! OK ?

Beijinhusssssssssssssss ao meu VT !

Abraços Timoti ( amigao) !

Abraços YLAGOO ( abração ) !!

Sempre para vocÊs meu carinho ,

Joel ( J. )

criado por baraojoelmartins@gmail.com    22:53:21 — Arquivado em: Sem categoria

8.10.08

“VAN HELSING X MEU ALTEREGO ” - PARTE FINAL -

Olá , amigos ! Estamos na Parte Final ! Espero que gostem !!!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( Deixamos nossos personagens - alguns heróis - no Salão do Palácio do Príncipe Nicolae . Lembram-se ? )

- Ora, ora , ora ! - diz o Príncipe - Vieram até aqui ; vocês têm a espada que pode dar meu fim, mas não têm quem as use !!! - e ri , bombasticamente , ecoando por todo o Palácio .

- Eu irei usar a Espada , Príncipe ! - diz o Víctor , com voz alta como deve ser de um homem e soldado !!

- Barão ! Ora , não acredito ! Vós sois uma cobra criada em meu ninho ! - diz o Príncipe.

- Eu sei outro segredo Vosso ! -diz o Barão Víctor Von  Württzbörher.

- Qual ? - pergunta o Príncipe já desconfiado do que acontece.

- Vosso coração o traiu, Alteza ! Ficastes sabendo através de uma cigana que seria derrotado por um homem de tivesse olhos azuis . Repelistes todos , menos a mim , Príncipe ! - disse o Barão - mostrando-se alto e imponente como um soldado diante de um adversário .

- O Príncipe ri , de modo sarcástico , como se houvesse perdido uma guerra - E vais fazer o quê  , Barão ?

( O Barão empunha a espada e aproxima-se do Príncipe.)

- Quereis saber como é o sabor da morte , Príncipe da Valáquia ?

- Valáquia ? - diz o Arcebispo - Estamos , então na T…

- Sim, Arcebispo - diz Van Helsing - Os títulos do Príncipe são: em primeiro lugar, filho do Príncipe Vlad , que foi empalado vivo ; e , segundo, os títulos em alemão , na verdade, referem-se à nomes romenos. Estamos na Transilvânia, Arcebispo !

- Não acredito ! Os Cárpatos , então são as montanhas que cercam esta horrenda área e não fui avisado pelo Governo Pontifício ! - diz a Eminência.

- Quereis saber como se morre , Príncipe ? - disse o Barão , apontando a espada.

- Não tendes ‘caráter ‘ , o suficiente para usar a espada, Barão !

- Que sabeis de caráter , Príncipe ? - diz o Barão .

- Conviveis com o Arcebispo e todos sabem . Isto , por acaso, não diminui vosso ‘ moral ‘ diante da espada ?- questiona o Príncipe Nicolae.

- Não. Em absoluto, Príncipe. Faço com o coração aberto e leve. - diz o Barão.

- Não achais que o quê vocês praticam seja  ‘ certo ‘ ou ‘ correto ‘ diante daquilo em que vós acreditais ? - olha mordazmente o Príncipe para o Barão.

- SAbeis que sou Protestante e que não há culpa ou pecado naquilo que aprendi e que sou devotado, Príncipe. - diz o Barão.

( O Barão chega mais perto do Príncipe.)

- Vêde , Príncipe ! A Espada continua com a mesma forma . - diz o Barão - E crava  a espada no peito Príncipe Nicolae . )

- Aaaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii  !!!!!!!!!!!!!!!!!! - e cai o Príncipe - a Baronesa e a ‘ mocréia ‘ , também gritam ; e desaparecem na forma de uma fumaça negra.

- Barão , agradeço a vossa ajuda e também ao Arcebispo ! Meu muito obrigado, disse Van Helsing, o Caçador de …

- Era a minha missão e devotei-me à ela. - diz o Barão. Mas estamos também nos despedindo de vocês ! - diz enfático o Barão.

( Todos se despedem … menos … )

- Van Helsing e o padre Michel beijam o anel do Arcebispo. Também despedem-se do Barão.

- Barão ?- diz sua Eminência - iremos para onde ?

- Continuares o nosso caminho juntos - disse o Barão.

- Iremos para onde ? - diz o Arcebispo , meio angustiado.

- Irás comigo, Jó ! Comigo ! - diz o Barão olhando-o com ternura.

- Víctor ? Tenho dúvidas do caminho e se contigo irei … - diz Jó.

- O que mais gostas em mim, Jó ? - pergunta Víctor - olhando de modo plácido.

- Dos  teus cabelos pretos, da tua barba escura, da tua pele clara, dos teus olhos azuis escuros, da tua boca, do teu sorriso, do teu peito peludo escuro, dos teus bíceps, dos teus tríceps, dos teus braços, das tuas mãos, dos teus dedos grossos e longos e ‘ firmes ‘ , da tua barriga de soldado, das tuas coxas, das tuas pernas peludas e dos teus pés com tamanho 45 e da tua altura de 1,95m .

- Mas o que mais gostas em mim , Jó ? - pergunta o Víctor na presença de todos , ainda dentro do Salão do príncipe.

- Dos teus OLHOS AZUIS ESCUROS - diz  Jó  encantado olhando para o Victor.

- Então , Jó ! Olha para os meus olhos azuis escuros . - diz Victor.

( E Jó olha fixamente para Victor …)

- Victor ? O que está acontecendo ? O teto do Salão do Palácio mudou ! Parece de vidro e posso ver o Céu noturno estrelado …! - diz perplexo Jó.

- E que cor tem o Céu, Jó ?- pergunta Victor , carinhosamente .

- Azul escuro ! …Como teus olhos , Victor ! - pasmo diz Jó.

- Queres ir comigo em rumo da felicidade ?- pergunta Victor .

- Meu mundo é aqui ! - diz Jó.

- Não , Jó ! Quando nos abraçamos pela primeira vez a tua imagem também não apareceu refletida no espelho naquela noite. Estás tão preso aos teus dogmas e falsos moralismos e pensamentos que nem se deu conta que não és mais humano … Agora tu não és mais deste mundo !

- Não acredito ! - diz Jó.

- Tiras teu anel, Jó ! Ele não te servirá mais ! - diz Victor.

( E Jó tira o anel com dó e pena , mas tira-o .)

- Victor ! O que é isso ? - diz estupefato Jó.

- É meu presente ! - diz Victor.

- Um anel ! Que lindo ! - e  coloca-o no dedo - e tem a letra ‘ V ‘ .

- Darei para ti o meu anel, Victor . Representa muito para mim . - diz Jó.

( Victor coloca o anel com um grande rubi incrustado .)

- Amigos ! Está na hora de dizer o nosso ‘ ADEUS ‘  !  - Victor diz alto e firme .

- Victor ? Para onde iremos e como remos ? - pergunta Jó .

- Confiais em mim , Jó ! - diz victor.

- Sim.

- Então olha para os meus olhos azuis ! Está olhando ? - pergunta Victor.

- Sim ! Nossa ! O Céu ficou mais bonito e parece que há uma abertura no teto do Palácio !!! - diz espantado Jó.   Victor , a quantos passos estamos longe da Felicidade ?

- UM . - diz Victor .

( E colocando a sua pequena capa húngara sobre Jó e abraçando-o ; Victor diz : - " VAMOS "  .

( No chão ficam somente os dois anéis . Os demais olham atônitos .)

- E o Padre Michel diz : " E FORAM " .

( Como eram almas boas à serviço do BEM, o próprio CÈU acolheu-os : primeiro as estrelas do céu da Transilvânia arrumaram-se e escreveram as letras no céu " J "  e  " V "  e ; em seguida passou uma estrela cadente,  rasgando o céu , mostrando sinal de esperança e glória !

                                                                          F. I. M

Dedico para ti , VT.

sempre teu,

J.

 

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    17:33:04 — Arquivado em: Sem categoria

“VAN HELSING X MEU ALTEREGO ” - PARTE 2 -

Olá amigos ! Segue a estória …

( Nicolae conversa com o Arcebispo sobre a chegada do Van Helsing nas cercanias da cidade …)

- Arcebispo, preciso que vós deis acolhida para o padre Michel , no Mosteiro. - diz o Príncipe , de modo incisivo.

- Nicolae, esta noite chega o padre ? Como poderei encontrá-lo e reconhecê-lo ? - diz sua Eminência , meio perdido.

- O padre Michel é loiro, olhos azuis, mais de 1,90m , peito e pernas peludas.. -diz o Príncipe , incitando-o . Nota os olhos lascivos do Arcebispo.

- Poderei recebê-lo com ‘ todo o prazer ‘ , Nicolae. -diz lambendo os lábios.

- Ótimo . O padre não deve procurar na Capela o segredo que Van Helsing e a ‘ mocréia ‘ procuram … Poderíeis passar a noite com Michel e conhecer o ‘ seu potencial ‘ ? Que achais, Eminência ? - diz Nicolae.

- Irei . Com a Vossa licença , Príncipe. - diz indo à sua suíte.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Arcebispo, diz o Barão. Sei dos planos de Nicolae, entratanto temos que fazer que não dê certo . Podereis ajudar-me ?

- Víctor. Eu vim de Roma para isso . Qual é o teu plano ? - diz Jó.

- Receberás o padre Michel no Mosteiro , mas ao invés de dissuadí-lo ;  irás ajudá-lo a procurar o segredo que está na Capela, o qual destruirá o Príncipe . Persuadirás o Michel , digamos, ‘ intimamente ‘ ,  e  convencerás que estamos do mesmo lado.   - diz Victor , de modo , enfático.

- Sentirás ciúmes , Victor ? - diz olhando , gravemente, para o o Barão.

- Conheci a Baronesa Von Schröeder. Contei para ti ? - diz o Barão. E voltei para ti . - diz rindo , mas com segurança no olhar azul.

- Sinto ciúmes de ti, sabes ! - diz Jó.

- E não voltei para ti ?- diz Víctor.

- Jó., conversarei com a  ’ mocréia’ . Temos só esta noite…Apressemo-nos ! Já visei o Nicolae que passaremos a noite no Palácio da Nunciatura Apostólica. Ok ?- diz Víctor.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

( Às 23:00h tudo começa acontecer  na cidade… Enquanto o Barão conversa com a ‘ mocréia ‘ , Van Helsing vai até a estalagem, enquanto o padre Michel vai para o Mosteiro …)

- ‘ Mocréia ‘ , vim para conversar contigo . - diz o Barão.

- Afastai-vos de mim. - toma a espada em punho .

- Quero ajudar, eu e meu ‘mais que amigo’. Temos o mesmo interesse que vós : liquidar o Príncipe - diz o Barão.

- Sois parte do Mal. - ameaçando o Barão.

- Abrirei a vossa cabeça , se for necessário . Queremos ajudar…

( Nisso , chega a Baronesa , aproximando-se da ‘ mocréia ‘ …)

- Barão , acho que estais do lado errado . - diz a Baronesa, beijando lascivamente a ‘ mocréia ‘ , abraçando-se , libidinosamente, na sua frente.

- ‘ Mocréia ‘ , mentiste para aquele Caçador de … !!  - diz o Barão , olhando para as duas …de modo perplexo. E desaparece da frente delas.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Padre … ? , sejais bem vindo ao Mosteiro. - diz o Arcebispo, vestido com roupas discretas e com anel e uma faixa púrpura na cintura.

- Michel ,  Eminência ! - diz agradecendo e, após ajoelha-se e beija o anel .

- Tem um quarto  vagando . Padre, eu e meu amigo queremos ajudar vocês para terminarem o Mal que assola esta cidade. Posso ficar esta noite convosco para contar os detalhes de nosso plano ?

- Claro.  - diz Michel . Eu sei que há um segredo para destruir o Príncipe.

- Eu sei. Está na Capela . Mas temos que entender o que uma cigana me disse . - diz o Arcebispo.

- O que ela disse ? - pergunta o padre.

- " Quem lamenta aponta o que não é deste mundo " - Ela disse para mim. - diz o Arcebispo.

( Mas estão tão próximos que Jó não resiste aproximar-se de Michel. O padre ‘aceita’ o toque e iniciam um ‘ reconhecimento de área ‘ . O padre é loiro, mais de 1,90m de altura e italiano . O contato é ‘ iminente ‘ … )

- Arcebispo, a Capela é grande. Como encontraremos o que queremos ? Procuramos uma agulha no palheiro … - diz o padre.

- Vide !  Olhai aquela estátua do Profeta Jeremias ! Reparai que ele aponta para o alto ? Há algo na parede. - diz o Arcebispo.

- Ajude-me, Arcebispo ! Verei o que é ! Nossa ! É uma espada estranha encravada na rocha. - e o padre Michel  puxa a espada.

- Devemos entregar a espada para Helsing. - diz o Arcebispo. Rápido , padre !

( Van Helsing dirige-se ao Salão principal do Palácio, onde está o Príncipe esperando por ele. )

- Mas que surpresa ! Quem eu encontro em meu Salão ? O próprio Caçador de … - diz o Príncipe com a  Baronesa Schröeder.

( Nisto chegam o padre Michel e o Arcebispo. )

- Fico cada vez mais surpreso ! Arcebispo , estais do lado errado da luta, não achais ? - diz Nicolae.

- Quero o vosso fim, Príncipe. - diz a Eminência.

- Como ? Qual maneira ? - zombam o Príncipe e a Baronesa Elsa.

- Encontrei a Espada que vos liquidará ! - diz o padre , mostrando-a para o Príncipe e para Van Helsing.

- Quem usará a espada ? - pergunta Nicolae.

- Eu mesmo ! - diz o padre Michel , de modo  convicto.

- ri o Príncipe. Sabeis que a luxúria é um pecado , padre ? Esta espada foi forjada com Ferro extraído de um meteoro. Não deveis ter pecado ao empunhá-la, Michel - ri bombasticamente o Príncipe.

( A espada fica flamejante, em chamas , cai da sua mão. O Arcebispo toma-a , então ).

- Arcebispo ? Empunhais a espada …mas e a Fé que vos falta será necessária para dar empreendimento ao que quereis ! - diz Nicolae.

-  Aniquilar-vos-ei, Senhor da Trevas ! - diz com veemência o Arcebispo para o Príncipe.

- SEM FÉ a espada é inútil para vós. Olhai para ela, Arcebispo !

(E a espada toma a aparência de cristal , como qual vidro fosse . E o Arcebispo fica de joelhos diante de sua impotência religiosa ! )

- Eu usarei a espada, Príncipe ! - diz o Caçador de …

- Achais que tendo em vosso coração o mais PURO ÓDIO,  poderás matar-me, Van Helsing ? - a espada para vós é inocua.

-  Quereis ver ?  - diz o Caçador de … mas ela fica pesada e cai. O tal Caçador de … pergunta pela ‘ mocréia ‘ …mas …

- Estou aqui, Van Helsing ! ( Saindo da escuridão ,  e aproxima-se da Baronesa e ,  libidinosamente, beijam-se, olhando para ele…)

- Traís-te-me , ‘ Mocréia ‘ ! - diz Van Helsing…

- Eu não acredito  em ti,Van Helsing. - diz ela. ( SEGUE NA PARTE 3. )

                                                                                 F. I . M .

                                         

 

                            

criado por baraojoelmartins@gmail.com    10:28:40 — Arquivado em: Sem categoria

7.10.08

“VAN HELSING X MEU ALTEREGO ” ENQUANTO ISSO

Olá Amigos !

           Estou curioso em saber como vai transcorrer a estória do Van Helsing , aquele Caçador de …

          Mas , enquanto as idéias chegam , há um certo tempo , não !!

          Somos imediatistas ! Quero ‘ o agora ‘ e ‘ já ‘ !! Eu também sou assim …

            Mas vamos aprendendo com o Tempo que tudo tem seu tempo ; e estava , agora assintido pela 1000ª vez - Nos tempos da brilhantina - com Travolta e Olivia newton-john !! Muito bom ….

           Chorei !!!!!!!!!!! Acho que precisava chorar … Dizem que faz bem chorar ! Ainda não entendi o significado ! Ah ? Caso alguém saiba, diga-me !

           Talvez , o que falte para nós e em nossas vidas seja AMOR ! Não um amor piegas , mas um AMOR verdadeiro : daqueles que se beija para valer e se olha e se derrete e se treme e dá vontade de entregar-se totalmente …

       Vocês notaram que o Barão Von Württzböhrer ( 23 anos ) e o Arcebispo ( talvez , uns 40 na estória ) ficam juntos , procurando a felicidade !? Observaram  ? E que , propositalmente, foi colocada a DATA  DE 1374 !! ??

         O objetivo é contrastar o jovem e o velho ; o passado com o presente e mostrar os rótulos , nos quais vivemos e nos encapsulamos .

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

É cedo para interromper o relacionamento entre Jó e Victor …

Deixemos eles procurarem a felicidade … Aliás, não foi para isso que , DEUS PAI TODO PODEROSO NOS fez : à SUA IMAGEM E PERFEIÇÃO , pra sermos felizes !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Acredito que a felicidade deva ser conquistada a cada instante !

Então , Barão e Arcebispo : quando encontrarem  a felicidade digam-me onde ela está ? E , Victor?  Sei que és protestante e que podes tirar a culpa que carrego dentro de mim  ! Tu , Barão, sim ; sem ser católico, professas a FÉ !!!

IHHHHHHHHHHHH ! Será que entreguei o próximo capítulo ??

Beijos a todos !

Bju , THYMONTHY que deu a este BLOG , um SELO DAROS  de destaque

.Logo colocarei aqui …

Bju , VT, minha fonte de inspiração ( mesmo tu não querendo, és tu quem retrato fidelississimamente …

Amanhã eu escreverei …e sonharei esta noite  com o filme " GREASY - NOS TEMPOS DA BRILHANTINA "  ….Ahhhh…..

Até !

Sempre,

J.

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    22:13:15 — Arquivado em: Sem categoria

6.10.08

“VAN HELSING X MEU ALTEREGO ” - PARTE 1

( A cena passa-se no Castelo do Príncipe Nicolae Von  Klausemburg ( Região de Siebenbürgen ) , no interior do arco formado pelos Cárpatos da Europa Central . Um lugarejo , tranqüilo e calmo, aonde acontecem certas coisas …)

- Cardeal-arcebispo , Duque de Trento ! - faz uma mesura o Príncipe Nicolae - Espero que vós gostais de ficardes comigo e com a minha Corte . Ficaria , assaz contente . - diz olhando com certa receptividade e reserva …

- Príncipe Klausemburg ! - inclina-se levemente, como se fosse superior ao seu anfitrião - A alegria é minha em ficar hospedado em vosso Palácio.

- Vossa Eminência , já conheceis  a Baronesa Elsa  Von Schröeder ? - diz bem alegre o Príncipe.

- Estou encantado , se vos permitis ! Nunca vi tamanha beleza . - diz o Cardeal . - estendendo o anel cardinalício par que seja beijado por ela.

( a Baronesa também estende a mão , com o intuito de ser beijada ,mas Vossa Eminência apenas segura-a .  Seria uma ofensa, um Cardeal , ter esta atitude , digamos, cavalheiresca e cortejante para uma tão formosa dama …)

- Vossa Eminência ficará algum tempo em nossa Região ? - diz a Baronesa Elsa, brilhando seus lindos olhos verdes contrastantes com seus cabelos escuros e pele alva como a neve.

- Ainda não sei Baronesa . Sou Embaixador Pontífice , na verdade , sou Núncio Apostólico e não sei exatamente ;  mas serei hóspede de Sua Alteza Real por algum tempo , Baronesa.

- A Baronesa é uma diplomata , Vossa Eminência. Na sua escola em Roma , Eminência , a Baronesa foi professora ! ( A Baronesa ri ,sarcasticamente , deixando cair uma gota de saliva no canto da boca; enquanto o Príncipe se felicita em mostrar a sua preciosidade ).

- É bom saber, Príncipe. Nunca se sabe quando se precisa de um bom conselho. - diz olhando para o Príncipe e para a Baronesa Schröeder.

- Eminência, a Baronesa gosta de tudo o que é novo . Cuidai de vossos pertences ou o que possas adonar-se …. - diz o Príncipe olhando-o fixamente.

( Duas semanas depois …)

- Quero vos apresentar, Eminência , o Barão Victor Von  Württzböhrer . Irá passar dois invernos conosco e na primavera seguinte , seguirá para o Reino dos Czares , Eminência.

- Estou às vossas ordens, Eminência. -  ficando em posição de sentido , bate as botas de cano alto e inclinando-se levemente.

- Barão, sejais bem vindo ao Palácio , mesmo que ‘ não seja meu’ … - diz o Arcebispo prescrutando-lhe calmamente.

- Sois Embaixador , então, Eminência. E, por ter um alto cargo em Vossa Instituição, não tendes medo de alguma agressão contra o vosso cargo ou à vossa pessoa ? - continua o Barão , digamos, ‘ puxando conversa ‘ !

- Em absoluto, Barão. A FÉ ROMANA protege-me. - segurando o grande crucifixo de ouro, cravejado com pedras preciosas, em seu peito ; passa a mão em seu anel com um grande rubi e olha-se: vê sua roupa púrpura cardinalícia com seu barrete de mesma cor. Vide ! Estou protegido , Barão !  Mas sinto falta de um soldado particular ! Uso a Guarda do Palácio mas não gosto de incomodar o Príncipe . -diz , de modo inseguro, o Arcebispo.

- Posso ser vosso soldado e vosso protetor ! Quereis , Eminência?

- Acredito que tenham muito o que dizer um para o outro. - diz Nicolae. Vamos, Elsa. Tenho algo a confidenciar-lhe ! - sai segurando a mão da cortesã para o amplo salão.

- Tendes que idade , Barão . Parece ter uns trinta anos, pois esta barba escura e vossos cabelos negros como a noite ; não a revelam . -diz o Arcebispo, questionando o Barão, com uma certa curiosidade.

- Tenho 23 anos  , Eminência ! Sou jovem demais para vós ? - perquire enigmaticamente , o Barão.

- Em absoluto , Barão Victor Von Württzböhrer. Tão jovem, ‘ assim ‘ quiseste segurar uma ‘ espada ‘ ? - diz o Arcebispo , olhando-o , debaixo para cima: pé 45,  1,95m de altura e com calça branca , justa com  dois bolsos e uma  curta jaqueta ‘ húngara ‘ até a cintura.

- o Barão olha fixamente para o Arcebispo , coloca a mão no bolso esquerdo e responde - Eu sempre ‘ seguro a espada ‘, Eminência, se vos permitis . - mostrando apenas o brilho dos seus olhos azuis escuros …

- Na  Hungria também é frio . Não passaste  frio em vosso trabalho , Barão ? - diz o Arcebispo com um certo interesse na resposta.

- Muito , Eminência. Mas acredito que aqui poderei aquecer-me melhor …

- Ainda conversam ? Quanto assunto e ainda são de religiões diferentes ! imaginai, Elsa, se fossem ‘ devotos do mesmo santo ‘ . - e riem piegamente ambos. Ah ! Eminência ! Seria bom acolher o Barão próximo à vossa suíte. E, à noite , têm lobos que rondam a cidade . Não achais ? - diz olhando para o olhar diabólico da Baronesa.

- Sem dúvida ! Eu mesmo avisarei o Camareiro-Real, Nicolae. Obrigado! Mas Víctor, quereis hospedar-se próximo à minha suíte ? Não vos pergunteis ? - questiona o Arcebispo, com um certo ar de dúvida ‘ainda pairando no ar ‘ …

- Farei o que decidirem . Afinal sou hóspede e gosto de ser bem tratado. - diz o Barão para o três .

- Ótimo ! Tudo resolvido. Tenham uma boa noite . Vamos , Elsa , eu mesma levá-la-ei ao vosso Castelo . - levando a Baronesa pela mão.

(Despedem-se todos. O Arcebispo convida o Barão para tomar uma dose de vodca às 22 horas .)

-  Elsa, Van Helsing, aquele Caçador de  …anda nas cercanias da região e virá até mim . Tenho um plano . Acompanha esse Van, um padre loiro e …

- Sim . E daí que o padre é loiro ?

- O Arcebispo  tem um pequeno defeito e podemos usar ao nosso favor. O Arcebispo despista o padre; tu despistas àquela ‘ mocréia ‘ que insiste andar com ele ; e , eu ficarei cara-à-cara com Van Helsing pra um ‘ ajuste de contas ‘ !! Que tal ?

- Adorei a idéia, diz a Baronesa. - e vão acertando os detalhes …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Eminência ?

- Barão , entrai !

- Servi agora a vodca para a nossa saúde, Barão. - diz a Eminência olhando todo ele. ( Uma calça branca , sem bolsos, com tecido muito fino, mostrando-lhe os pêlos escuros das pernas ; e apenas uma camisa azul , aberta até o peito , moda na época, 1374 , com muitos babados.

- Eminência ! Chamai-me de Victor . Ficaremos À vontade , não !

- Claro ! Ah ! meu nome é Jó . - e cumprimentam-se bebendo a vodca d’uma só vez , à moda russa !

- Víctor ? Tenho uma dúvida ?

- Sim, Jó !

- Abraçamo-nos na frente do espelho e a tua imagem não apareceu lá refletida . - diz a Eminência.

- Nem a sua, Eminência . - diz o jovem Barão de olhos azuis escuros.

- risos - Descobriste agora, Jó ! Acreditas no que vês, Jó ? Ou tendes que tocar como aquele Apóstolo … -diz zombando  …

- Prefiro ‘ tocar ‘ … diz Jó ! - tremendo os lábios.

- Homem de pouca fé , diz Victor ! - diz com o corpo ‘ rígido ‘ . Digo-te uma coisa ! Teremos  a eternidade para achar aonde está a  felicidade , não achas!! ? - diz o Barão Von Württzböhrer abraçado à Jó , na cama !!!!

                                                                                F. I. M.   

 

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    21:51:13 — Arquivado em: Sem categoria

“VAN HELSING VERSUS O MEU ALTER-EGO “

Olá , amigos !

            A série iniciada com o Dr. Gustavo e o Dr. Altair terminou. ( Caso haja pedidos, posso escrever outros episódios …hum ! …)

          Estou pensando em escrever sobre o Filme do Van Helsing …vocês conhecem…aquele Caçador de Monstros…lembram-se ??

          Pois é, mas a estória já está pronta, entretanto, recebi um ‘ post ‘ que chocou-me e tive que rever alguns pontos de vista, novos formatos e porque não , o meu modo de ver: a vida,  aos outros, à pessoa que mais admiro e amo em minha vida e à mim mesmo .

          Acho que estou em uma fase de renovação, reflexão e sobretudo de mudanças …então , não estou pronto para postar este texto, mas amanhã, o terão , ao menos a PARTE 1 -das 3 partes …É para ser uma comédia com alguns questionamentos …

          Estudei e li sobre a culpa, sob o ponto de vista da Religião Judaico-Cristã. Espero que gostem e divirtam-se !!!!

          Enquanto isso, chorarei pela postagem recebida . Uma facada nos rins , amigos ! Mas sou forte e aguentarei ‘ essa espadada " !!

                            EM CONSTRUÇÃO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

criado por baraojoelmartins@gmail.com    20:50:33 — Arquivado em: Sem categoria

MANIFESTEM-SE,AMIGOS, QUANTO À MELHORIA DO BLOG !!

Olá, amigos !!

          Ainda estou pensando o que escrever hoje !!

         Ficaram pensando no conto, último BLOG, quanto ao final ?? O que vocês acharam ?? Eu gostaria da resposta e da opinião de vocês !!

        Também gostaria de saber o que eu poderia mudar , melhorar e aperfeiçoar os assuntos, os títulos e os conteúdos ??

          Eu aguardo a opinião de todos e todas !! Para mim será muito importante o FEEDBACK positivo ou negativo !!!

        OPINEM ! GRITEM ! SUGIRAM !! DÊEM A OPINIÃO DE VOCÊS !!

        Um abração a todos !!

                   J.

p.s.

E tu também, V.T. Quero a tua opinião.

Bju.

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    12:22:15 — Arquivado em: Sem categoria

5.10.08

UM CONTO COM CARA DE OMO DUPLA AÇÃO

Olá amigos  !!  Uma pena o que farei !  Irá passar-se um 1 (hum) ano após o acontecido com o Dr. Gustavo .

xxxxxxxx           

( A cena: um: ‘ camping ‘  .  Crianças brincam perto de um rio, a natureza é pródiga : frondosas árvores, belas flores e borboletas multicoloridas tornam o local  agradável para conversar …)

- Óh ! Quanto tempo ?

- Pois é !

- Eu soube que não estavas bem …

- Estou melhor.

- Parece !

- Mas não vim para falar disto !

- Então de quê ?

- Outras coisas… - fala meio sem jeito.

- Liguei por infinitas vezes e não atendeste o telefone.

- Eu não estava bem.

- Por isso que eu ligava. Sumiste do planeta !

- Eu estava me encontrando  …

- Acredito ! Tu, a própria personificação divina na Terra ! Ah ! Não me venhas com esta agora e depois de tanto tempo !

 - Aconteceu muita coisa …

- E só aconteceu contigo ! E só acontece contigo ? Ah ! Tu te achas diferente dos mortais ! Bem se vê que és do signo de virgem !!

- Sério . Passei algumas …

- E queres falar sobre isso ? Sobre isso eu não quero saber !

- Não !

- Quê ?

- É outra coisa … - falando meio sem jeito .

- Pensei que tu tiveste mudado de cidade. Tu sabes que jamais ligaria para o telefone da tua casa . Tu sabes ! E não atendias o celular. Uma pergunta : por que me enviava emails e não respondia aos meus ? - fala de modo enfático, como se fosse um espadachim, desse um golpe de espada !

- Perdão !

- Agora ?

- É o momento …

- De quê ? De rever o passado.  Não me venhas com saudosismo, melancolia e lágrimas , teatralmente , derramadas …!

- Quer me ouvir ?

- O que sempre quis foi te ouvir …

- Mas parece não fazer esforço nenhum , né !?

- furiosamente , torce os dedos das mãos - Sem rodeios, me dizes então…

- Perdoa-me !

- um arrepio percorre-lhe, primeiro os braços e depois o sacode o  seu corpo - De quê ?

- Perdoa-me !

- Serei teu ADVOGADO DO DIABO, ou como a IGREJA CATÓLICA prefere, O PROMOTOR DA FÉ : dizes quais teus pecados e pensarei em absolvê-los…se for humanamente possível … - com mãos dispostas para orar…

- Deixei-o para casar … Perdoa-me !

- E meu coração …tu sabes como ele ficou ? Ele ficou perfurado por venenosas setas aborígenes …sangrou , qual porco em abatedouro …E as minhas lágrimas vertidas…quem as colheu ? Meu travesseiro: fiel companheiro …- com o rosto avermelhado e tremendo a mandíbula …

- Perdoa-me !

- Tiveste dois guris ( meninos ) e me disseste que home que era homem tinha filhos homens …

- Não estava com a razão …

- A tiveste algum dia ?

- Fiquei contigo um dia …

- Fazes trocadilhos com um assunto sério …

- Perdoa-me !

- Acusou-me de ter passado para ti uma doença …

- Errei .

- De quê? De quanto  ? Ou quando ?

- Não tenho a ‘ doença ‘ .

- Isto eu descobri. E fizeste tratamento para a outra infecção: também o soube. E que não passaste bem: também fiquei sabendo. E que te trataste em Miami : também soube …

- Perdoa-me !

- E as noites que achei que também estava infectado! Pensaste nisto ? E quando tiveste uma complicação cardíaca, eu sofri ! Pensaste tambeém ? Sofri muito por ti. E agora eu sei o que foi A PAIXÃO DE CRISTO !

- Estou bem. Voltei a trabalhar.

- Isto não sabia . Perdi contato contigo. Cancelei o email e troquei de celular, também…

- Faço somente Clínica Geral.

- É !

- Separei-me …

- com alegria no rosto , pegunta entusiástico - Não acredito ! - pasmo , olha para o outro .

- Perdi a guarda dos guris ( meninos), perdi o apê e outros imóveis. Dou uma penção , também …

- Houve mudanças …

- Agora entendes o porquê ?

- O por que , de quê ?

- Do afastamento .

- Não . Eu entendo que tu sumiste do mapa. Tu e a MIS JAVA !! Não andavam no mesmo lugar ? - agora rindo o trocadilho !!! ( ehehe )

(Risos de ambos. Olham-se pela primeira vez . Um, loiro, 1,95m , olhos  azuis , pernas peludas loiras, braços peludos loiros, uma barba, bem feita, loira e cabelos revoltos loiros, um corpo elegante,  trajando apenas um calção e chinelos ; o outro, moreno, alto e com olhos e cabelos negros, pele lisa , magro,  elegante, , usando o mesmo que o outro: )

- Perdoa-me ! - mirando a ‘ menina dos olhos ‘ do outro .

- Pouquoi ? - diz em francês .

- Je te aime !  Tu es mon amour , mon chérie !

- Apenas um detalhe : não sou mais aquele jovem que tinhas no passado …

- O passado passou .

- Preocupo-me com o presente .

- Quero-te assim !

- Para depois encontrar, em uma esquina qualquer , outro por demais jovem do que eu . Como eu poderia concorrer com a juventude de um Adônis ? De um Apolo ? De um mancebo ? - e olha para o chão .

 Eu sempre te quis . Tu  sabes ! Quantas vezes humilhei-me , rastejei para fica perto de ti ! Quantos emails te enviei : poemas e textos para mostrar o quanto te amava …e tu não demonstrava nada. Apenas desprezo recebi de ti ! - olhando para as árvores ao redor.

- Eu errei e confesso , meu padre confessor . Perdoa-me ? - olha sem pestanejar …

- Tu sabes a resposta !

- Qual ?

- Perdoô-te ! E quero que saibas , desde já, que minha vida e meus olhos serão todos devotados somente para ti ! - mostra um brilho no olhos escuros.

- Sério ! Perdoas-me ?

- Estás perdoado . E quero que saibas que meu amor por ti é muito grande: é maior que este parque, maior que Caxias do Sul, maior que todo o número de peixes que habitam o Mar e maior, ‘  MAIS MAIOR DO QUE CORAÇÃO DE MÃE ‘ !

( Os dois olham-se ! Admiram-se ! Desejam-se ! E os seus ‘ sentimentos ELEVAM-SE ‘ . As crianças que brincavam , olharam para ‘ aqueles dois ‘ ; duas moças que estavam sentadas em banco notaram aqueles belos homens ; rapazes falavam, enfaticamente ,  sobre futebol, também repararam neles .  Altair notara que tanto ele quanto Gustavo estavam apontando suas armas: Gustavo, ’ 22 ‘  e ‘ 18 ‘  de Altair . E  pensa : " Por que será que o Gustavo veio sem cueca e sentamo-nos , no gramado, sem camisetas, ‘ na posição de YOGA ‘ ? - riu baixinho e conclui :" eu também estava sem ". E  abraçados : um loiro e um  moreno  mostram que 1 + 1 é sempre + que 2 ! )    

                                      F.I.M.                                                                   

        

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    10:32:50 — Arquivado em: Sem categoria

4.10.08

Olá amigos !

       Segundo , Euclides, famoso matemático, os extremos do diâmetro de um círculo , encontram-se , diametralmente opostos!! O que significa, que é o complemento do outro, ou o outro lado , ou a ponta de si próprio.

       Concluam e vejam como queiram o texto… afinal é para vocês que eu o escrevi.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Eu não te esperava.

- Sabias que viria, não ? - com 1,95m de altura, cabelos loiros revoltos e uma barba loira,  por fazer ,  como se fosse um viking.

- Não.

- Estou!

- Por quê ?

- Ajuste !

- De quê ?

- Sabes.

- Não compreendo.

- O que tenho tu também tens !!

- Quê ?

- Confessa !

- 3 ou mais anos e perguntas-me ?

- Te escondes atrás desta pele de cordeiro  , infecto ! Imundo !

- Acreditas?

- Sim. Por isto estou aqui !

- !  ( - e mostra o ‘ 38. )

- Tenho.

- ‘ Do it now , please ‘  !

- Now, just do it  !

- Killer me !

- Do you want ?

- I do .

- Do you need !

- I wait . I wait . I wait for just moment ! I will wait .

- Tu farás o exame . Quero saber se tu tem também ! - mostrando a arma e os dentes ( como se fosse um lobo ); seus olhos azuis eram de um mar agitado.

- Quando ?

- Já !

- Queres saber o quê ?

- ELISA  , contagem da carga viral e contagem de CD4 !

- Farei !

- Quero nas minhas mãos em caráter de urgência !

- Tu acreditas que fui só eu quem passou pela tua vida nestes últimos 3 LONGOS ANOS ?

- ? - desconsertado fica a pensar …

- E agora queres achar alguém que ‘ fez mal ‘ ?

- Foste tu !

- Achas que não sei que  tu saías , tanto comigo  , como com muitas outras ‘ pessoas ‘ ? A quem estás enganando : a mim ou a ti ( te protegendo ? )

- Que tu sabes de mim ?

- Sei.

- Podes viver comigo 20 anos e não saberás quem sou. Ainda mais saber dos meus passos !

- Queres os nomes ‘ deles ‘ ?

- What ?

- Do you want the name’s all ?

- ri bombasticamente - Idiota ! Cretino !

- O exame ! Não estou brincando !

- Ameaçaa com arma é punível pelo Código Penal ! Coação e constrangimento, também ! Chegaste a este nível ?

- Nada destruirá a minha vida ! És tu o culpado !

- Eu ! Puna-me , se é isto que tu queres. Mas por este motivo ! Puna-me por amá-lo e ter devotado a minha vida , o meu tempo e todos os meus pensamentos para ti. Tenho culpa , sim ! Por tê-lo amado . Mas não encontres , em mim , o teu ‘ bode expiatório ‘ ! Já contaste para …

- Caso alguém vier a saber; tu serás o primeiro  a deixar o planeta !

- Ela saberá, mais cedo ou mais tarde ! Estás preparado pra enfrentá-lo ? Outra pergunta ? Por que , só em ti apareceram as lesões e não em mim? Perguntaste-te ? Não achas que a via, ou a fonte de infecção foi de forma diversa , da qual , me punes ?

- ? ( -  em dúvida, fica com o rosto vermelho, a barba loira parece ficar mais amarela: cadavérico se tornas e um ‘ rictus labial ‘ forma-se. )

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Dr - diz a enfermeira - acho que ele está acordando .

- Está bem, Dr. Gustavo. Está na Santa Casa de Misericórdia. Tdo bem com o senhor ? - diz o médico.

- DURA LEX, SED LEX !

- O que foi que ele disse , Dr ? - pergunta a enfermeira .

- Ele disse , em latim , " A Lei é rigorosa mas é a Lei " !

( Gustavo contorce-se na maca, gesticula , articula palavras soltas e vazias  . Senta na maca e com seus azuis olhos prescrutando o infinito, tenta discursar …)

- Dr. Gustavo, está bem ? - pergunta o médico.

- "AVE CAESAR , MORITURI TE SALUTANT ”  !

- Doutor, o que ele disse ? - pergunta enfermeira, sem entender nada.

- O Dr. Gustavo disse, novamente em latim,  " Salve, César, os que vão morrer te saúdam !

- O que significa , Dr. - pergunta a enfermeira. Ele enlouqueceu ?

- A frase era dita pelos gladiadores, no tempo de Roma , diante de César, quando estavam na arena e lutariam com os leões . Poucos ou nenhuns sobreviviam . Mas , no contexto, só quem sabe são aqueles que compartilham ou compartilharam a vida com ele.

- Dr, a pressão arterial está caindo ! O rítmo cardíaco , também ! Dr. !! Extra-sístole !!

- UTI ! Já !!

( Altair - sabendo da gravidade do caso de Gustavo , declama em voz alta a última fala de Cleópatra , na peça ‘Antônio e Cleópatra ‘ de Shakespeare  :

 " Dêem-me o manto. Ponham-me a coroa.
Tenho ânsias imortais em mim. Não mais
o néctar de uvas molhará meus lábios.
Depressa, Iras! Depressa!
Sou ar e fogo, os outros elementos
dou à vida mais baixa.
Tenho eu veneno nos meus lábios?
A morte é como o gesto de um amante
que fere e é desejado.
Este mundo não vale o nosso adeus.  "  E , suspirando, Altair, chora. Chora por seu Gustavo, pela situação e , acima de tudo , PER SI  . )

                                                                                         F . I . M .

( Abaixo a foto de Cleópatra por Elisabeth Taylor )


xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Para escrever o conto , usei como leituras, alguns livros . Achos que vocês gostarão das indicações: Esaú e Jacó de Machado de Assis; A Luz e as Trevas de Taylor Caldwell e; Os Irmãos Karamazov de Dostoiévski. Outro grande conto é ‘ Aqueles Dois ‘ de CAIO FERNANDO ABREU (leiam 3 vezes este conto, é bárbaro ).

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

beijinhu meu  v.t. ,

sempre teu,

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    06:19:24 — Arquivado em: Sem categoria

3.10.08

A REVELAÇÃO : DE QUÊ OU DE QUEM ??????

Olá Amigos !!!

            O que vocês que deve acontecer ao Dr. Gustavo ? Sofrer instantaneamente ou uma morte lenta e cruel ??? ( Sádico, eu ? )

            Vocês acham que podemo encobrir ‘ uma mentira ‘  , mentir , ou melhor, esconder a verdade ou, contar parcialmente a verdade e passar-se ‘  por santo (a) ? Deixo as respostas e as dúvidas geradas para que vocês possam digerí-las …( Que tal : um riso MORDAZ para vocês ?) !!

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 - Dr. Gustavo, está bem ? - diz a enfermeira do Pronto-Socorro.

- Sim. Estou . Mas como vim para aqui ? Aonde estou ? - diz Gustavo atônito.

- Irei chamar o Médico. Volto logo. - diz a enfermeira, saindo às pressas.

- Dr. Gustavo. O Senhor teve um mal súbito: uma queda da pressão arterial. - diz o médico-residente.

- Eu me sinto bem e quero ir para a minha casa. - já se levantando e com uma mão toca seu peito e, com a outra, toca na maca, na qual está deitado.

- Não pode ainda. O senhor está fazendo uma infusão de 500 ml de Cloreto de Sódio 0,9% com o objetivo de estabilizar a sua pressão. Mas, apenas uma pergunta? Posso avisar a sua esposa para vir buscá-lo ? - diz olhando para a aliança na mão esquerda do paciente.

- ? ( Uma interrogação estampa-se na face de Gustavo. Sentindo-se vencido pela(s)  circunstância(s) … ) Sim. Avise a Anelise. É a minha esposa. -sente-se como se fosse um menino quando é descoberta a sua arte … ( Aliás , qual ? )

- Gustavo? O que aconteceu ? O Dr. Pedro, teu dermatologista ligou-me que estava indo para o HP … O que houve contigo ? - aflitamente movimenta suas mãos e sacoleja seu corpo .

- Uma queda de pressão . Ah ! E tenho uma receita de um anti-hipertensivo para comprar e usar por um tempo até que a pressão arterial se estabilize… - conta ‘ o feito mas não o fato ‘ !

- (Risos por parte de Anelise ) É uma receita da Rede Pública e pode-se recebê-los gratuitamente, também. Queres que eu  pegue para ti no Posto de Saúde , no qual trabalho ? Amanhã irei à tarde atender as crianças.

- Eu compro ! Imagina, eu, usar o Sistema Único do Povo ! - mostrando todo o orgulho que se pode ter quando se observa a sua atitude .

- O que o Dr. Pedro falou-te ? O que ele acha que tens ? - questiona anelise, querendo saber o que eram aquelas duas lesões em seu peito.

- Ele me disse que tenho dois hemangiomas . - disse saindo pela tangente , mas não se sentindo tão convincente na sua resposta.

- Tu sabes que sou pediatra e o que tu tens não são hemangiomas ! - diz furiosa Anelise . O que realmente tens, Gustavo ? Garanto que saiu com qualquer vagabunda e pegou uma doença …Gustavo !? - diz nervosa.

- O laudo disse que é hemangioma e tu vai discordar do laudo de um colega, Anelise ?

- Eu não sei da tua vida pregressa , mas depois que casamos ; exijo, no mínimo fidelidade tua ! - histericamente tenta auto-afirmar-se e auto-manter-se dignamente na frente do marido .

- Tu sabes que sou fiel a ti , Anelise e que nunca te faltou nada ! Tu sabes ! - tentando justificar-se .

- E tu achas que basta ? Amor faz tempo que não vejo da tua parte ! Tens outra ? Confessas ! Assim ficará mais fácil vivermos …

- Não tenho ninguém. Só …

- Só tens a Medicina ! É isso que irias dizer, Gustavo ? Pois , nem olhos para teus dois filhos tens ! Aliás, nem olhos para mim tu andas tendo e; notei que ‘ gozas  rapidamente ‘ e dormes o ‘ sono dos justos ‘ . Parece que tu fazes amor comigo de modo mecânico , maquinalmente , excita-me, ‘ devora-me ‘ , gozas e dormes , com o DEVER DE CASA CUMPRIDO ! Para ti, achas que está ! Para mim, sabes o que falta ? diz roendo as unhas e enxugando as lágrimas que lhe borram o rímel .

- ?

-Tu !

- É ?

- Só !

- Cá estou !

- Parte !

- Inteiro !

- Achas ?

- Claro !

(E  com este tipo de diálogo : silábico, monossilábico, cheio de segundos sentimentos e de intenções; cheio de palavras retóricas com forte caráter e força dramáticas; Gustavo sai-se vitorioso . Vai para o banheiro e olha rapidamente o seu peito: belo e loiro e peludo { HUMM !! } . E lava-se fortemente com sabonete, como se estivesse preparando-se para uma cirurgia e, quando seu peito avermelhado encontra-se : mete as unhas, tentando arrancar as MARCAS DO PASSADO … ! )

- e falando em voz alta , sob a FORTE PRESSÃO do chuveiro diz : - " QUANDO QUE O PASSADO IRÁ PASSAR ? COMO REPARAR O PASSADO ? E , POR QUÊ O PASSADO NÃO PASSA ? - Gustavo , coloca a água no seletor ‘ verão ‘  e fica por uma hora sob a água fervente . " O FOGO ! O CALOR ! SIM , SÓ ELES QUEIMAM AS MARCAS DA VIDA " . - e seca-se com uma felpuda e cheirosa toalha de banho que Anelise deixou para ele no box, conjuntamente , ele encontra uma ‘ cueca branca ‘ e seu pijama de seda cor de pêssego.

                                                              F.I.M

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

             Mulheres ! Só as mulheres, mesmo ! Como elas não vêem que seus maridos as traem ? E , ainda, oferecem o melhor de si ? A cegueira, neste caso, pode fazer mal para Anelise ? Como avisá-la que pode correr algum risco ? de vida ?

             Anelise, mulher ! Abra o olho !! Compraste  ‘gato por lebre ’ ? Ou já sabia que era assim e que no final: as carnes têm o mesmo sabor; ou achavas, Anelise, que converterias o ‘ MAN ‘ , em questão ?

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

E para as esposas que são traídas todos os dias e entregam-se ,  à noite, digo-lhes : " QUE A JANTA SEJA BOA E QUE O CAFÉ DA MANHÃ SEJA MELHOR AINDA, pois durante o resto do dia, só ELE, que tudo vê, sabe o que se passa com estes ‘ machos viventes ‘ .

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

ao meu queridinho v.t.

meu beijinhu doce,

sempre teu,

J.

 

 

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    19:53:38 — Arquivado em: Sem categoria

2.10.08

LIVRO DE ANATOMIA DR. GREY - PARTE 2 - 02/10/08

Olá amigos,

            Hoje a estória incendeia  para o Dr. Gustavo …

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Gustavo. Recebi o resultado do teu exame. O Dr. Altair trouxe-o , pessoalmente. Não tenho boas notícias para ti, meu amigo. - diz Dr. Pedro ( médico dermatologista ).

- Qual é o resultado? - pergunta,  completamente nervoso, o Dr. Gustavo.

- Tens o Sarcoma de Kaposi (SK) é uma doença sistémica multifocal maligna, que tem origem no endotélio vascular e que tem uma evolução clínica muito variável. A manifestação mais frequente desta doença é o aparecimento de lesões cutâneas, mas também pode haver envolvimento das mucosas, sistema linfático e vísceras, em particular do pulmão e tubo digestivo. Podem-se considerar quatro formas clínicas distintas: a forma rara designada por sarcoma de Kaposi clássico, que habitualmente surge em homens idosos, a forma associada à imuno-supressão iatrogénica (doentes transplantados ou após tratamentos prolongados com corticóides),a forma endémica, o sarcoma de Kaposi africano e a forma epidémica o sarcoma de Kaposi associado ao HIV. Todos os tipos de sarcoma de Kaposi são causados por infecção com o vírus herpes humano tipo 8 (HHV8), o qual é transmitido por via sexual ou parentérica. Meses antes do aparecimento das lesões tumorais há um pico de virémia do HHV8 que conduz à produção de anticorpos específicos. Recentemente foi descrito um quadro clínico que envolve exantema em associação com a seroconversão com o HHV8 .Isto tudo, estou lendo no LIVRO DE ANATOMIA DO DR. GREY - ÚLTIMA EDIÇÃO AMERICANA . -  Gustavo ? - Gustavo ? - Gustavo ? - Enfermeira, chame uma ambulância, rápido ??

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

(A cena seguinte é totalmente onírica e passa-se no Mundo dos Sonhos. Neste Mundo, tudo é possível : até SER FELIZ , AMAR & VIVER UM GRANDE AMOR. )

" Que lindo jardim no qual estou passeando ! As flores estão  tão bem dispostas que parecem que foram plantadas milimetricamente  uma após a outra; os amores-perfeitos, então …"

- Quem és? - pergunta Gustavo.

- Tenho um nome grego  estranho . Mas podes me chamar de Atena. ( Pronuncia-se, em grego ÁTINA ).

- És tão bonita. Mas tens uma aparência diferente das demais mulheres que já conheci. És altiva , no porte, tens segurança quando falas e sobretudo, parece ter uma sabedoria …-diz Gustavo. És deste mundo ou …

- Eu moro neste lugar. És tu quem estás viajando por aqui. Estás gostando ? - diz Atena.

- É bonito. Mas como vim para aqui ? - diz atônito.

- Aqui tu podes receber a informação que mereces sem que sofras o impacto emocional da informação. -diz Atena, confortando Gustavo.

- Qual informação te referes ? Vim aqui para isso ?

- Foi o meio , pelo qual, eu encontrei para conversar contigo , a mando de meu Pai.

- Eu não curioso quanto à identidade do teu pai mas quero saber qual informação que tens para me dar , Atena !

- Tens uma infecção  causada por vírus . Não morrerás por causa dela, agora ; entretanto sofrerás o preconceito, isto é , o estigma da doença . - conta Atena, como se o assunto se tratasse de uma fábula. (Aliás, não é , ou não pode ser  ?)

- O que eu faço então ? - diz logicamente, pois não tinha sentimentos, nem na Terra e nem no Mundo Onírico …

- Aceita e escuta o que te digo. Logo, Gustavo, procurarás alguém para culpar pela tua doença ou à ti próprio e te sentirás como um  ressentido, por exemplo, que se apega àquilo que o faz sofrer de tal maneira que se lamenta e faz acusações repetidas contra o que julga ser responsável por seu tormento. Assim, ao escutar o ressentido, observa-se que a repetição da queixa é uma modalidade de gozo, como toda repetição, mas é também uma defesa da integridade narcísica do eu, pois o ressentido acusa não a si mesmo como o melancólico, que se culpa pelo dano sofrido numa identificação radical ao objeto perdido, mas principalmente contra um outro que é responsável por seu mal-estar. Pode, como, o melancólico se auto-recriminar, mas não de forma a desvalorizar seu próprio eu, mas se recriminar pelo que pode ter deixado de fazer ou ter feito para que este outro lhe causasse esse sofrimento. "  - Entendes o que te digo ! - pergunta , Atena, confortando-o.

- Acredito que irá cair a ficha …Quer dizer , então, que a minha dor maior será de fundo psicológico do que físico ? É , isso, Atena ? - pergunta desconsertado.

- Sim.

- Qual o peço que pagarei?- questiona Gustavo, gesticulando com as mãos.

- Basta o estigma da doença para ti ? Queres mais do que isso, Gustavo ! - acusando-o.

- Como assim ? Quem gosta de ficar doente ? - pergunta.

- Tu , como médico, deverias saber ! Tratas teus pacientes como se fossem números, ou mais em teu consultório. Cada pessoa que entra, deixa um pagamento , mas não recebe carinho e atenção. Já ouviste falar em São Lucas - Médico de Homens e de Almas ( escritora Taylor Caldwell ) ? Pois , neste livro, ela conta como se é médico ! Aliás , e aquele juramento que fizeste…segues-o , ou apenas, passa ao largo dele ! - diz Atena , de modo , inquisitorial !!

- Estou sem palavras …

- Não quero doutriná-lo, Gustavo ! Aprenderás a ser gente passando o quê ‘ as gentes ‘ passam . Nada mais tenho que te falar.

- Não és daqui , né ? És também uma Deu….? - diz Gustavo, tentando ser vidente, clarividente, advinho ou outra coisa que o valha…

- Preferes esta forma, Mortal ? Assim agradai-vos ! Para mim, a Forma não ma interessa apenas o conteúdo. Aprendai , humano ! Não importa o Jarro de Cristal mas o mais delicado Licor que está contido nele !

( Gustavo, apenas abre a boca, em estado de contemplação: primeiro outra Deusa diante dele , e em segundo lugar, nunca, uma pessoa falou tanto com ele e sobre ele . Novamente, o Médico, vê-se diante do artifício teatral, de novo,  " DEUS EX MACHINA " . Talvez, fosse somente esta maneira de se chegar perto do Gustavo, fosse em sonho… talvez para atingí-lo …só desta maneira …Colocar-se uma Deusa na sua frente. )

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Dr. Gustavo ? Dr. Gustavo ? Estás bem ? Agora estás no PRONTO SOCORRO. - diz o médico-plantonista.

- Ãhn !!!!

                                                                F.I.M.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

beijinhus meu v.t.

sempre teu,

J.

criado por baraojoelmartins@gmail.com    22:02:45 — Arquivado em: Sem categoria

QUESTIÚNCULAS SOBRE O NOSSO TEMPO, VT “

            Olá, amigos !!

            Na verdade, hoje eu deveria escrever a continuação da estória do Dr. Gustavo, médico, como todos já sabem.

           Paramos, ontem, quando Zeus conversava com a Deusa-Feiticeira Circe, em seu palácio. Uma conversa nada agradável , ao menos, para mim …

          O Deus Zeus questionou , por último, o modo como a Deusa Circe afasta-se da vida do mortal : usando um Carro puxado por quatro cavalos, cavalgando pelos ares, despedindo-se do Gustavo !! Esta maneira, ou  melhor, esta saída ou estratégia usada pela Deusa , não agradou muito Zeus …( Este recurso teatral , entre os gregos , chamava-se " DEUS EX MACHINA : que significa ‘ Deus saído da Máquina ‘. ) ; ou melhor, um recurso para resolver uma trama humana através da presença de Deus Grego , que no final, ‘ costurava o texto ‘ .

            Hoje, eu deveria escrever sobre a visita da Deusa Palas Atena, querida Filha Amada de Zeus, ao Dr. Gustavo.

           Ainda estou pensando no quê ou o quê a Deusa Atena falará para ele, uma vez que, Gustavo tem um coração duro e frio  ! Lembram-se que a própria feiticeira Circe protegeu-se dele , para não enamorar-se dele ? !!

          Acredito que uma noite de sono possa dar ‘ voz à Deusa Palas Atena e sua amiga inseparável, Bubo ‘. Aguardemos, então, a inspiração …

 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

          Hoje irei postar um texto que encontrei no BLOG DO RAFAEL LEAL de  1994 . É um texto que mostra como estou hoje . Obrigado Rafael por parte do teu brilhante texto.

" EIS O TEMPO . Ele é sábio e veloz , se faz constantemente presente em nossas vidas, bate à nossa porta, acumula pó nos móveis, acentua as rugas, cicatriza a ferida e eleva a alma.

Talvez este seja o maior desafio da humanidade, tentar desvendar e aliviar os efeitos causados pelo tempo que nos devora dia-dia.

Reconheço que muitas vezes ele é o principal aliado quando tudo parece estar escuro demais, quando somos vítimas da bestialidade e do pré-julgamento que  predomina o nosso universo.

Sou inteiramente intenso, não suporto estar pela metade nas relações ou nos  desafios que disponho construir, prezo o mesmo, o contra-tempo habitual das  cidades ,  se faz ainda mais irônico e covarde com o uso da  frase: "agente se fala…" (???)

Não, definitivamente nunca soube conviver com isso, este acaso que permeia o comportamento urbano ainda me impressiona, principalmente vindo de quem  estimo, pois quando estabelecemos uma troca ela deve ser plena ao ponto de  visualizarmos à nossa frente um longo caminho e que neste estejamos de mãos  dadas e de olhos fechados.

Quem esteve comigo sabe bem do que estou falando, talvez por isso algumas  delas não se permitiram seguir ao meu lado, vice-versa, validou-se o tempo de  estarmos juntos, simples assim, sem dor nem danos maiores, papel cumprido…

Mas quando dói, ao ponto de seguirmos este caminho olhando pra trás, temos  que retornar ao ponto onde paramos, e por este motivo estou aqui, disposto a  estender as mãos novamente, seguir em frente e quebrar os muros que a vida  estabelece.

E mais uma vez o tempo afirma ser responsável pelo amadurecimento dos fatos,  principalmente referente ao reconhecimento de nossos erros e acertos.

Afinal, pra que serve o tempo senão pra aprendermos o quanto somos pequenos  diante das armadilhas da vida.

 Digamos que estou colhendo as flores que com  tanta dedicação um dia plantei, depois de ter sangrado as mãos com espinhos e ter  de cicatrizá-las com lágrimas, sigo em frente, como os ponteiros do relógio, que em  certos momentos param pra trocarmos as pilhas, é neste meio-tempo que a  sabedoria e a lucidez nos faz presente, lá no nosso mais íntimo, covarde e traidor  comportamento.

Pelas perdas e ganhos, espinhos, dores intensas, feridas abertas…
Fez-se a coragem de um leão.
Sigo no caminho das flores, inteiramente despido e ainda mais lúcido.

Mas se você achar que eu estou derrotado,
saiba que ainda estão rolando os dados… 

O tempo não pára . ( Música-título de CAZUZA )

                           ( DIAS SIM DIAS NÃO de RAFAEL LEAL ).

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Para ti, meu V.T. , sinto tanto a tua falta, mas sei que um Dia ainda ficaremos juntos e diremos : " AGORA SEREMOS FELIZES,  MEU GRANDE FIORO " - e selaremos a nossa união com um GRANDE E SONORO BEIJO !

Um beijo doce e molhado dos nossos ,

sempre teu,

J.

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    18:06:26 — Arquivado em: Sem categoria

1.10.08

“DEUS EX MACHINA OU A FUGA DE QUEM ? “

Olá , amigos . Tomara que gostem !

- Deusa Circe, contai-vos o que vos aconteceu com os três contatos que tivésseis com o mortal, Dr. Gustavo  ? - pergunta , de modo,inquisitório - ZEUS.

- Tive um primeiro contato com o mortal , Divino ZEUS. Ele estava contemplando a sua casa de campo e acheguei-me sob a forma de um falcão. Senti um frio horrrendo em minha coluna vertebral . E voltei rapidamente para meu Reino, na Ilha de Calixto .

 - O que mais podeis contar , sem que eu tenha que perguntar-vos, Circe ? - diz ZEUS nervosamente, apertando os dedos , uns contra os outros .

- Sabeis que fui , à Terra , sob a forma de uma médica. Habilmente desempenhei minhas funções, sendo que ele gostou muito … e seduzi-o , Real Majestade. Seduzi-o com as pérolas que usei, com a grife de minhas roupas e usei o meu jeito feminino de ser para que pudesse ser melhor notada, observada e , por que não, desejada ? - diz Circe, com firmeza , em suas palavras bem colocadas.

- Circe , eu soube que vós não fizestes o que nós havíamos planejado. Contou-me o Deus  Mercúrio. Por que não o fizestes ? - questiona ZEUS, de modo frio, esperando uma resposta .

- Quando conversei com ele após a palestra médica e à intervenção cirúrgico-cardíaca intra-uterina , notei uma certa ‘ frieza ‘ deste mortal, em relação à mim e à todas as coisas que o cercam. Então, voltei para minha Ilha, preparei uma poção mágica e preveni-me de apaixonar-me por ele . - diz Circe , já , meio confusa , mexendo em sua trança ruiva, lindamente costurada.

- Como é este mortal ? - quer saber ZEUS - Que tem ele de especial ?

- Ele é loiro, olhos azuis da cor do mar, 1,95m , alto, elegante e muito charmoso mas mas  tem seu coração  frio. Ele é um capitalista selvagem: vive do lucro pelo lucro, pensa apenas em sua ambição, conquistas e sua vida é apenas o dinheiro . - Circe começa a cantar uma música que conheceu em sua ida à Terra - `a qual , ZEUS, não entende muito bem , à princípio, mas depois … -

" - Goldfinger
É o homem, o homem com o toque de Midas,
Um toque de aranha.
Um dedo tão frio
Convida você a entrar em sua teia de pecado
Mas não entre
Palavras douradas ele sussurarrá em seus ouvidos
Mas suas mentiras não podem disfarçar o que você teme
Pois uma Garota de Ouro sabe que quando ele a beija, esse
É o beijo da morte de 
Mister Goldfinger,
Bela garota, cuidado com seu coração de ouro
Esse coração é frio
Palavras douradas ele sussurarrá em seus ouvidos
Mas suas mentiras não podem disfarçar o que você teme
Pois uma Garota de Ouro sabe que quando ele a beija, esse
É o beijo da morte de 
Mister Goldfinger,
Bela garota, cuidado com seu coração de ouro
Esse coração é frio
Ele ama ouro, ama ouro, apenas ouro, ouro …. " E , circe, termina em tom de lamento …( GOLDFINGER ) do Filme 007 contra GOLDFINGER). Abaixo, um atalho para ouvir:  
http://br.youtube.com/watch?v=_7leX_BBcOA

- Compreendi a letra da música. Mas não ter feito o filtro de amor para que este mortal viesse a amar …Por quê, não o fizeste , Feiticeira ?

- Os olhos dele, ele, e todo o seu jeito, lembravam-se de um homem que amei à muito tempo : GLAUCO . Só que o Glauco tinha um coração nobre e doce, era carinhoso e gntil, porém ele não me quis e preferiu ficar com a Ninfa (deusa) CILA. Com muita raiva e ódio no coração, transformei-a em monstro marinho e lancei-a , às costas do Mar Adriático, para afugentar os navios que, por lá, passassem. Os Deuses Marinhos tiveram pena de Glauco e o tranformaram em : metade-homem e metade-peixe e nadou para os mares sem deixar vestígios. Nem com a minha feitiçaria e, poder e conhecimento sobre os Sortilégios, não consegui nunca mais saber notícias dele. Então, deparo-me com este mortal que é igual ao Glauco, mas tem seu coração duro como uma pedra; em seu coração só circula sangue gelado, sem emoção alguma: por isso que é médico lá ? - pergunta e se pergunta Circe ao mesmo tempo  !! 

 - Meu plano teve o mesmo êxito, mesmo que Vós, não tenhais feito como eu queria mas tivéstes um terceiro contato com o mortal …Contai-me, circe ?

- Divino, eu seduzi-o e após tomar-mos vinho fui possuída por ele. E quando ele falava palavras bonitas, longos encantos eu ouvia: meu coração ficou irrequieto, meus olhos brilharam e senti que minhas  pernas perderam suas forças …entreguei-me a ele , completamente. E , após ele deixar a sua semente dentro de mim, levantou-se rapidamente, lavou-se e disse-me : " Tenho que ir ! Minha esposa espera-me " ! - E , eu, ZEUS, estava com os sentimentos dele e dentro de mim, à flor da pele, exalando GUSTAVO , tive que colocar minha roupa e estar pronta para ir embora …Foi horrível ! -quase chorando, e sofregamente, chora , Circe.

- Conta-me o que aconteceu quando estavam no pátio da casa do mortal, Deusa ? - instiga a Circe a falar.

- Eu estava furiosa, irada e com muita raiva. E no próprio pátio, tranformei-me na frente dele , com vestes gregas na própria DEUSA CIRCE e tomei sob minhas rédeas o Carro do Sol, de meu Pai, Hélio, o Deus SOL ) e parti voando pelos ares indo em direção ao horizonte … - diz contente a Deusa, como se tivesse resolvido um problema mutio sério.

- Usastes o truque " DEUS EX MACHINA " . Este truque ou artifício usado pelos gregos no teatro é abominado , pelo próprio Aristóteles, filósofo grego. Ele não achava certo esta ‘intervenção divina’ para a resolução dos problemas criados pelos mortais . Achais correto " sairdes voando com 4 cavalos na frente de um mortal " ? Abaixo , atalho para a expressão latina acima : http://pt.wikipedia.org/wiki/Deus_ex_machina

- ZEUS ! Com o ódio que eu estava era a única maneira de lá sair. Eu queria que soubesse que nunca mais me veria. E ele viu que eu sumi da sua visão.

- Amastes outro homem além de Glauco ?

- Amei ULISSES. Vivemos juntos um ano em minha Ilha. - diz Circe , meia À contra-gosto.

- Na verdade, vós iríeis transformá-lo em animal, mas ele tinha uma poção enviada, a meu mando , para ele se proteger de Vós ? Não foi assim, Deusa ? - tornando o asunto cada vez mais explosivo.

- Sim. É verdade. Eu iria enfeitiçá-lo como a todos os homens que apareceram em minha Ilha. Não consigo amar, Divino ZEUS. Mesmo com todas as poções mágicas que conheço, posso mexer com o Destino se quiser, mas não posso usar a poção mágica a meu favor para amar e ser feliz ! - e chora calidamente a Feiticeira.

- Deveis resolver Vossos problemas e tentais amar, Deusa. Só assim poderás ser feliz. O que eu quero é que não Vos aproximeis JAMAIS deste mortal ? Entedentes ? E as Vossas Regras ?

- Estão atrasadas ! Mas Vos digo que não germinará a semente deste mortal em mim! Juro em nome de minha Mãe, a Deusa Hécate, Rainha das Feiticeiras ! -diz apertando o punho contra a mesa de ZEUS.

- Basta ! Saiais da minha presença …

- Como Vós queirais, Real ZEUS. - e ao mexer em sua trança, lindamente trançamente, desaparece da sala real.

( Então, o mortal tem o coração duro, sem emoções.  Usou e descartou uma Deusa, como se ela fosse um fantoche em suas mãos! E , ainda dorme , tendo o sono dos justos ? ! Hum…Dr. Gustavo , não perdes por esperar ! Ainda ajoelhar-se-á sob os meus pés! - diz ZEUS olhando para a decoração da sala do seu palácio . - Espera, Gustavo, espera…A  minha Filha , Deusa Atena está para vos visitardes…e saberás com quantos paus se faz um canoa ….- e ri alto , ecoando sobre todo o Monte Olimpo.)

 

 

 

                  

criado por baraojoelmartins@gmail.com    20:20:15 — Arquivado em: Sem categoria

“SOB OS ENCANTOS DE CIRCE: DEUSA OU FEITICEIRA ?”

Olá, amigos ?

(Nesta cena o Dr. Gustavo atende uma  intrigante paciente, em seu consultório . Não aguentando os cinco dias passados em retiro.)

- A próxima ? Senhorita Circe.  - chama o Dr. Gustavo para ser atendida. - Bom dia ? Como estás ? - pergunta sem muito interesse ( momentâneo ).

- Não muito bem, Dr. Sinto algo estranho : quando respiro tenho a impressão que o meu coração não bate ? É subjetivo ou estou doente ?

- Circe, quando começou seu problema ? Sente dor ou aperto no coração? Dói ao respirar ? Quando caminhas sente algo no coração e; seu pulso está acelerado ? - questiona o Dr. Gustavo.

- Faz um mês , mais ou menos … - diz Circe sorrindo maliciosamente e mostrando seus alvos dentes para o médico.

- Irei fazer um eletrocardiograma, ecocardiograma, exame clínico e anamnese. Após darei o diagnóstico. -diz com segurança o Dr. Gustavo.

- Sim. Espero encontrar a solução para o problema. - diz Circe mexendo em seus cabelos ruivados, os quais fez uma trança costurada, passando os dedos em cada junção … Olha pare ele com pensamentos ‘ obtusos e , um tanto contraditórios …

- Circe , não encontro alteração anátomofisiológica do coração. Acredito que tenha um componente emocional . Um psiquiatra está inidicado no seu caso. - diz o Dr. Gustavo.

(Circe estava ali com um propósito e não poderia deixar escapar a oportunidade de usar os seus conhecimentos de feitiç…)

- Dr. , quem sabe o Sr. faz uma pesquisa do meu problema e voltarei. Pode ser ? -disse Circe com um brilho nos olhos .

(Dr. Gustavo observou sua paciente: uma jovem mulher, linda, ruiva com seus cabelos trançados, trajando um ‘ taier’ CHANEL , sapatos italianos de salto alto e, com um colar de 3 voltas de pérolas verdadeiras . " Uma fortuna incalculável só as pérolas, imagina o ‘ taier Chanel ‘ . Que horror !! Que perfume ! É o perfume CHANELL nº 5, com certeza ! Mas deve estar usando alguns borrifos do perfume CALVIN KLEIN nº 1 ! Não resta dúvida !  " Imaginem - pensa Dr. Gustavo. - Parfume MADEMOISELLE CHANELL Nº5 E PARFUME KALVIN KLEIN ONE !!  Je ne crois pas !! - eu não acredito " ).

- Eu sou médica pediatra, mas especializei-me em cirurgica cardíaca neonatal. Irei realizar uma palestra sobre o assunto. Gostarias de participar , Dr. ? - diz a Dra. Circe.

( " O Dr. Gustavo fica encantado: uma ruiva, médica e linda mulher. por que não conhecê-la na palestra e melhor"  … - pensa , enquanto passa a punho de seua camisa italiana secando a boca úmida . )

 - Gustavo, voltaste a trabalhar e nem me comunicaste ? - diz sua esposa, Anelise.

- Chega de reclusão ! Voltei a clinicar e pronto.

- E nem para pensar em teus filhos …e nem em mim ! Gustavo, sou tua esposa ou tua companheira de ‘ casa ‘ ? - diz furiosa.

- Tenho cirurgia ! Até logo. Falamos depois ! - diz já saindo de casa.

- Sempre depois . Achas que estrei esperando por ti…sempre ? - diz Anelise.

- Anelise, és minha esposa e esperarás o tempo que for necessário. SAbes que sou médico e que trabalho…não sabes ou não sabias quando casaste comigo ? Esqueceste ? - diz perturbado . Chega de conversa. - e sai batendo a porta !

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

- Dra. Como estás elegante para a palestra e à cirurgia ? - diz cortesmente Gustavo.

- Arrumei-me para ti  - diz sorindo Circe ( com as malicioso ).

(A palestra foi muito interessante e a cirurgia foi de pleno êxito. A dra. era excepcional além de linda. Seus olhos verdes tinham a mesma cor do seu grande anel de esmeralda. Tinha brincos na forma de meia lua muito bonitos. Com uma saia justa , anos ‘40 , moldava-lhe as formas e ficava muito ‘ apetitosa ‘ …Dr. Gustavo babava só em olhá-la … ).

- Parabéns, Dra. Circe , pelo seu trabalho. - diz contente.

- Obrigada - diz a Circe. - olhando diretamente para o homem à sua frente. Cada vez mais ‘caído’ por ela. Achava que ele estava enfeitiçado …

- Vamos marcar algo ? Um jantar , Dra. ? - diz entusiasticamaente Gustavo.

- Adoraria … Podes quando, Dr ? - diz alegremente e já concluindo que ele seria mais um que ficaria sob os seus sortilégios …

- Depois de amanhã. Darei uma desculpa em casa e poderei jantar contigo. Que tal ? - diz Gustavo.

- Fico feliz em ser sua convidada . Alegra-me a tua companhia. Iremos aonde? - já pensando em que fazer com o mortal - pensa Circe drasticamente !

- Em minha casa de campo. Lá ficaremos a sós … Que achas ? - passando a mão levemente em baixo ventre … - excitando-se selvagemente …

( Ficam a sós , sob à luz de velas, jantam e ficam juntos no sofá, tomando um cálice de vinho tinto. )

- Circe, és linda !

- Achas ? Esmerei-me para ti … - diz Circe maliciosamente - enquanto beijam-se e , é claro, Gustavo não perderia a oportunidade de possuí-la).

(Circe havia preparado um filtro mágico para impedir que se apaixonasse por este mortal, uma vez que ele era muito bonito: loiro e olhos azuis. Mas Circe pensou : " Allto, loiro e olhos azuis para um homem é muito bom ; mas para mim não basta ! Falta-lhe algo que não sei o que . Acertei em tomar o antídoto contra o ‘ fogo da paixão ‘. Será mais um homem que passou em minha vida, e só ! - suspirando profundamente ". )

- Devo ir embora, diz o Dr. Gustavo . - diz Gustavo nervosamente.

- Tenho para dizer-lhe . Tens tempo ? - diz Circe com malícia …- com brilho nos olhos verdes-esmeralda .

- Sim. Dizes ?

- Gostei de ser possuída por ti e sentir a ‘ tua força ‘.  - diz Circe. - Entretanto, não és o tipo de homem que gosto, não tens brilho no olhar e nem tem o coração bom e leve … senti , em ti, somente a frieza de ‘ um cubo de gelo’ e nada mais. Para mim, Gustavo, foi só hoje e nunca mais …

- Achei que estavas encantada por mim? -diz Gustavo, parecendo se enganado pelos seus próprios sentimentos …

- Anelise deve gostar de gelo ! Eu, Gustavo, não ! Além do mais, não sou do teu mundo. Também procuro alguém para mim. Usei minhas poções e filtros mágicos para proteger-me de ti.  Lembrai-vos , mortal ! EStás sob o jugo da Lei da Causa e do Efeito e, quem fez girar a engrenagem da RODA da FORTUNA da tua VIDA foste tu, então; arcai com as conseqüências. Outra coisa vos digo: Não chamais meu nome, pois vossa voz não faz eco em meu Reino . E, estais aqui, neste planeta, para crescer como indivíduo . Eu poderia interferir e mudar o teu DESTINO , mas não o quero e não farei . Deixai-me ir. ADEUS!!! ! E parte guiando o Carro do Deus Sol , seu Pai, Deus Hélio, dirigido por quatro garbosos cavalos ! E parte usando "DEUS EX MACHINA", muito comum entre os Deuses Gregos !!                    

( E Gustavo fica pensando : " O que vi ? O que aconteceu aqui ? Foi verdade o que passou-se comigo ? " - Após volta para casa e faz amor com sua esposa , maquinalmente , e pensa:" Circe era melhor na cama " . - e dorme o ’sono dos justos’ ! ). Acreditam vocês nisto ? ( E a ansiedade gerada pela espera do resultado do seu exame: ele esqueceu-se ? HUM !!!

                                                                     F.I.M

               

 

criado por baraojoelmartins@gmail.com    07:43:18 — Arquivado em: Sem categoria

Report abuse Close
Am I a spambot? yes definately
http://aquilesepatroclo.blog.terra.com.br
 
 
 
Thank you Close

Sua denúncia foi enviada.

Em breve estaremos processando seu chamado para tomar as providências necessárias. Esperamos que continue aproveitando o servio e siga participando do Terra Blog.